Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Provadores do Queijo da Serra

por Correio da Guarda, em 05.08.21

 

A Estrelacoop, Cooperativa dos Produtores de Queijo Serra da Estrela, está a lançar uma formação profissional de provadores especializados.

Esta atividade será realizada nos dias 17 e 18 de setembro e nos dias 24 e 25 do mesmo mês. A formação, que tem objetivo de alargar o número de provadores qualificados para júri do Painel Oficial do Queijo Serra da Estrela DOP, integra uma alargada prática de avaliação sensorial, com aferição das características e atributos de queijos Serra da Estrela DOP, designadamente a crosta, a forma e consistência, a textura, a cor da pasta e o sabor e o aroma.

image006.jpg

“Para que cada Queijo Serra da Estrela com Denominação de Origem Protegida (DOP) mereça este rótulo inconfundível revelador da sua identidade e características únicas, há um longo processo que começa na sua cadeia de valor e acaba num painel de provadores qualificados e especializados”, é referido a propósito desta iniciativa.

A formação presencial com duração de dois dias é aberta a participantes de todo o país e terá lugar na sede da Estrelacoop em Celorico da Beira, sendo realizada pela ALS Portugal, entidade formadora no âmbito da biotecnologia aplicada à segurança alimentar, saúde animal e controlo ambiental.

No final do curso cada participante conseguirá obter a Qualificação para integrar o Painel Oficial de Provadores do Queijo Serra da Estrela DOP, permitindo ao provador garantir que tem conhecimento sobre os elementos distintivos DOP, capacidades ímpares de avaliação sensorial do queijo, bem como de análise da qualidade de produção.

Os interessados podem inscrever-se, gratuitamente, no site oficial da Estrelacoop ou aqui.

A Estrelacoop é o agrupamento gestor da Denominação de Origem Protegida (DOP) do Queijo Serra da Estrela, do Queijo Serra da Estrela Velho, do Requeijão Serra da Estrela e do Borrego Serra da Estrela. Esta entidade desenvolve a sua atividade com incidência no acompanhamento do processo de certificação, é efetuado por um Organismo de Controlo e Certificação, no apoio técnico junto dos seus associados, nomeadamente ao nível da validação das condições estruturais dos produtores de Queijo Serra da Estrela obtenção da autorização de certificação.

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:15

Gastronomia em altitude

por Correio da Guarda, em 02.07.21

 

 

Guarda - catedral - foto Helder Sequeira.jpg

Na Guarda vai decorrer amanhã e depois, 3 e 4 de julho, o primeiro festival de gastronomia de altitude do país, denominado Altitudo.

Este evento com o selo, “Arrebita Portugal” é uma criação da Amuse Bouche que tem como missão estimular a economia e o comércio locais, dinamizar as cidades e as regiões e incentivar o turismo nacional; neste caso a incidência é sobre a valorização da cozinha e dos produtos de montanha.

Entre cozinheiros mais jovens e estrelas Michelin, internacionais e nacionais, são mais de 30 os chefs que vão cozinhar em altitude com os melhores produtos que a Guarda tem para oferecer.

Arcangelo Tinari, do estrelado Villa Maiella, em Abruzzo, vai cozinhar um prato de sabores bem italianos, Pallota, Cacio e Ovo. Está também confirmado o uruguaio Matías Perdomo, um dos mais aclamados chefs da cena gastronómica milanesa (Contraste, Milão, 1* Michelin), que decidiu enveredar pela street food argentina com um projeto de empanadas.

ALTITUDO - Guarda.png

Este evento vai contar com pesos pesados de quatro nomes cimeiros da gastronomia portuguesa, chefs de restaurantes premiados com estrelas Michelin: Tiago Bonito (Largo do Paço, 1* Michelin), Ricardo Costa (The Yeatman, 2* Michelin), Pedro Lemos (Pedro Lemos, 1* Michelin) e António Loureiro (A Cozinha, 1* Michelin).

Braço direito do chef José Avillez no duplamente estrelado Belcanto, também David Jesus estará presente na primeira edição do ALTITUDO. Em parceria com a sua companheira Sandra Freitas, a dupla apresentará na Guarda o seu projeto The Millstone Sourdough, uma padaria artesasal virtual lançada em plena pandemia que em breve terá morada física em Lisboa.

De destacar, ainda, a presença de Francesco Ogliari e Marisa Tiago (do afamado Tua Madre, em Évora), dos jovens Leonor Godinho e Pedro Oliveira, ou de Pedro Abril e Zé Paulo Rocha, membros do coletivo New Kids on the Block.

Tendo como missão a divulgação do melhor que a região da Guarda tem para oferecer do ponto de vista gastronómico, o ALTITUDO é também uma montra dos melhores produtos locais. Entre os pratos criados pelos chefs estão várias propostas com a melhor carne da região, como a Sandes de Vaca Velha e Queijo da Serra, do chef Ricardo Costa, o Hot Dog de Cabrito Assado, proposta de Hugo Brito, ou os Croquetes de Vaca Jarmelista à moda de Lafões com Ketchup de Cereja do Fundão (Napoleão Valente).

No menu não faltam também opções de peixe - como é o caso da Truta, Puré de Cherovia Assada e Molho de Escabeche, um prato criado pelo chef Mateus Freire inspirado nos melhores produtos da sua terra natal, a Covilhã – e vegetarianas.

Para finalizar a refeição, não faltam opções tentadoras como o Brownie, Grand Marnier, crème de mascarpone e cerejas (6€), da chef Natalie Castro, ou a sobremesa luso-brasileira de Angélica Salvador: Queijo da Serra, Goiaba e Mel da Guarda.

Paralelamente ao evento, e com o intuito de dinamizar a restauração local, haverá também uma campanha que envolve alguns dos mais conhecidos restaurantes da cidade. Entre os dias 1 e 4 de julho, os restaurantes irão incluir no seu menu habitual um prato ALTITUDO.

Os restaurantes aderentes à iniciativa serão: O Tacho, Belo Horizonte, Desigual, Aliança, Solar de Beira, Ferrinho, Nobre – Vinhos e Tal, Petiscos e Mordiscos, Marisqueira O Caçador, Sardinha, A Mexicana, Aquarius, Colmeia, O Galego, Bola de Prata, Portas do Sol e O Convívio.

Este festival será ao ar livre e o espaço foi pensado tendo em conta todas as regras de segurança em vigor; o número de visitantes nunca ultrapassará os 400 em permanência (capacidade máxima), para que todos possam desfrutar do evento em segurança.

O ALTITUDO decorre entre as 13h e as 21h30 no dia 3 de julho, e no período das 13h às 21h no dia 4 de julho. A entrada no recinto é gratuita, de forma a garantir que todos possam provar os pratos confecionados pelos chefs, à venda entre os 6€ e os 8€.

Especificando as alternativas que serão apresentados, no dia 3 de julho podem apreciar os pratos confecionados por Gustavo Delgado + Manuel Paiva (Sangue na Guelra) - Spring Roll de Couve-Coração com Escabeche de Tomate e Molho de Requeijão (6€); Stéphanie Audet (Senhor Uva) -Tomate, Zimbro, Feijoca, Queijo Curado, Pólen de Abelha (7€); Leonor Godinho + Pedro Oliveira - Cabra no Pão (8€); Nuno Noronha + Vania Galindo (Alzur) - Tamal de Focinho de Porco e Couve com Creme de Ajíres Serranos (6€); Hugo Brito (Boi Cavalo) - Hot Dog de Cabrito Assado (7€); Vítor Adão (Plano) - Mão de Vaca com Grão, Pickle de Cebola Roxa e vazia de Vaca Jarmelista (6€); Francesco + Marisa (Tua Madre) - Espetada de Borrego, Tatzkiki e Pão de Fermentação Lenta (7€); Napoleão Valente (Pabe) - Croquetes de Vaca Jarmelista à moda de Lafões com Ketchup de Cereja do Fundão (6€); Cristiano Barata + Miguel Diniz (Projecto Vifanas) - Milho Grelhado, Especiarias, Flakes de Peixe Seco (6€); Arcangelo Tinari (Villa Maiella, 1* Michelin) - Pallota, Cacio e Ovo (7€); João Costa (Dsigual Wine House) - Taco de Atum com Crumble de Farinheira da Guarda e Geleia de Malaguetas (7€); Mateus Freire (Osso Bento) - Truta, Puré de Cherovia Assada e Molho de Escabeche (7€); Ricardo Nogueira (Mugasa) - Sandes de Leitão com pão da Guarda (6€); Matias Perdomo (Contraste) - Empanadas de Frango / Prosciutto e queijo (7€); Pedro Abril + José Paulo (NKOTB) - Sandes de Croquete de Borrego da Beira (7€).

gastronomia.jpg

Já para o dia 4 de julho ficam as propostas de Cristiano Barata + Miguel Diniz (Projecto Vifanas) - Vifana (6€); Tiago Bonito (Largo do Paço, 1* Michelin) - Rosbife de Borrego em Bolo do Caco, Pepino, Iogurte de Ovelha e Hortelã (7€); António Nobre (Degust'AR) - Gaspacho Alentejano com Enchidos da Beira (Opção vegetariana disponível) (7€); João Cura (Almeja) - Grão de Bico, Carqueja e Vegetais (7€); Maurício Vale (SOI) - Bao de Frango Grelhado com Ervas Tailandesas, Molho Satay e Pickles (7€); Ricardo Carola (Aliança) - Costela Mendinha de Vaca Jarmelista (7€); David Jesus + Sandra Freitas (The Millstone Sourdough) - Bordaleira de Leite, Brasas de Rosmaninho, Brioche de Cepas, Queijo da Serra e Pêssego Avinagrado (7€); Diogo Noronha (Food Riders) - Creme de Cherovia e Carqueja, Alho Fresco e Tostada de Milho Bio (6€); António Loureiro (A Cozinha, 1* Michelin) - Feijoada de Cogumelos, Cachaço de Cabrito, Morcela da Guarda e Arroz de Carqueja (8€); Pedro Lemos (Pedro Lemos, 1* Michelin) - Milhos com Costelas em vinha de alho (8€); Natalie Castro (Isco) - Brownie, Grand Marnier, Crème de Mascarpone e Cerejas (6€); Angélica Salvador (In Diferente) - Queijo da Serra, Goiaba e Mel da Guarda (6€); Ricardo Costa (The Yeatman, 2* Michelin) - Sandes de Vaca Velha e Queijo da Serra (6€); Matias Perdomo (Contraste) - Empanadas de Frango / Prosciutto e Queijo (7€) e Arcangelo Tinari (Villa Maiella, 1* Michelin) - Pallota, Cacio e Ovo (6€).

Mais informação aqui.

 

Fonte: CMG

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:01

Feira do Fumeiro e dos Sabores em Trancoso.

por Correio da Guarda, em 23.02.19

 

     Em Trancoso vão decorrer, no no primeiro e segundo fim-de-semana de março,  a XVI Feira do Fumeiro, dos Sabores e do Artesanato e XII Festival Gastronómico designado “Gastronomia com Tradição”.

    Trata-se de uma organização da Câmara Municipal de Trancoso e da AENEBEIRA que conta com 70 expositores confirmados 

    A Feira aposta essencialmente numa vertente comercial, onde se irão efetuam importantes transações, e cultural, com animação constante durante os cinco dias de feira, com atuações de Associações Sociais e Recreativas, grupos de concertinas, bombos, ranchos folclóricos e vários grupos do concelho e da região.

  O certame, considerado um marco no concelho e na região, aposta na divulgação e promoção dos produtos endógenos e produtores regionais, contribuindo assim para fortalecer o setor.

Fumeiros de Trancoso.jpg

     Foto: CMTrancoso

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:22

Vale da Teixeira: na rota das tradições e dos sabores

por Correio da Guarda, em 20.01.19

Azeitona - fotoHS2019.jpg

     Valorizar as populações locais e os seus recursos endógenos no contexto territorial é o objetivo da ação comunitária que está a ser implementada, a escassos quilómetros da cidade da Guarda, através do projeto “Sabores e Tradições do Vale da Teixeira – Azeite”.

    Um projeto que tem rostos e constitui um bom exemplo de como se podem articular sinergias locais e valorizar o património olivícola e agrícola das nossas terras; no caso vertente das freguesias de Benespera, João Antão e Ramela.

    Julgamos ser oportuno, pela importância e alcance do referido projeto, anotar aqui os seus principais objetivos: afirmar o azeite do Vale da Teixeira como um produto de singular qualidade e importância local, regional e nacional; comprometer os agentes e atores locais no processo de valorização dos seus territórios, considerando a sua identidade cultural e fomentando a participação; valorizar o território através do olivoturismo; divulgar o património cultural existente; desenvolver rotas e itinerários de valorização do património, cultural e imaterial; reativar e dar a conhecer memórias e práticas seculares do Vale da Teixeira; capacitar as gerações mais jovens de conhecimentos que lhe permitam valorizar, respeitar e transmitir a identidade dos territórios rurais.

    Enquadradas por estas ideias, as dinamizadoras do projeto – que souberam despertar sensibilidades, equacionar linhas de desenvolvimento, reunir contributos, demonstrar o alcance de uma iniciativa com uma matriz muito específica, afirmar uma inquestionável determinação e capacidade de trabalho – delinearam um conjunto de atividades (algumas já realizadas ao longo dos últimos meses e outras nas últimas semanas, como é o caso da mesa redonda sobre “A Importância do Azeite na Economia Local”) que balizaram os rumos a seguir.

Bola de Azeite - foto HS .jpg

     Como evidenciaram, “a valorização do património, através da atividade turística, pode constituir-se como um mecanismo de afirmação e legitimação da identidade de determinados grupos e subgrupos sociais.

    Existe ainda um vasto espólio patrimonial, relacionado com a cultura da terra, nomeadamente moinhos de água, que ainda são utilizados no fabrico do pão, para além de outras mais valias patrimoniais, culturais e construídas”.

    Esta construção de um futuro promissor para as terras e gentes do Vale da Teixeira merece o apoio das comunidades locais e regionais, das suas instituições mais representativas, que se pode traduzir numa interação permanente com este tipo de projetos, numa objetiva atitude de defesa e salvaguarda da identidade desta zona.

   Ações desta natureza incrementam a (re)descoberta de especificidades beirãs que não temem confrontos com outras realidades geográficas, antes assinalam potencialidades e alternativas conducentes a novas vivências, experiências e, como é o caso, a novas sensações e sabores.(H.S)

Torradas com azeite - .jpg

     Fotos: Helder Sequeira

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:01

Agroraia 2018

por Correio da Guarda, em 21.06.18

Agroraia - Forcalhos.jpg

 

      A Agroraia 2018 vai decorrer nos Forcalhos (Sabugal) de 13 a 15 de Julho.

    Este certame, que pretende impulsionar o setor agrícola e pecuário da região é organizada pela Associação de Freguesias da Raia Sabugalense e Câmara Municipal do Sabugal.

   O programa da Agroraia integra, entre outras iniciativas, uma mostra e degustação de sabores raianos, exposição de máquinas agrícolas, garraiada, palestras, workshops, showcookings, com a presença dos chefs Rui Cerveira e Chakall, mostra de artesanato e produtos locais e também animação musical com destaque para o concerto da fadista Cuca Roseta no dia 14, sábado.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:35

Festival de Vinho do Douro Superior

por Correio da Guarda, em 23.05.17

 

     O Concurso de Vinhos do Douro Superior 2017’ medalhou 51 vinhos.‘Quinta da Pedra Escrita branco 2015’, de Rui Roboredo Madeira Vinhos, ‘Quinta da Touriga Chã tinto 2014’, de Jorge Rosas Vinhos, e ‘Cockburn´s Quinta dos Canais Porto Vintage 2007’, de Symington Family Estates foram nomeados os melhores do ‘Concurso de Vinhos do Douro Superior 2017’ nas suas respectivas categorias.

    A entrega de prémios aconteceu domingo, dia 21 de Maio, no EXPOCÔA - Centro de Exposições de Vila Nova de Foz Côa, no âmbito da 6.ª edição do ‘Festival do Vinho do Douro Superior’ que, uma vez mais, veio realçar a aposta na qualidade da produção vínica da referida sub-região do Douro vinhateiro em Vila Nova de Foz Côa, cidade – do distrito da Guarda – detentora da chancela de “Capital do Douro Superior”.

   Antes de abrir portas, a organização – a cargo da Câmara Municipal de Vila Nova de Foz Côa, com a produção da Vinho Grandes Escolhas – revelou que esta seria a maior edição em número de expositores, 77 entre vinhos e sabores a somar a quatro tasquinhas, e de referências de vinhos em prova, cerca de 350. Concluída a 6.ª edição é tempo de fazer contas e de revelar que o número de visitantes superou o de anos anteriores, com mais de 8.000 pessoas a marcar presença neste que é já um evento de referência.

    No que toca ao ‘Concurso de Vinhos do Douro Superior 2017’ foram 153 as referências vínicas que estiveram à prova (52 brancos, 89 tintos e 12 vinhos do Porto), tendo sido criteriosamente avaliadas, “às cegas”, por 28 jurados, de entre um painel composto por críticos, jornalistas, bloggers, escanções e representantes do comércio. A somar aos três galardões respeitantes aos “melhores”, foram também atribuídas mais 16 medalhas de ouro (4 para tintos, 10 para brancos e 2 para vinho do Porto) e 32 medalhas de ouro (10 para brancos, 19 para tintos e 3 para vinho do Porto). No total saíram vencedores 51 vinhos e, à semelhança da edição de 2016, não foram outorgadas medalhas de bronze.

Foto Douro Superior.jpg

    A sessão inaugural do certame contou com a presença do Ministro-adjunto, Eduardo Cabrita. O programa oficial contemplou para além do habitual “Concurso de Vinhos do Douro Superior”, um colóquio subordinado ao tema “Um Rio de Patrimónios, da Foz à Nascente”. A coordenação foi de João Paulo Martins, crítico de vinhos do Expresso e da “Vinho - Grandes Escolhas”, e contou também com a participação do professor Bianchi de Aguiar, do enólogo João Nicolau de Almeida, do produtor Pedro Garcias e Jorge Dias.

 

Concurso de Vinhos do Douro Superior - 2017
Prémio - Nome do Vinho - Produtor


Categoria Vinho Branco

Melhor Vinho 
Quinta da Pedra Escrita 2015 - Rui Roboredo Madeira Vinhos

Medalha de Ouro 
Castello d’Alba Vinhas Velhas 2015 - Rui Roboredo Madeira Vinhos
Couquinho Superior 2016 - Quinta do Couquinho Soc. Agrícola
Quinta da Bulfata Reserva 2014 - Quinta da Bulfata
Sequeira Grande Reserva 2014 - Quinta da Sequeira

Medalha de Prata
CARM C.M. 2015 CARM - Casa Agrícola Roboredo Madeira
Crasto Superior 2015 - Quinta do Crasto
Colinas do Douro Reserva 2015 - Colinas do Douro
Duas Quintas Reserva 2015 - Adriano Ramos Pinto Vinhos
Gambozinos 2016 - Cabanas do Castanheiro
Golpe Reserva 2016 - Manuel Carvalho Martins
Muxagat 2014 - Muxagat Vinhos
Palato do Côa Reserva 2015 - 5 Bagos
Quinta dos Castelares Reserva 2015 - Casa Agrícola Manuel Joaquim Caldeira
Quinta da Sequeira Reserva 2015 - Quinta da Sequeira


Categoria Vinho Tinto

Melhor Vinho
Quinta da Touriga Chã 2014 - Jorge Rosas Vinhos

Medalha de Ouro 
Adão António Aguiar Grande Reserva 2015 - Adão & Filhos
Crasto Superior Syrah 2014 - Quinta do Crasto
Duas Quintas Reserva 2014 - Adriano Ramos Pinto Vinhos
Duorum Vinhas Velhas Reserva 2015 - Duorum Vinhos
Maritávora Nº 2 Grande Reserva 2013 - Maritávora
Moinhos do Côa Reserva 2014 - Artur Adriano Proença Rodrigues
Quinta da Leda 2014 - Sogrape Vinhos
Quinta da Sequeira Reserva 2014 - Quinta da Sequeira
Quinta do Vesúvio 2012 - Symington Family Estates
Terras do Grifo Grande Reserva 2014 - Rozès

Medalha de Prata
Cadão Reserva 2013 - Mateus e Sequeira
Casa da Palmeira Reserva 2012 - Manuel Joaquim Pinto
Castelo d´Alba Limited Edition 2013 - Rui Roboredo Madeira Vinhos
Crasto Superior 2014 - Quinta do Crasto
Dona Berta Reserva 2013 - H.& F. Verdelho
Duvalley Reserva 2013 - Quinta Picos do Couto
Holminhos 2012 - Quinta Holminhos
In Culto Reserva 2014 - Zero Defeitos
Mapa Reserva Especial 2014 - Mapa
Pai Horácio Grande Reserva 2013 - Vinilourenço
Palato do Côa Reserva 2013 - 5 Bagos
Quinta Azinhate Reserva 2013 - H. Abrantes - Wines
Quinta Dona Doroteia Reserva 2014 - Sebastião Augusto Oliveira
Quinta da Terrincha Lote T14 2014 - Quinta da Terrincha
Quinta do Couquinho 2014 - Quinta do Couquinho Soc. Agrícola
Quinta dos Quatro Ventos 2014 - Aliança Vinhos de Portugal
Quinta dos Romanos Reserva 2014 - Maria Lucinda Todo Bom Damião Cardoso
Remisi’Us Reserva 2014 - Carrelo & Covas Consultores
Vale do Malhô Reserva 2014 - Sebastião Augusto Oliveira


Categoria Vinho do Porto

Melhor Vinho 
Cockburn´s Quinta dos Canais Vintage 2007 - Symington Family Estates

Medalha de Ouro
Amável Costa Tawny 40 Anos - Agostinho Amável Costa
Quinta de Ervamoira Tawny 10 anos - Adriano Ramos Pinto Vinhos

Medalha de Prata
Amável Costa Tawny 10 Anos - Agostinho Amável Costa
Duorum Vintage 2011 - Duorum Vinhos
Quinta do Vesúvio Vintage 2001 - Symington Family Estates

 

 

 

Fonte: C.M. de Foz Coa

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:22

Sabores...

por Correio da Guarda, em 15.03.17

Sabores... HS.jpg

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:08

Sabores...

por Correio da Guarda, em 10.03.17

Presunto - HS - 1.jpg

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:08

ESTH promoveu Serra à Mesa

por Correio da Guarda, em 30.01.17

Sobremesa SERRA ESTH 2017.jpg

 

     A Escola Superior de Turismo e Hotelaria do IPG, sediada em Seia, promoveu, no passado dia 25 de Janeiro, um almoço temático dedicado à Serra da Estrela.

    Este evento, produzido no âmbito da Unidade Curricular de Design Aplicado à Restauração, lecionada no curso de Cozinha e Produção Alimentar colocou em prática os fundamentos teóricos desta unidade curricular.

    Os estudantes deste curso elaboraram as ementas, os empratamentos e a decoração do espaço tendo como inspiração a Serra da Estrela.

     Para Adriano Costa, Diretor da Escola Superior de Turismo e Hotelaria do IPG, esta iniciativa “sublinhou, também, as novas formas de apresentação da comida, muito importante nos dias de hoje. Na confeção deste almoço foram utilizados produtos da região, nomeadamente enchidos, hortaliças, castanhas e queijo que, nos pratos elaborados, destacaram “a diferenciação”.

    Inês Beja, a Chef (e docente na ESTH) que orientou este trabalho, comentou que esta “foi uma experiência fantástica, com os alunos a sair da sua zona de conforto e a utilizar técnicas diferentes, e novas”. Correspondendo ao desafio que foi colocado a estes alunos, para uma associação dos pratos, a confecionar, à paisagem serrana, acrescentou que “a ideia era ter sabor e ser comestível e ser um prato que representasse a região utilizando somente produtos endógenos da Serra da Estrela, representando igualmente o restaurante que eles criaram para a nossa disciplina. Ou seja, apresentaram o prato de marca do restaurante deles”.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:08

Sabores da Serra da Estrela

por Correio da Guarda, em 23.02.15

 

     O documentário “Sabores da Serra da Estrela” é o mais recente trabalho de Luis Silva que agora está disponível em formato DVD.

    O Autor "Os últimos moinhos" e "Lanificios.doc" comentou, a propósito deste novo documentário que "a gastronomia da Serra da Estrela desde sempre teve os seus encantos, histórias, sabores e saberes.”

    Daí que pretenda “mostrar como se fazem alguns dos produtos regionais mais emblemáticos desta região como são o queijo Serra da Estrela, o requeijão, o pão em forno a lenha, os enchidos serranos, o cabrito e o javali assados em forno a lenha, entre outros produtos tradicionais serranos."

    Seleccionado para os festivais de cinema Figueira Filmart 2014 e CineEco 2014, este novo trabalho pode ser adquirido, desde o passado dia 12 de Fevereiro, no Museu do Pão, em Seia.

sabores 1.jpg

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:25


Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.




Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2011
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2010
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2009
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2008
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D

Contacto:

correio.da.guarda@gmail.com