Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


"Evidências coloniais ou sinais de Abril ?" na BMEL

por Correio da Guarda, em 26.04.18

 

     "Evidências coloniais ou sinais de Abril ?" é o tema da tertúlia que terá hoje lugar, pelas 18 horas, na Biblioteca Municipal Eduardo Lourenço, Guarda.

    Esta tertúlia contará com a presença do sacerdote Joaquim Teles Sampaio, pároco (em 1973) em Macuti, Moçambique, que irá falr da sua vivência em terras africanas no período colonial pré 25 de Abril de 1974.

   Recorde-se que Teles Sampaio e Ferrnando Mendes foram alvos da PIDE e presos na sequência da denúncia dos massacres contra populações nativas, mormente em Mucumbura. 

   A tertúlia é aberta a todas as pessoas interessadas.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:44

Percursos da identidade e literatura pós-colonial

por Correio da Guarda, em 05.03.13

 

     “Percursos da identidade: representações da nação na literatura pós-colonial de língua portuguesa” é o título do livro, da autoria de Ana Margarida Fonseca, que vai ser apresentado na Guarda, no próximo dia 15 de Março.

     A sessão terá lugar na Biblioteca Municipal Eduardo Lourenço, a partir das 18 horas.

     Neste livro (editado pela Fundação Calouste Gulbenkian) é feita uma análise da representação de imagens de identidade nacional e cultural em quatro romances pós-coloniais de língua portuguesa: “Pedro e Paula” de Helder Macedo, “O Esplendor de Portugal” de António Lobo Antunes, “Terra Sonâmbula” de Mia Couto e “A Geração da Utopia” de Pepetela.

    Ana Margarida Fonseca é docente no Politécnico da Guarda.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:22

Trabalhos de Roberto Chichorro no TMG

por Correio da Guarda, em 24.03.12

 

     Na Galeria de Arte do Teatro Municipal da Guarda vai ser inaugurada hoje, pelas 18h00, a exposição “Vivência a cores d’um andarilho”, do pintor moçambicano Roberto Chichorro.

     Este artista plástico, que vai estar presente na sessão inaugural, nasceu em 1941 em Lourenço Marques. Trabalhou como desenhador de publicidade e arquitectura, e como decorador de pavilhões para feiras internacionais em Moçambique.

     Fez cenografias para espectáculos e ilustrou vários livros. Foi bolseiro do Governo Espanhol, em Madrid, para cerâmica (Taller Azul) e zincogravura (Óscar Manezzi) e do Governo Português, vivendo em Portugal desde essa data e dedicando-se exclusivamente à pintura. Participou em várias exposições individuais e colectivas por todo o mundo, desde 1960, sendo um dos mais conceituados pintores africanos da actualidade.

     A exposição ficará patente na Galeria de Arte do TMG até 20 de Maio e poderá ser visitada de terça à sexta das 16h às 19h e das 21h00 às 23h, aos sábados das 15h às 19h e das 21h00 às 23h e aos domingos das 15h às 19h.

     A entrada é livre.

 

      Fonte: TMG

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:30

Mia Couto vai receber Prémio Eduardo Lourenço

por Correio da Guarda, em 08.10.11

 

     O Prémio Eduardo Lourenço 2011 foi atribuído ao escritor Mia Couto

    Como o CG tinha noticiado, o Júri da sétima edição deste prémio reuniu hoje na sede do Centro de Estudos Ibéricos, na Guarda.

    O Prémio Eduardo Lourenço destina-se a galardoar personalidades ou instituições com intervenção relevante no âmbito da cooperação e da cultura ibérica., tendo sido já atribuído a personalidades de relevo de Portugal e Espanha, como sejam os casos de  Maria Helena da Rocha Pereira, Professora Catedrática de Cultura Greco-Latina (2004), Agustín Remesal, Jornalista (2006),  Maria João Pires, Pianista (2007),  Ángel Campos Pámpano, Poeta (2008), Jorge Figueiredo Dias, Professor Catedrático de Direito Penal (2009) e César António Molina, Escritor (2010).

    Mia Couto nasceu em Moçambique, em 5 de Julho de 1955, sendo o escritor mais traduzido daquele país. “Raiz de Orvalho”, “Contos do Nascer da Terra”, “O Fio das Missangas”, “O último voo do Flamingo”, “Um Rio Chamado Tempo, uma Casa chamada Tera” e “O Outro Pé da Sereia” são alguns dos seus livros.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:03

Malangatana na Guarda

por Correio da Guarda, em 07.10.09

 

Na Galeria de Arte do TMG está patente até 1 de Novembro a exposição “Encontro”, da autoria do artista plástico moçambicano Malangatana.
A exposição é composta por um conjunto de telas e desenhos de diferentes épocas e que «reflectem a expressão da essência de uma realidade interior e expressão plástica do espírito universal do pintor».
Considerado um dos mais conceituados pintores africanos da actualidade, Malangatana Valente Ngwenya nasceu em Matalana (Moçambique), em 1936, estando representado em museus, galerias e colecções particulares em todo o Mundo.
Malangatana tem obras suas no M'Bari de Oshogbo, Nigéria, no Museu de Arte Contemporânea de Lisboa, no Museu Nacional de Luanda, na National Gallery of Comtamporany Art de Nova Deli, na National Art Gallery de Harare, Centro de Arte Moderna da Fundação Calouste Gulbenkian, na colecção do Partido Comunista Português, no Museu Nacional de Arte de Moçambique e em inúmeros países.
 
 
 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:36

Evocação de Idalina Gomes

por Correio da Guarda, em 27.10.08

 

No próximo dia 06 de Novembro, pelas 18 horas, a Câmara Municipal de Aguiar da Beira vai apresentar o livro “Idalina Gomes – Confidências de uma Alma Inquieta”. Trata-se, segundo aquele município, de uma singela homenagem à missionária Idalina Gomes, assassinada, há precisamente dois anos, em Moçambique.
Idalina era natural de Fontearcadinha, Aguiar da Beira, onde nasceu em 25 de Dezembro de 1975.
Em 1994, entrou para a Faculdade de Direito da Universidade de Coimbra, onde concluiu a licenciatura em 1999. Durante os seus estudos em Coimbra, frequentou os cursos livres de Italiano e de Russo da Faculdade de Letras; tornou-se membro delegado do “Centro Minerva” Associação de cooperação e relações internacionais com o intuito de divulgar a cultura portuguesa no estrangeiro, missão que abraçaria até ao final da sua vida; e entrega-se de corpo e alma à Comunidade Católica “Fraternidade Missionária Verbum Dei”.
Após a sua formação académica e estágio, regressou a Aguiar da Beira e exerceu advocacia na Comarca de Trancoso. Tendo tido conhecimento da organização “Leigos para o Desenvolvimento”, documentou-se e voluntariou-se. Reunindo as condições definidas pela Organização foi aceite. Durante um ano, frequentou um curso de preparação para o serviço de Missionária. Em Outubro de 2005, partiu para a Missão de Fonte Boa, situada em Angónia, na província de Tsangano, em Moçambique.
Aí, aprendeu os costumes de um povo onde a miséria está sempre presente. Distribui alimentos, sorrisos e conforto. Misturou-se com o povo, trabalhou na agricultura, na construção de um orfanato e deu catequese.
No dia 06 de Novembro de 2006, no mês em que regressaria de férias a Portugal, foi assassinada durante um violento assalto.
 
 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:42


Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.




Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2009
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2008
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D

Contacto:

correiodaguarda@sapo.pt correio.da.guarda@gmail.com