Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Recuperação de pombais

por Correio da Guarda, em 27.01.09

 

A Câmara Municipal de Figueira de Castelo Rodrigo está a incentivar a recuperação de pombais, atribuindo, para o efeito, um apoio financeiro no valor de quinhentos euros.
Aquela autarquia sublinha o valor inquestionável que os pombais tradicionais assumem na cultura do concelho e de toda a região de Riba-Côa, enriquecedores dos afectos da memória e das paisagens, alertando para o facto de muitos deles se encontrarem em mau estado de conservação.
De acordo com informação divulgada pela autarquia, o regulamento para atribuição deste apoio financeiro já se encontra aprovado e as candidaturas estão sujeitas ao preenchimento de um formulário a submeter a apreciação da comissão técnica nomeada para o efeito.
 
 
De referir que serão consideradas candidaturas prioritárias, as dos pombais que abriguem actualmente pombas ou cujos proprietários se comprometam a promover a introdução de pombas nos pombais a recuperar.
 
Para António Edmundo, Presidente da Autarquia de Figueira de Castelo Rodrigo, a atribuição deste apoio tem por objectivo “incentivar os proprietários a recuperar os seus pombais tradicionais, verdadeiros ex-líbris desta região, ao mesmo tempo que contribuem para enriquecer as paisagens deste Concelho”.
Segundo um estudo efectuado pela Associação de Proprietários de Pombais do Nordeste (POLOMBAR), existem actualmente no Concelho de Figueira de Castelo Rodrigo 403 pombais tradicionais, alguns deles muito antigos, ainda que a maioria seja originária da primeira metade do séc. XX, tendo surgido com a intensificação agrícola, nomeadamente, o plantio de vinha, olival e amendoal.
António Monteiro, Biólogo e Técnico do Parque Natural do Douro Internacional, considera esta iniciativa como “inédita e bastante positiva para a preservação do património rural desta região, uma vez que os pombais tradicionais estão intimamente ligados à paisagem deste território”.
 
Os pombais correspondem a construções especialmente preparadas para albergar pombos e destinam-se a cumprir uma ou várias das seguintes funções: produção de carne (borrachos e pombos); produção de estrume de pombo “pombinho”; simbolizar ou ostentar poder, riqueza, melhoramento estético de uma propriedade, e entretenimento (columbofilia).
Em tempos idos os pombos serviram também de mensageiros, sendo que para esse efeito existiam pombais ambulantes.
 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:13


Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.




Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D

Contacto:

correiodaguarda@sapo.pt correio.da.guarda@gmail.com



Google +