Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Manteigas dinamiza produção regional

por Correio da Guarda, em 27.10.20

 

A Câmara Municipal de Manteigas apresentou na manhã de ontem, dia 26 de outubro, um Marketplace para unir todos os negócios locais na mesma plataforma de venda digital.

Município de Manteigas apresenta Marketplace 01.j

A ideia, que será lançada dentro de um mês, junta serviços, comércio, restauração e hotelaria locais. Comprar produtos regionais, procurar um artesão, aceder a promoções, a restaurantes ou alojamentos, será possível através da plataforma.

De acordo com a informação divulgada pelo município de Manteigas,  pretende-se ainda, "para além da dinamização da produção regional, formar digitalmente os comerciantes de ferramentas que lhes permitam aceder à plataforma, colocar os seus produtos e gerir as suas marcas individualmente. Se não pode ir até Manteigas, Manteigas vai até si."

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:45

Novas respostas em tempo de incerteza

por Correio da Guarda, em 21.05.20

 

Esta semana foram dados mais alguns passos no sentido do regresso à, possível e condicionada, normalidade social.

É certo que tudo vai ser diferente a partir desta pandemia com implicações ainda por perceber totalmente, mas com argumentos consistentes face à necessidade de melhor preparação para o futuro e outrossim face a ocorrências similares.

As mudanças de temperatura e a aproximação da tradicional época de férias não devem iludir os cuidados a manter obrigatoriamente, na linha das recomendações oficiais em matéria de saúde pública, tendo sempre presente a prudência e a responsabilidade cívica.

Atuando com a devida ponderação, importa, contudo, colaborarmos ativamente na imprescindível normalização e revitalização económica, mormente desta zona interior do país.

Assim, é importante o contributo coletivo, dos residentes e não residentes na região, numa atitude solidária e eficaz na ajuda à atividade produtiva local, ao pequeno comércio, aos agricultores, à restauração, às pequenas e médias empresas, à hotelaria, etc…

Castelo Rodrigo - HS.JPG

No interior não faltam locais para (re)descobrir, monumentos para visitar, paisagens ímpares para apreciar, artesanato para comprar, museus e espaços culturais para fruir, diversificada gastronomia para saborear, vinhos de excelência, produtos regionais, água cristalina, rios e ribeiras para horas de lazer e diversão, desafiantes trilhos serranos, espaços para desporto, vastos e saudáveis horizontes, ar puro para respirar…

Aliás, o ar puro é uma das nossas mais valias, não só de hoje, mas também do passado. Recordemos que a Guarda foi uma referência nacional e internacional em matéria de tratamento de doenças pulmonares.

Na passada segunda-feira, 18 de maio, ocorreu a passagem do 113º aniversário da inauguração do Sanatório Sousa Martins, uma das principais instituições de combate e tratamento da tuberculose em Portugal. A designação de “Cidade da Saúde”, atribuída à Guarda, em muito se ficou a dever à instituição que a marcou indelevelmente, ao longo de décadas, no século passado.

No presente temos ainda o ar puro como uma inestimável riqueza que devemos aproveitar em simultâneo com a nossa realidade geográfica, cenário de múltiplos motivos de interesse. Esta pandemia, que constitui um choque profundo nas nossas vidas, impeliu-nos a uma reflexão profunda sobre nós, sobre a sociedade em que vivemos, sobre a importância de atividades e setores sócio profissionais, sobre atitudes e comportamentos a seguir; numa perspetiva humana, solidária, cooperante que não se confine palavras de circunstância ou preocupações de protagonismo, mas fique materializada em ações objetivas, consequentes, marcantes.

É fundamental prepararmos novas respostas a partir deste tempo de incertezas e acreditarmos que podemos vencer esta inesperada conjuntura, extraindo dela experiências e ensinamentos para o futuro. (Hélder Sequeira)

 

In "O Interior", 21|05|2020

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:45

Pensar o desenvolvimento global

por Correio da Guarda, em 16.08.19

 

Ao longo dos anos a sobreposição, nas mesmas datas, de eventos culturais, desportivos ou musicais tem sido evidente, com reflexos negativos ao nível de potenciais participações ou da fixação de visitantes, durante mais dias.

Reeditamos, uma vez mais, esta questão por considerarmos ser importante o desenvolvimento de um trabalho, planificado com antecedência e num verdadeiro espírito de cooperação e diálogo, por parte das autarquias, agentes culturais ou desportivos, instituições e coletividades.

O conhecimento prévio da calendarização de eventos na nossa zona incrementará um maior envolvimento dos residentes e dos forasteiros, pela possibilidade de equacionarem a sua participação e de elaborarem o roteiro mais adequado com os seus gostos.

Guarda - Foto Helder Sequeira.jpg

Salvaguardando as datas âncora tradicionalmente reservadas para certames que estão consolidados no distrito, o cuidado dos organizadores deve passar pela recíproca troca de informações passíveis de permitirem o desejado alargamento temporal de eventos, distribuídos por dias diferentes; desta forma, as pessoas terão a possibilidade de participar em diferentes iniciativas, programadas para locais distintos.

Um visitante que venha à Guarda numa determinada data para assistir a um espetáculo não terá, certamente, a possibilidade de participar noutro evento (até com perfil diferente) que decorra, no mesmo dia, em Seia, Trancoso, Pinhel ou no Sabugal, por exemplo; oferecer, com a refletida e acordada distribuição, vários eventos no período de visita dessas pessoas terá toda a vantagem em termos de rentabilização da viagem, do conhecimento da região, das receitas da restauração e hotelaria, da dinamização social e melhor conhecimento das localidade.

Esta planificação, pelo que se tem verificado em termos de estratégias concelhias, não será fácil mas é fundamental abrir caminho a uma agenda comum enquadrada num objetivo e empenhado trabalho em rede; capaz de contemplar o máximo de propostas, muito para além de eventos, alargando a novos roteiros motivadores da heterogeneidade de públicos alvo. De recordar que, há algumas décadas atrás, e já no período pós-25 de abril, as reuniões periódicas de presidentes das câmaras municipais do distrito fomentavam um interessante diálogo que permitia o entendimento em várias matérias e eficazes fórmulas de cooperação, benéficas para a evolução dos territórios.

Os castelos, as praias fluviais, a cultura, os solares, as igrejas, a gastronomia, os trilhos, as atividades de montanha, a Serra da Estrela, a flora, os museus, os monumentos e sítios arqueológicos, as tradições, os festivais, o artesanato, as aldeias da meseta ou da Serra, as recriações históricas, as feiras, a observação das aves, os vinhos, os roteiros sobre escritores, o teatro religioso, as águas cristalinas e as múltiplas e encantadoras paisagens que temos para (re)descobrir e oferecer, a quantos nos queiram visitar, é um vasto conjunto de áreas potenciadoras de novas vias de desenvolvimento.

Atualmente, com o a disponibilização de novas tecnologias – o que não afasta uma edição impressa da agenda distrital – não é difícil a organização e sistematização de uma informação (regular e eficazmente atualizada) sobre a oferta distrital ao nível de eventos, locais a visitar, hotelaria, restauração, imprensa local, transportes, roteiros turísticos, locais de lazer, formação, bibliotecas e arquivos, unidades de saúde e contactos úteis.

A criação (envolvendo contributos multidisciplinares) de uma aplicação para equipamentos móveis, usados por todos no dia a dia, uma via desejável, conciliando-a com outros suportes informativos que não olvidem, igualmente, a síntese e qualidade dos textos, o cuidado na apresentação, a qualidade fotográfica e a facilidade de consulta.

Existem, na nossa zona, conhecimentos, recursos e meios; falta a decisão, o entendimento e o empenho em se pensar numa estratégia global para esta região do interior, divulgando a sua realidade, promovendo as suas potencialidades, captando novos visitantes e investimentos.

Hélder Sequeira (in O Interior, 15|8|2019)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:55

Menu 4All na lista dos Hospitality Education Awards

por Correio da Guarda, em 27.06.19

     O Projeto Menu 4 All desenvolvido na Escola Superior de Turismo (ESTH) e Hotelaria e na Escola Superior de Tecnologia e Gestão (ESTG) do Instituto Politécnico da Guarda (IPG) integra a lista de nomeados dos Hospitality Education Awards 2019.

   Naquela que já é considerada a edição mais concorrida de sempre dos Hospitality Education Awards, com mais de 100 candidaturas, o projeto Menu 4 All irá concorrer na categoria de “Melhor Projeto de Inovação e Desenvolvimento (I&D)”.

   O sistema Menu4All consiste no desenvolvimento de uma aplicação móvel, para auxílio aos invisuais na escolha de ementa num restaurante, bem como o desenvolvimento de um portal WEB para gestão de ementas.

Turismo.jpg

    Os Hospitality Education Awards têm como objetivo reconhecer “o que há de melhor na formação e educação no Turismo em Portugal, e visa contribuir para a dignificação das profissões no setor, estimulando a melhoria da qualidade formativa e dando resposta às necessidades das empresas nacionais”.

   Os vencedores serão conhecidos na gala de entrega de prémios que acontece no dia 2 de julho de 2019 no Coliseu dos Recreios.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:58

Inovar em Turismo e Hotelaria

por Correio da Guarda, em 02.04.17

ISITH 2017.jpg

     Na Escola Superior de Turismo e Hotelaria do Instituto Politécnico da Guarda vai decorrer nos dias 5 e 6 de Abril a quarta edição do ISITH - International Symposium on Innovation in Tourism and Hospitality.

    Esta iniciativa procura continuar a debater e refletir as dinâmicas associadas ao Turismo, à Hotelaria e à Restauração, em particular as orientações, estratégias, tecnologias e produtos/serviços que, pelo seu carácter inovador, vantagens competitivas alcançadas, melhorias formativas ou novas lógicas, se constituem como processos valorativos destas áreas e como fatores que fomentam iniciativas para um profundo conhecimento das tendências atuais.

   A Inovação em Turismo, Hotelaria e Restauração será o tema central deste simpósio, a realizar na cidade de Seia, no decorrer do qual vão ser analisados e debatidos e temas como “Saúde”, “Bem-estar e Acessibilidade”, “Cultura”, “Gastronomia e Vinho”, “Ensino e Tecnologia” e “Experiências em Territórios de Montanha”.

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:21

Simpósio Internacional sobre Inovação em Turismo

por Correio da Guarda, em 18.03.17

 

     Na Escola Superior de Turismo e Hotelaria do Instituto Politécnico da Guarda vai decorrer nos dias 5 e 6 de Abril a quarta edição do ISITH - International Symposium on Innovation in Tourism and Hospitality.

   Esta iniciativa procura continuar a debater e refletir as dinâmicas associadas ao Turismo, à Hotelaria e à Restauração, em particular as orientações, estratégias, tecnologias e produtos/serviços que, pelo seu carácter inovador, vantagens competitivas alcançadas, melhorias formativas ou novas lógicas, se constituem como processos valorativos destas áreas e como fatores que fomentam iniciativas para um profundo conhecimento das tendências atuais.

    A Inovação em Turismo, Hotelaria e Restauração será o tema central deste simpósio, a realizar na cidade de Seia, no decorrer do qual vão ser analisados e debatidos e temas como “Saúde”, “Bem-estar e Acessibilidade”, “Cultura”, “Gastronomia e Vinho”, “Ensino e Tecnologia” e “Experiências em Territórios de Montanha”.

    Os interessados podem obter mais informação aqui.

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:03

ESTH promoveu Serra à Mesa

por Correio da Guarda, em 30.01.17

Sobremesa SERRA ESTH 2017.jpg

 

     A Escola Superior de Turismo e Hotelaria do IPG, sediada em Seia, promoveu, no passado dia 25 de Janeiro, um almoço temático dedicado à Serra da Estrela.

    Este evento, produzido no âmbito da Unidade Curricular de Design Aplicado à Restauração, lecionada no curso de Cozinha e Produção Alimentar colocou em prática os fundamentos teóricos desta unidade curricular.

    Os estudantes deste curso elaboraram as ementas, os empratamentos e a decoração do espaço tendo como inspiração a Serra da Estrela.

     Para Adriano Costa, Diretor da Escola Superior de Turismo e Hotelaria do IPG, esta iniciativa “sublinhou, também, as novas formas de apresentação da comida, muito importante nos dias de hoje. Na confeção deste almoço foram utilizados produtos da região, nomeadamente enchidos, hortaliças, castanhas e queijo que, nos pratos elaborados, destacaram “a diferenciação”.

    Inês Beja, a Chef (e docente na ESTH) que orientou este trabalho, comentou que esta “foi uma experiência fantástica, com os alunos a sair da sua zona de conforto e a utilizar técnicas diferentes, e novas”. Correspondendo ao desafio que foi colocado a estes alunos, para uma associação dos pratos, a confecionar, à paisagem serrana, acrescentou que “a ideia era ter sabor e ser comestível e ser um prato que representasse a região utilizando somente produtos endógenos da Serra da Estrela, representando igualmente o restaurante que eles criaram para a nossa disciplina. Ou seja, apresentaram o prato de marca do restaurante deles”.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:08

Serra à Mesa

por Correio da Guarda, em 05.01.17
 
     Escola Superior de Turismo e Hotelaria do IPG, sediada em Seia, vai promover, no próximo dia 25 de  Janeiro, um almoço temático dedicado à Serra da Estrela.
 
    Este evento produzido no âmbito da Unidade Curricular de Design Aplicado à Restauração, lecionada no curso de Cozinha e Produção Alimentar (TEsP), visa colocar em prática os fundamentos teóricos desta unidade curricular.
Assim caberá aos estudantes deste curso elaborar as ementas, os empratamentos e a decoração do espaço tendo como inspiração a Serra da Estrela.
 
    Adriano Costa, Diretor da ESTH/IPG, salientou a importância da iniciativa na medida em que esta "permite que os alunos sejam capazes de criar, de inovar, de aplicar novas técnicas e novas metodologias tendo como cenário de fundo e inspiração a Serra da Estrela".
 
    A participação no evento está reservada às entidades regionais, comunidade académica e comunicação social, de acordo com informação divulgada pela ESTH.

Serra à MESA no IPG.jpg

 

 
 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:25

Inovação em Turismo é tema de Simpósio

por Correio da Guarda, em 23.05.16

 

     Na Escola Superior de Turismo e Hotelaria do Instituto Politécnico da Guarda vai decorrer nos dias 6 e 7 de Dezembro a quarta edição do ISITH - International Symposium on Innovation in Tourism and Hospitality.

   Esta iniciativa procura continuar a debater e refletir as dinâmicas associadas ao Turismo, à Hotelaria e à Restauração, em particular as orientações, estratégias, tecnologias e produtos/serviços que, pelo seu carácter inovador, vantagens competitivas alcançadas, melhorias formativas ou novas lógicas, se constituem como processos valorativos destas áreas e como fatores que fomentam iniciativas para um profundo conhecimento das tendências atuais.

   A Inovação em Turismo, Hotelaria e Restauração será o tema central deste simpósio, a realizar na cidade de Seia, no decorrer do qual vão ser analisados e debatidos e temas como “Saúde”, “Bem-estar e Acessibilidade”, “Cultura”, “Gastronomia e Vinho”, “Ensino e Tecnologia” e “Experiências em Territórios de Montanha”.

    Até 31 de Agosto de 2016 poderão ser apresentados resumos e artigos à Comissão Científica do ISITH para posterior publicação numa edição especial da Revista Egitanea Sciencia do Instituto Politécnico da Guarda.

   Os interessados podem obter mais informação aqui.

ISITH4 (2).jpg

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:35

Enoturismo e Gastronomia em Seia

por Correio da Guarda, em 02.04.16

 

     Na Escola Superior de Turismo e Hotelaria/IPG, em Seia, vai decorrer, no próximo dia 13 de Abril, um seminário sobre “Enoturismo e Gastronomia”

    Do painel de oradores fazem parte vários especialistas e investigadores provenientes de diferentes instituições de Ensino Superior que irão apresentar estudos e tendências sobre os temas em análise.

    De referir que, para além da componente académica do evento, faz parte do programa uma demonstração de gastronomia com harmonizações vínicas com produtos endógenos da região da Serra da Estrela.

    Segundo informação divulgada pela Escola Superior de Turismo e Hotelaria do Instituto Politécnico da Guarda, este seminário visa “promover o diálogo entre a investigação e a prática bem como reforçar a importância da transferência de conhecimento como fonte de inovação nos setores do Turismo, da Hotelaria e da Restauração”.

enogas - Programa.jpg

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:02


Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.




Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2011
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2010
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2009
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2008
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D

Contacto:

correiodaguarda@sapo.pt correio.da.guarda@gmail.com