Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Saúde e Montanha

por Correio da Guarda, em 03.05.19

 

     Na Guarda vai decorrer, dias 10 e 11 de maio, na Guarda, o Encontro "Leituras do Território: Saúde & Montanha".

   "Penhas Douradas, Guarda e Penhas da Saúde, tal como depois o Caramulo, são historicamente e graças a gente como José Thomaz Souza Martins, Alfredo César Henriques, Lopo de Carvalho, Abel, Jerónimo e João Lacerda e outros, os locais em que o tratamento da "tísica" com base na "altitude" se iniciou em Portugal, em 1881, quais Davos e montanhas tirolesas." é referido em nota divugada pelo Centro de Estudos Ibéricos (CEI), que organiza este encontro,  coordenado por Cristina Robalo Cordeiro, da Universidade de Coimbra.
   "Não já na altitude mas ainda nas faldas destas montanhas, algumas por causa da "Falha da Vilariça", são desde tempos imemoriais, anteriores à ocupação romana, as águas das termas ou caldas de Manteigas, Unhais, Loriga, Alvoco, Felgueira, Alcafache entre outras q/ se topam a cada passo, uma das mais antigas formas de "pela água chegar à saúde", os hoje tão vulgares SPA's.
    As condições de treino da maior parte dos desportos têm hoje muito a ver com a criação artificial de "dificuldades" a vencer: colocando pesos nos pés, nas pernas e braços, prendendo o corpo a objetos pesados e efetuando aplicações de tração, primeiro em plano, depois aumentando a inclinação e assim o esforço, e tudo quanto de semelhante podemos fazer na "montanha" apenas e somente porque aqui o ar tem menos oxigénio."

    Os interessados podem efetuar a sua inscrição aqui.

Leituras do Território.jpg

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:13

Leituras do Território

por Correio da Guarda, em 15.04.19

 

     Na Guarda vai decorrer, nos dias 10 e 11 d maio, o Encontro "Leituras do Território: Saúde & Montanha", organizado pelo Centro de Estudos Ibéricos.

    A coordenação desta iniciativa esará a cargo de Cristina Robalo Cordeiro, da Universidade de Coimbra.

     O programa e inscrições estão disponíveis aqui.

Territórios de Montanha.jpg

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:16

Fotos de Miguel Silva no TMG

por Correio da Guarda, em 20.02.19

 

     “Guarda Mulher” e “Mulheres com Alma”, do fotojornalista Miguel Silva, são as temáticas das exposições que vão estar patentes, a partir de 23 de fevereiro, na Galeria de Arte do Teatro Municipal da Guarda.

    "O território da Guarda, seja ele concelho ou distrito, é detentor de um vastíssimo património, natural, arquitetónico e cultural, que se tem vindo a destacar ao nível turístico, atraindo cada vez mais apreciadores de novas experiências, onde o contacto com a comunidade e suas tradições é fator de atração. É, portanto, imperativo a aposta, por parte dos agentes locais, na preservação e potencialização deste valioso património, perpetuando de igual modo a memória coletiva das gentes e das comunidades. " Refere uma nota da Câmara Municipal a propósito desta iniciativa.

    A exposição “Guarda Mulher” e “Mulheres com Alma” enquadra-se na estratégia definida pelo Municipio da Guarda, "para a valorização do melhor do nosso património, as pessoas". Integrada no quadro de cooperação intermunicipal, que se definiu recentemente no âmbito da candidatura “Guarda 2027 – Candidata a Capital Europeia da Cultura”, a presente exposição une os concelhos de  Guarda e Pinhel, através da figura feminina e tudo o que ela representa. "Mulheres anónimas, mães, avós, rostos de vidas simples e que carregam experiências de vida nem sempre fáceis. Mulheres do campo, com mãos cheias de estórias e de sorrisos largos, que guardam na memória saberes de um valioso património cultural."

   Assim é prestada uma  "simbólica homenagem, através da linguagem fotográfica, a 70 mulheres: 27 mulheres de Pinhel e 43 mulheres da Guarda. Uma mulher por cada freguesia."

   Miguel Silva, fotojornalista natural de Lisboa, apresenta um trabalho de 70 retratos e o mesmo número de estórias, contadas "na primeira pessoa, de saberes e tradições, de dificuldades e lutas diárias, de risos e lágrimas, de quem tem saudades de tudo ou de nada".

    A presente exposição poderá ser visitada de 23 de fevereiro a 27 de abril. A entrada é livre.

Miguel Silva.jpg

     Fotos: Miguel Silva

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:12

Investimentos em territórios de baixa densidade

por Correio da Guarda, em 17.02.19

 

     No próximo dia 26 de Fevereiro vai decorrer em Sortelha uma sessão de esclarecimento sobre o Programa de Investimento em Territórios de Baixa Densidade, iniciativa das Aldeias Históricas de Portugal e a Turismo Fundos – Turismo de Portugal.
   O Programa de Investimento em Territórios de Baixa Densidade, gerido pela TF Turismo Fundos - SGFII, S.A., tem por objetivo criar as condições financeiras para estimular o aparecimento de projetos de investimento que se traduzam na valorização económica de ativos imobiliários afetos ou a afetar a atividades turísticas, e que promovam o desenvolvimento e a sustentabilidade das economias locais e regionais.
    A referida sessão terá lugar nas instalações da Junta de Freguesia de Sortelha, a partir das 15 horas, tendo como principais objetivos proporcionar informação qualificada e orientadora, dar a conhecer como funciona o programa e prestar esclarecimentos aos empresários.

Aldeias Históricas.jpg

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:10

II Fórum de Informação Geospacial

por Correio da Guarda, em 20.11.18

 

     Na Escola Superior de Tecnologia e Gestão do Instituto Politécnico da Guarda vai ter lugar amanhã, 21 de Novembro, a segunda edição do Fórum de Informação Geospacial, (FIGeo 2018) com o tema “A Informação Geoespacial ao serviço da sociedade”.

    O evento, inserido nas Comemorações dos 25 Anos do Curso de Engenharia Topográfica no Instituto Politécnico da Guarda e em Portugal, tem por objetivo oferecer um espaço de partilha de experiências e de conhecimento relativo à importância da Informação Geospacial (IG) nas sociedades atuais. 

  Do programa constam diversos temas, tais como, as Smart Cities, os Sistemas Globais de Posicionamento por Satélite (GNSS), a Deteção Remota e outras técnicas atuais de aquisição e de processamento de Informação Geoespacial, como por exemplo, os VANT’s (Veículos Aéreos Não- Tripulados) ou os Sistemas de Varrimento a Laser. 

   Este Fórum destina-se a diferentes públicos devido à abrangência da aplicabilidade da Informação Geoespacial em inúmeros sectores da sociedade, nomeadamente estudantes, profissionais de engenharia e gestão, investigadores, câmaras municipais e empreendedores.

   De referir que cada vez mais o cidadão comum está dependente diariamente de Informação Geoespacial para a realização das suas tarefas. “Os municípios já perceberam que é com Informação Geoespacial que melhor se governam os territórios”, referiu a organização desta iniciativa.

  “É com informação Geoespacial que se estudam e simulam fenómenos naturais nefastos e devastadores, como por exemplo, cheias, deslizamentos de solos, deslocamento de glaciares ou mesmo tsunamis, sendo estes fenómenos cada vez mais frequentes e intensos devido às alterações climáticas. É também com base em Informação Geoespacial que se projetam novos e grandiosos empreendimentos construtivos.”

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:11

Valorização do Rio Alva

por Correio da Guarda, em 17.05.17

 

     A Câmara Municipal de Seia e os municípios de Arganil, Gouveia, Oliveira do Hospital, Penacova, Tábua e Vila Nova de Poiares assinaram ontem, em São Pedro do Alva, o compromisso para a valorização do rio Alva.

     O  documento subscreve um interesse comum assente na ativação do potencial endógeno dos territórios atravessados pelo rio Alva, no sentido da criação de um produto turístico compósito.

    Para as referidas autarquias, esta é uma forma de conservar e salvaguardar os recursos naturais, mas essencialmente de valorizar e promover de forma integrada os produtos turísticos implementados no território, como as praias fluviais, mas também os caminhos pedestres e cicláveis e outros recursos naturais diversos que atravessam, cruzam, interpretam, marcam e valorizam toda a paisagem, cujas potencialidades passam pelo desfrute da natureza ou até mesmo pelo desafio para a prática de atividades ao ar livre e de desportos de aventura. 
    Promover, valorizar e inovar de acordo com as potencialidades do rio Alva, tornando-o um motor de desenvolvimento dos concelhos em complementaridade com outros setores e/ou atividades, criando dinâmicas com instituições, associações e agentes económicos são as premissas consideradas para ativar o potencial deste rio selvagem e de montanha.

 

    Fonte: Câmara Municipal de Seia

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:34

Territórios em tempos de mudança

por Correio da Guarda, em 16.06.15

 

     “Territórios, Sociedades e Culturas em Tempos de Mudança” é a designação do Seminário agendado para o próximo dia 20 de Junho, no Paço da Cultura da Guarda.

     A partir das 9h30 falar-se-á de “Paisagens, Patrimónios e Valorização dos Recursos”, painel onde serão apresentadas as comunicações “Práticas e saberes tradicionais na transformação do trigo: um estudo comparativo nos concelhos de Vinhais, Hermisende e A Mezquita”, “Caminhos da Cal e do Barro, uma Rota Cultural para o Barrocal Algarvio”, “A Questão Social na Mina de S. Domingos - Subsídios Para Uma Reflexão”.

notic15_05.jpg

      A partir das 11 o tema seráPaisagens, Patrimónios e Valorização dos Recursos Culturais”, falando-se “O Chão e o Verbo. O diagnóstico da pátria ibérica em Miguel Torga”, “O aproveitamento turístico da Via Romana XVIII (Via Nova) como possível vetor de desenvolvimento socioeconómico dos municípios de Terras de Bouro e Lóbios”, “Tradições de boas-vindas aos emigrantes portugueses” e de “Disponibilidade léxica na Raia”.

    “Dinâmicas e Processos de Reestruturação e Cooperação Territorial” será o tema do painel que decorrerá a partir das 14h30, englobando comunicações como “ Guarda: Cidade e Projeto”, “Propostas de Regeneração da Atividade Comercial no Atual Cenário de Crise” e “Estratégias Regionais de Especialização Inteligente: Oportunidades de Reestruturação, Desenvolvimento e Cooperação Territorial no contexto das regiões Ibéricas”

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:12

Jornada sobre a Serra da Estrela

por Correio da Guarda, em 05.03.15

 

     No Instituto Politécnico da Guarda vai decorrer, no próximo dia 11 de março (a partir da 14 horas) uma Jornada de Reflexão dedicada à importância da valorização dos territórios e à sua classificação como Geoparques, tendo como foco a Serra da Estrela e aos principais desafios que se colocam a este território.

     O evento, organizado pelo Instituto Politécnico da Guarda (através do Projeto Carta Turística da Serra da Estrela) em parceria com a Comunidade Intermunicipal das Beiras e Serra da Estrela, denominado “Um Olhar sobre a Serra da Estrela”, irá centrar-se sobre as potencialidades deste contexto espacial, enquanto estratégia de dinamização e desenvolvimento de territórios de baixa densidade.

    O programa integra uma mesa Redonda sobre a temática dos Geoparks no desenvolvimento e promoção turística e territorial; do painel de oradores constam os representantes dos Geoparques Portugueses, do Fórum Português de Geoparques e do Comité Nacional para o Programa Internacional de Geociências (IGCP-UNESCO).

    De referir que o Instituto Politécnico da Guarda irá também aproveitar o evento para promover o debate sobre a instituição do “Estrela Geopark”, com os principais atores do território, suportada nos resultados e boas práticas que esta classificação vem aportando aos geoparques portugueses e a sua consideração no âmbito das políticas da UNESCO.

    No decorrer desta jornada terá igualmente lugar a assinatura dos Protocolos de colaboração com o projeto Carta Turística Serra da Estrela e a apresentação da proposta do documentário “Olhares sobre a Serra da Estrela” pelo realizador Jorge Pelicano.

    O evento encerrará com a entrega dos Prémios referentes ao I Concurso de Fotografias “ Um olhar sobre a Serra da Estrela” e com a inauguração da Exposição Fotográfica sobre o mesmo tema, com a presença do Diretor da National Geographic Portugal, que estará patente no Edifício dos Serviços Centrais do Instituto Politécnico da Guarda até final do mês de março.

SERRA - foto MANUEL FERREIRA- SE.jpg

     (Foto: Manuel Ferreira)    

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:51

Territórios e Culturas em tempos de mudança

por Correio da Guarda, em 10.03.14

 

     O Centro de Estudos Ibéricos vai promover, nos próximos dias 21 e 22 de Março, na Guarda, o “Seminário Territórios, Sociedades e Culturas em Tempos de Mudança”

     Esta iniciativa tem por objectivo promover a apresentação dos trabalhos desenvolvidos no âmbito do projecto “Culturas Ibéricas, Sociedades de Fronteira: Territórios, Sociedades e Culturas em tempo de mudança”.

     De referir que através deste projecto, o Centro de Estudos Ibéricos tem vindo a apoiar investigadores cujos trabalhos incidem sobre os espaços de baixa densidade, designadamente os territórios transfronteiriços, criando um espaço de debate, aberto a investigadores.

    No dia 21 de Março, além do Seminário serão apresentadas duas publicações: n° 9 da Revista Iberografias e n° 26 da Colecção Iberografias “Paisagens e Dinâmicas Territoriais em Portugal e no Brasil”.

    Integrado nesta iniciativa, o CEI promove uma homenagem ao Professor Doutor Fernando Rebelo, antigo Reitor da Universidade de Coimbra, recentemente jubilado.

 

     Fonte: CEI

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:42

Espaços de Fronteira, Territórios de Esperança

por Correio da Guarda, em 01.07.13

 

     Na Guarda vai decorrer, de 3 a 6 de Julho, a décima terceira edição dos Cursos de Verão, organizada pelo Centro de Estudos Ibéricos (CEI).

    Tendo como tema “Espaços de Fronteira, Territórios de Esperança” e a raia central de Portugal e Espanha em pano de fundo, o curso deste ano irá aprofundar o debate sobre os significados económicos, sociais e políticos que os espaços fronteiriços assumem no contexto europeu, enquanto se revistam êxitos e fracassos de duas décadas de cooperação transfronteiriça.

     O debate do tema será complementado com visitas de estudo cujo trabalho de campo se integra nas rotas ibéricas organizadas segundo o lema “andar, ver e conhecer”.

     À semelhança de edições anteriores, este urso é creditado pela Universidade de Salamanca.

     A sessão de abertura terá lugar no próximo dia 3 de Julho, quarta-feira, pelas 10h00m, na Sala Tempo e Poesia da Biblioteca Municipal Eduardo Lourenço.

     No dia 3 de Julho, pelas 17h00, no mesmo espaço, será inaugurada a exposição “Transversalidades – Fotografia sem Fronteiras 2013” e será lançado o respectivo catálogo.

     A exposição destaca as 28 fotografias seleccionadas e uma mostra das mais de 1000 imagens submetidas à 2ª edição deste concurso, documentando a diversidade de Territórios, Sociedades e Culturas Ibéricas nas temáticas “Paisagens, biodiversidade e património natural”; “Espaços rurais, povoamento e processos migratórios”, “Cidade e processos de urbanização” e “Cultura e sociedade: diversidade cultural e social”.

    O catálogo conta com uma amostra mais alargada das fotografias candidatadas, contextualizando cada tema com textos de António Gama, António Pedro Pita, Eugenio Baraja Rodríguez, Henrique Cayatte,  Jorge Gaspar, Pedro Hespanha e Victorino García entre outros.

    A exposição estará patente na Sala Tempo e Poesia da BMEL atá 31 de Agosto.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:33


Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.




Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D

Contacto:

correiodaguarda@sapo.pt correio.da.guarda@gmail.com



Google +


Referenciar citações

Protected by Copyscape Website Copyright Protection