Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


II Fórum de Informação Geospacial

por Correio da Guarda, em 20.11.18

 

     Na Escola Superior de Tecnologia e Gestão do Instituto Politécnico da Guarda vai ter lugar amanhã, 21 de Novembro, a segunda edição do Fórum de Informação Geospacial, (FIGeo 2018) com o tema “A Informação Geoespacial ao serviço da sociedade”.

    O evento, inserido nas Comemorações dos 25 Anos do Curso de Engenharia Topográfica no Instituto Politécnico da Guarda e em Portugal, tem por objetivo oferecer um espaço de partilha de experiências e de conhecimento relativo à importância da Informação Geospacial (IG) nas sociedades atuais. 

  Do programa constam diversos temas, tais como, as Smart Cities, os Sistemas Globais de Posicionamento por Satélite (GNSS), a Deteção Remota e outras técnicas atuais de aquisição e de processamento de Informação Geoespacial, como por exemplo, os VANT’s (Veículos Aéreos Não- Tripulados) ou os Sistemas de Varrimento a Laser. 

   Este Fórum destina-se a diferentes públicos devido à abrangência da aplicabilidade da Informação Geoespacial em inúmeros sectores da sociedade, nomeadamente estudantes, profissionais de engenharia e gestão, investigadores, câmaras municipais e empreendedores.

   De referir que cada vez mais o cidadão comum está dependente diariamente de Informação Geoespacial para a realização das suas tarefas. “Os municípios já perceberam que é com Informação Geoespacial que melhor se governam os territórios”, referiu a organização desta iniciativa.

  “É com informação Geoespacial que se estudam e simulam fenómenos naturais nefastos e devastadores, como por exemplo, cheias, deslizamentos de solos, deslocamento de glaciares ou mesmo tsunamis, sendo estes fenómenos cada vez mais frequentes e intensos devido às alterações climáticas. É também com base em Informação Geoespacial que se projetam novos e grandiosos empreendimentos construtivos.”

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:11

Valorização do Rio Alva

por Correio da Guarda, em 17.05.17

 

     A Câmara Municipal de Seia e os municípios de Arganil, Gouveia, Oliveira do Hospital, Penacova, Tábua e Vila Nova de Poiares assinaram ontem, em São Pedro do Alva, o compromisso para a valorização do rio Alva.

     O  documento subscreve um interesse comum assente na ativação do potencial endógeno dos territórios atravessados pelo rio Alva, no sentido da criação de um produto turístico compósito.

    Para as referidas autarquias, esta é uma forma de conservar e salvaguardar os recursos naturais, mas essencialmente de valorizar e promover de forma integrada os produtos turísticos implementados no território, como as praias fluviais, mas também os caminhos pedestres e cicláveis e outros recursos naturais diversos que atravessam, cruzam, interpretam, marcam e valorizam toda a paisagem, cujas potencialidades passam pelo desfrute da natureza ou até mesmo pelo desafio para a prática de atividades ao ar livre e de desportos de aventura. 
    Promover, valorizar e inovar de acordo com as potencialidades do rio Alva, tornando-o um motor de desenvolvimento dos concelhos em complementaridade com outros setores e/ou atividades, criando dinâmicas com instituições, associações e agentes económicos são as premissas consideradas para ativar o potencial deste rio selvagem e de montanha.

 

    Fonte: Câmara Municipal de Seia

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:34

Territórios em tempos de mudança

por Correio da Guarda, em 16.06.15

 

     “Territórios, Sociedades e Culturas em Tempos de Mudança” é a designação do Seminário agendado para o próximo dia 20 de Junho, no Paço da Cultura da Guarda.

     A partir das 9h30 falar-se-á de “Paisagens, Patrimónios e Valorização dos Recursos”, painel onde serão apresentadas as comunicações “Práticas e saberes tradicionais na transformação do trigo: um estudo comparativo nos concelhos de Vinhais, Hermisende e A Mezquita”, “Caminhos da Cal e do Barro, uma Rota Cultural para o Barrocal Algarvio”, “A Questão Social na Mina de S. Domingos - Subsídios Para Uma Reflexão”.

notic15_05.jpg

      A partir das 11 o tema seráPaisagens, Patrimónios e Valorização dos Recursos Culturais”, falando-se “O Chão e o Verbo. O diagnóstico da pátria ibérica em Miguel Torga”, “O aproveitamento turístico da Via Romana XVIII (Via Nova) como possível vetor de desenvolvimento socioeconómico dos municípios de Terras de Bouro e Lóbios”, “Tradições de boas-vindas aos emigrantes portugueses” e de “Disponibilidade léxica na Raia”.

    “Dinâmicas e Processos de Reestruturação e Cooperação Territorial” será o tema do painel que decorrerá a partir das 14h30, englobando comunicações como “ Guarda: Cidade e Projeto”, “Propostas de Regeneração da Atividade Comercial no Atual Cenário de Crise” e “Estratégias Regionais de Especialização Inteligente: Oportunidades de Reestruturação, Desenvolvimento e Cooperação Territorial no contexto das regiões Ibéricas”

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:12

Jornada sobre a Serra da Estrela

por Correio da Guarda, em 05.03.15

 

     No Instituto Politécnico da Guarda vai decorrer, no próximo dia 11 de março (a partir da 14 horas) uma Jornada de Reflexão dedicada à importância da valorização dos territórios e à sua classificação como Geoparques, tendo como foco a Serra da Estrela e aos principais desafios que se colocam a este território.

     O evento, organizado pelo Instituto Politécnico da Guarda (através do Projeto Carta Turística da Serra da Estrela) em parceria com a Comunidade Intermunicipal das Beiras e Serra da Estrela, denominado “Um Olhar sobre a Serra da Estrela”, irá centrar-se sobre as potencialidades deste contexto espacial, enquanto estratégia de dinamização e desenvolvimento de territórios de baixa densidade.

    O programa integra uma mesa Redonda sobre a temática dos Geoparks no desenvolvimento e promoção turística e territorial; do painel de oradores constam os representantes dos Geoparques Portugueses, do Fórum Português de Geoparques e do Comité Nacional para o Programa Internacional de Geociências (IGCP-UNESCO).

    De referir que o Instituto Politécnico da Guarda irá também aproveitar o evento para promover o debate sobre a instituição do “Estrela Geopark”, com os principais atores do território, suportada nos resultados e boas práticas que esta classificação vem aportando aos geoparques portugueses e a sua consideração no âmbito das políticas da UNESCO.

    No decorrer desta jornada terá igualmente lugar a assinatura dos Protocolos de colaboração com o projeto Carta Turística Serra da Estrela e a apresentação da proposta do documentário “Olhares sobre a Serra da Estrela” pelo realizador Jorge Pelicano.

    O evento encerrará com a entrega dos Prémios referentes ao I Concurso de Fotografias “ Um olhar sobre a Serra da Estrela” e com a inauguração da Exposição Fotográfica sobre o mesmo tema, com a presença do Diretor da National Geographic Portugal, que estará patente no Edifício dos Serviços Centrais do Instituto Politécnico da Guarda até final do mês de março.

SERRA - foto MANUEL FERREIRA- SE.jpg

     (Foto: Manuel Ferreira)    

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:51

Territórios e Culturas em tempos de mudança

por Correio da Guarda, em 10.03.14

 

     O Centro de Estudos Ibéricos vai promover, nos próximos dias 21 e 22 de Março, na Guarda, o “Seminário Territórios, Sociedades e Culturas em Tempos de Mudança”

     Esta iniciativa tem por objectivo promover a apresentação dos trabalhos desenvolvidos no âmbito do projecto “Culturas Ibéricas, Sociedades de Fronteira: Territórios, Sociedades e Culturas em tempo de mudança”.

     De referir que através deste projecto, o Centro de Estudos Ibéricos tem vindo a apoiar investigadores cujos trabalhos incidem sobre os espaços de baixa densidade, designadamente os territórios transfronteiriços, criando um espaço de debate, aberto a investigadores.

    No dia 21 de Março, além do Seminário serão apresentadas duas publicações: n° 9 da Revista Iberografias e n° 26 da Colecção Iberografias “Paisagens e Dinâmicas Territoriais em Portugal e no Brasil”.

    Integrado nesta iniciativa, o CEI promove uma homenagem ao Professor Doutor Fernando Rebelo, antigo Reitor da Universidade de Coimbra, recentemente jubilado.

 

     Fonte: CEI

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:42

Espaços de Fronteira, Territórios de Esperança

por Correio da Guarda, em 01.07.13

 

     Na Guarda vai decorrer, de 3 a 6 de Julho, a décima terceira edição dos Cursos de Verão, organizada pelo Centro de Estudos Ibéricos (CEI).

    Tendo como tema “Espaços de Fronteira, Territórios de Esperança” e a raia central de Portugal e Espanha em pano de fundo, o curso deste ano irá aprofundar o debate sobre os significados económicos, sociais e políticos que os espaços fronteiriços assumem no contexto europeu, enquanto se revistam êxitos e fracassos de duas décadas de cooperação transfronteiriça.

     O debate do tema será complementado com visitas de estudo cujo trabalho de campo se integra nas rotas ibéricas organizadas segundo o lema “andar, ver e conhecer”.

     À semelhança de edições anteriores, este urso é creditado pela Universidade de Salamanca.

     A sessão de abertura terá lugar no próximo dia 3 de Julho, quarta-feira, pelas 10h00m, na Sala Tempo e Poesia da Biblioteca Municipal Eduardo Lourenço.

     No dia 3 de Julho, pelas 17h00, no mesmo espaço, será inaugurada a exposição “Transversalidades – Fotografia sem Fronteiras 2013” e será lançado o respectivo catálogo.

     A exposição destaca as 28 fotografias seleccionadas e uma mostra das mais de 1000 imagens submetidas à 2ª edição deste concurso, documentando a diversidade de Territórios, Sociedades e Culturas Ibéricas nas temáticas “Paisagens, biodiversidade e património natural”; “Espaços rurais, povoamento e processos migratórios”, “Cidade e processos de urbanização” e “Cultura e sociedade: diversidade cultural e social”.

    O catálogo conta com uma amostra mais alargada das fotografias candidatadas, contextualizando cada tema com textos de António Gama, António Pedro Pita, Eugenio Baraja Rodríguez, Henrique Cayatte,  Jorge Gaspar, Pedro Hespanha e Victorino García entre outros.

    A exposição estará patente na Sala Tempo e Poesia da BMEL atá 31 de Agosto.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:33

Guarda debate Culturas em tempos de mudança

por Correio da Guarda, em 29.11.12

 

     O Centro de Estudos Ibéricos vai promover amanhã, 30 de Novembro, e no sábado, 1 de Dezembro, o Seminário “Territórios, sociedades e culturas em tempos de mudança”.

    Com este Seminário (que decorrerá na Sala Tempo e Poesia da Biblioteca Municipal Eduardo Lourenço (Guarda), pretende-se abordar, de forma transversal e plural, os temas das linhas de investigação propostos nos apoios a trabalhos de Investigação 2011 e que têm vindo a ser desenvolvidos no âmbito do Projeto de Investigação com o mesmo nome.

    Ao longo destes dois dias, os bolseiros do CEI, e outros investigadores, apresentarão mais de 30 comunicações inseridas em quatro painéis e moderadas pelos coordenadores da investigação do CEI.

    O programa é o seguinte: 30 de Novembro; 14.30 - Painel 1: Condições sociais: modos de vida, escola e coesão rural; Maria Luísa da Silva Gregório Francisco – Migrações para zonas transfronteiriças de baixa densidade populacional; Cristina Isabel Faria Barros – Dinâmicas demográficas e socioeconómicas recentes e implicações na reorganização da rede escolar num território rural e de fronteira. O caso da Beira Interior Norte; Henrique Manuel Pereira Ramalho – Reordenação da rede escolar e pós-ruralização; Amália Gonçalves Fonseca – Cultura popular e cultura digital no concelho do Sabugal. Um caso de infoinclusão; Danny Martins Rangel - A ideia de federação ibérica na segunda metade do século XIX: o republicanismo português e espanhol em sincronia; Elisa Sofia Silveira Saraiva Pires Alves – Representações de portugueses e espanhóis no cinema e na televisão  17.00 horas – Painel 2: Património e turismo cultural; Catarina Duarte Fontoura Nadais – Os lugares de Guerra Junqueiro: o turismo literário em Freixo de Espada à Cinta; Fernando Manuel Cerqueira Barros – Brandas da Peneda: construir (n)a sazonalidade; Samuel da Costa Pereira - Casa de agricultor no Noroeste Português; Helena Filipa Lourenço - Festas e romarias: um importante elo de ligação do património e turismo cultural ibéricos: Dias Medievais de Castro Marim (Algarve) e Romaría del Rocío (Andaluzia); Tiago André Simões Pereira – A cultura material da aldeia de Algodres entre a Antiguidade Tardia e a Alta Idade Média; Javier Talegón Sevillano - El lobo en el patrimonio cultural de la Sierra de la Culebra (Zamora)

    1 de Dezembro /9H30 - Painel 3: Paisagens naturais e espaços rurais; Carlos Neves Neto; Nivaldo Hespanhol; Rui Jacinto – Desenvolvimento rural em Portugal e no Brasil: actuação do Estado, processos de mudança e incidência local das politicas publicas; Andreia da Silva Almeida – O Termalismo na raia portuguesa: as Caldas de Monfortinho; Carlos Duarte Lucas Antunes Simões – S. Gens (Celorico da Beira) e o seu vale: uma abordagem geoarqueológica; Susete dos Anjos Henriques – Incêndios Florestais: efeitos paisagísticos; Carolina Davide; Rui Jacinto – Refuncionalização dos espaços rurais de montanha: desindustrialização e turismo em Manteigas; Maria Celestina Trejo Jiménez – Dependência e exclusão nas zonas de baixa densidade; Edgar Emanuel Feliciano Barreira – Como integrar informação espacial relativa ao património transfronteiriço?; 14H30- Painel 4: Dinâmicas e cooperação territorial; Júlio Fernando da Costa Pinheiro – As Termas do Cró: tanto história quanto saúde; Jaime Augusto de Jesus Cunha – Caminho-de-ferro do Douro; Ana Maria Cortez Vaz dos Santos Oliveira – A Barragem de Alqueva - factor de inovação e cooperação territorial transfronteiriça; Leonor Amarílis Plácido de Medeiros – Turismo Industrial na Faixa Piritosa Ibérica: como funciona de ambos os lados da fronteira; Inês Alves - Shopping ‘beira-de-estrada’ como espaço de fomento cultural. Qual o lugar possível da cultura nesta dinâmica de fluxos do quotidiano?: uma reflexão sobre a educação pela arte e a arte em espaço público; Paulo Godoy – Território, ciência e tecnologia: densidades, topologias e hierarquias territoriais da produção técnico-cientifica brasileira; Patrícia Santos Batista - Monchique – Identidade e Património: estratégias para o desenvolvimento local.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:47

Iberografias, Territórios e Culturas

por Correio da Guarda, em 17.01.12

 

     Na Biblioteca Municipal Eduardo Lourenço (Guarda) vai ser apresentado no próximo sábado, 21 de Janeiro (15.30h), o décimo nono lançado volume da Colecção “Iberografias”, intitulado “Patrimónios, Territórios e Turismo Cultural: Recursos, Estratégias e Práticas”.

     Esta colectânea do Centro de Estudos Ibéricos dá particular atenção à relação do património e da cultura com os processos de desenvolvimento regional e local, sobretudo dos territórios mais frágeis e profundos, localizados junto à fronteira entre Portugal e Espanha

     Meia hora antes terá início a sessão de entrega de Bolsas de Investigação concedidas no âmbito do Projecto Territórios, Sociedades e culturas em tempo de mudança.

     Esta iniciativa, de apoio a jovens investigadores, incrementa a realização de trabalhos de investigação com incidência nos espaços de baixa densidade e nos territórios transfronteiriços, enquadrados nos temas: Paisagens naturais e espaços rurais;  Património e turismo cultural; Condições sociais e modos de vida; Escola e coesão dos espaços rurais; Dinâmicas e cooperação territorial.

     Das mais de cem candidaturas recebidas, foram seleccionadas quinze (três por linha de acção). Os trabalhos podem ser consultados em:

      http://www.cei.pt/investigacao/investigacao_historico.htm

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:50


Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.




Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D

Contacto:

correiodaguarda@sapo.pt correio.da.guarda@gmail.com



Google +


Referenciar citações

Protected by Copyscape Website Copyright Protection