Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Américo Rodrigues nomeado Diretor Geral das Artes

por Correio da Guarda, em 08.02.19

Américo Rodrigues - CG.jpg

     Américo Rodrigues é o novo diretor-geral das Artes, em substituição de Sílvia Belo Câmara, anunciou hoje o Ministério da Cultura. «Américo Rodrigues assume, a partir da próxima quarta-feira, dia 13 de fevereiro, o cargo de Diretor Geral das Artes. Será nomeado em regime de substituição».

     Natural da Guarda onde nasceu em 1961, Américo Rodrigues foi diretor do TMG (2005-2013) e coordenador da Biblioteca Municipal Eduardo Lourenço (2005-2018)

    Actor, poeta sonoro e performer, é Licenciado em Língua e Cultura Portuguesa (ramo científico) pela Universidade da Beira Interior e Mestre em Ciências da Fala pela Universidade de Aveiro. Américo Rodrigues é autor de várias obras de poesia, crónica, teatro e literatura para crianças;

    “Na nuca”(1982), ”Lá fora: o segredo” (1986) “A estreia de outro gesto” (1989), “Património de afectos” (1995), “Vir ao nascedoiro e outras histórias (1996), “Instante exacto” (1997), “Despertar do funâmbulo” (2000), “O mundo dos outros”(2000), ”Até o anjo é da Guarda” (2000),“Panfleto contra a Guarda” (2002), “Uma pedra na mão” (2002), “Obra  completa – revista e aumentada” (2002), “O mal – a incrível estória do homem-macaco-português” (2003), “A tremenda importância do kazoo na evolução da consciência humana” (2003), ”Escatologia” (2003), “Os nomes da terra” (2003), “A fábrica de sais de rádio do Barracão (2005),  “Aorta Tocante” (2005), “O céu da boca” (2008),  “Escrevo-Risco” (2009) e “Cicatriz:ando” (2009) são alguns dos seus trabalhos.

    Coordenou os cadernos de poesia “Aquilo”, do boletim/revista “Oppidana”, foi co-diretor da revista “Boca de Incêndio”, coordenador da revista cultural “Praça Velha” e da coleção de cadernos “O fio da memória”. Fundou o Teatro Aquilo e também o Projéc~.

    Colunista de vários jornais, recebeu o Prémio Gazeta de Jornalismo Regional e também o Prémio Nacional de Jornalismo Regional.

   Em 2010 recebeu a medalha de mérito cultural atribuída pelo Ministério da Cultura.

  Foi animador cultural na Casa de Cultura da Juventude da Guarda/FAOJ (desde 1979 até 1989) e na Câmara Municipal da Guarda (desde 1989), onde coordenou o Núcleo de Animação Cultural.

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:10

Padre guardense nomeado Bispo de Viseu

por Correio da Guarda, em 05.05.18

D. António Luciano Costa - BISPO DE VISEU -.jpg

 

     O cónego António Luciano dos Santos Costa foi nomeado, pelo Papa, Bispo de Viseu, substituindo D. Ilídio Pinto Leandro que pediu a resignação do cargo por motivos de saúde.

    António Luciano Costa é natural de Corgas (freguesia e paróquia de Sandomil, Seia), onde nasceu a 26 de março de 1952; frequentou a Escola de Enfermagem Dr. Ângelo da Fonseca, em Coimbra, e trabalhou como enfermeiro nos Hospitais da Universidade (HUC). Após cumprir o serviço militar em Moçambique, voltou para HUC.

   Em 1980, iniciou o percurso para a formação sacerdotal tendo sido ordenado padre a 29 de junho de 1985, na Sé Catedral da Guarda.

   Integrou a equipa formadora do Seminário Maior tendo sido responsável pelo Secretariado das Vocações e Pré-Seminário. Em 1987 foi para Roma onde estudou em Roma Teologia Moral, na Academia Alfonsiana, integrando a Comunidade do Pontifício Colégio Português e concluindo a licenciatura.

     Em outubro de 1989 iniciou funções de professor de Teologia Moral no Seminário Maior da Guarda e de Deontologia Profissional e Ética na Escola de Enfermagem.

    A partir de janeiro de 1991, foi pároco de várias paróquias, primeiro no arciprestado da Guarda e depois no da Covilhã, onde criou uma capelania na Universidade da Beira Interior. Foi também capelão do Instituto Politécnico da Guarda e no Hospital Sousa Martins.

    Foi docente no Centro de Viseu da Universidade Católica e no Instituto Superior de Teologia; lecionou na Faculdade das Ciências da Saúde e fez estudos em Bioética, no Centro de Bioética da Faculdade de Medicina do Hospital de Santa Maria.

   Em 2010, foi nomeado vigário episcopal para o Clero e diretor da Casa Sacerdotal Diocesana da Guarda e, em 2012, cónego da Sé da Guarda.

   A Ordenação Episcopal está marcada para o dia 17 de junho, pelas 16 horas na Sé Catedral da Guarda Sé da Guarda e o início da sua atividade pastoral como Bispo de Viseu ocorrerá a 22 de julho.

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:55


Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.




Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D

Contacto:

correiodaguarda@sapo.pt correio.da.guarda@gmail.com



Google +