Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Novo livro de Pinharanda Gomes

por Correio da Guarda, em 21.06.19

 

LIVRO.jpg

     “Leonardina – Estudos acerca de Leonardo Coimbra” é o título do novo livro de Jesué Pinharanda Gomes.

   Este novo trabalho será apresentado no próximo dia 25 de junho, pelas 17h30, no auditório da Fundação Engº António de Almeida, Porto. A apresentação do livro estará a cargo de José Esteves Pereira e antecederá uma “Tertúlia Leonardina” com a participação de estudiosos de Leonardo Coimbra, nomeadamente Susana Rocha Relvas, Nuno Ornelas Martins, Carlos Moreira e Francisco de Oliveira. Vai estar patente uma mostra bibliográfica de Pinharanda Gomes, natural de Quadrazais (Sabugal) e figura incontornável da cultura portuguesa.

   No conjunto vasto de títulos publicados por Pinharanda Gomes avultam três áreas: os contributos na História da Filosofia; as monografias da história da Igreja e os estudos regionais; tem-se afirmado um defensor convicto, e incansável, do nosso património histórico-cultural e outrossim dos valores humanos, mormente desta zona raiana. “Sentimos quanto é longo o dever de um homem dar contas públicas do muito ou do pouco que lhe foi possível realizar pela valorização do seu património, isto é, das coisas da sua terra natal”.  No Sabugal funciona o Centro de Estudos Pinharanda Gomes onde está reunido todo a acervo documental particular que o autor doou à Câmara Municipal do Sabugal, bem como cerca de 3 500 opúsculos e volumes sobre temáticas diversas.

  Pinharanda Gomes, é sócio fundador do Instituto de Filosofia Luso-Brasileira e membro correspondente eleito da Academia Internacional da Cultura Portuguesa e da Academia Portuguesa de História; em março de 2018 recebeu o grau de Doutor Honoris Causa pela Universidade da Beira Interior. (H.S.)

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:11

Fernando Paulouro Neves apresenta livro na Guarda

por Correio da Guarda, em 10.05.19

Fernando Paulouro Neves - livro.jpg

     Na Biblioteca Municipal Eduardo Lourenço, Guarda, vai ser apresentado hoje, pelas 18 horas, o novo livro de Fernando Paulouro Neves, intitulado "O Informador".

   Esta publicação integra um conjunto de 20 contos que, na linha de “Os Fantasmas Não Fazem a Barba” e “Fellini na Praça Velha”, constituem narrativas habitadas por personagens de um mundo imaginário que, às vezes, é memória dilacerada de (i)realidades quotidianas.
    De referir que o conto, que dá título ao livro, é a história de um sujeito que se torna informador da polícia política, e, por serviços distintos, alcança patamar elevado na hierarquia da organização, onde pratica com eficiência a teoria geral da tortura. A história reflete o universo concentracionário do país e de como “a banalidade do mal” pode transformar a vida de uma pessoa comum. 
    O livro será apresentado por  António Dias de Almeida.

    (Fonte: BMEL)

Capa_Informador.png

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:01

Apresentação de livro

por Correio da Guarda, em 16.02.19

 

     “Sobre outra coisa ainda – 13 short stories” é o título do livro de Fernando Carmino Marques (docente do Politécnico da Guarda) que vai ser apresentado na Guarda, no próximo dia 26 de fevereiro.

    A apresentação desta publicação será feita por Rosa Branca Figueiredo no café do Pequeno Auditório do Teatro Municipal da Guarda, pelas 18 horas. O livro, com a chancela da Edições Esgotadas, é composto por “treze shorts stories que se podem definir como de Realismo Mágico. O mistério envolvendo o quotidiano de personagens e preocupações contemporâneas.”

    Fernando Carmino Marques é Doutor em Letras pela Universidade de Paris IV – Sorbonne (1997), onde lecionou, de 1993 a 2002, língua, cultura e literaturas de expressão portuguesa. Colaborou no Instituto Camões em Paris e foi docente responsável pelo ensino do português nas universidades de Versailles – St. Quentin e Marne-la-Vallée. Publicou vários estudos sobre temas e autores portugueses e brasileiros, dos séculos XVI, XIX e XX. Mais recentemente traduziu e editou o estudo inédito de Pierre Hourcade sobre a poesia de Fernando Pessoa: A Mais Incerta das Certezas, Itinerário Poético de Fernando Pessoa (Coleção “Ensaios” sobre Fernando Pessoa, Tinta-da-china, Lisboa, 2016). É professor de língua e cultura portuguesa no Instituto Politécnico da Guarda.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:20

Almaraz

por Correio da Guarda, em 25.03.18

 

     Na Biblioteca Municipal Eduardo Lourenço, Guarda, vai ser apresentada na próxima terça-feira, 27 de Março, a obra "Almaraz e outras coisas más", coordenada por António Eloy.

    Um livro que conta com 30 colaborações dos mais variados setores da sociedade, entre as quais a de António Eloy, um dos coordenadores do Movimento Ibérico Antinuclear (MIA); trata-se de umma obra sobre a questão nuclear que tem ensombrado a Península Ibérica nas últimos décadas e que aborda casos concretos, como a central nuclear espanhola de Almaraz, situada perto de Portugal.
     O livro aborda basicamente o passado histórico e a atualidade do nuclear na Península Ibérica. A apresentação terá lugar pelas 18 horas.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:55

Arte de falar e estar calado

por Correio da Guarda, em 10.03.18

 

 

     Na Biblioteca Municipal Eduardo Lourenço, Guarda, vai ser apresentado hoje, pelas 16 horas, o livro "Arte de falar e arte de estar calado: Augusto de Castro - jornalismo e diplomacia", de Clara Isabel Serrano.

     A obra será apresentada pelo ex-jornalista, Mário Matos e Lemos, natural de Gonçalo (Guarda) que trabalhou com Augusto de Castro no Diário de Notícias e que desempenhou, entre 1972 e 1998, funções de conselheiro cultural e de imprensa em diversas embaixadas portuguesas.

    A sessão de apresentação contará também com a presença de Maria Manuela Tavares Ribeiro, coordenadora da coleção "História Contemporânea", em que a obra se insere.

arte.jpg

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:01

Jornalismo e Diplomacia

por Correio da Guarda, em 01.03.18

 

     O livro "Arte de falar e arte de estar calado: Augusto de Castro - jornalismo e diplomacia", de Clara Isabel Serran, vai ser apresentado na Biblioteca Municipal Eduardo Lourenço, Guarda, no próximo dia 10 de Março, pelas 16 horas.

    A obra será apresentada pelo ex-jornalista, Mário Matos e Lemos, natural de Gonçalo (Guarda), que trabalhou com Augusto de Castro no Diário de Notícias e que desempenhou, entre 1972 e 1998, funções de conselheiro cultural e de imprensa em diversas embaixadas portuguesas.

    A sessão de apresentação contará também com a presença da coordenadora da coleção "História Contemporânea", em que a obra se insere, editada pela Imprensa da Universidade de Coimbra, Maria Manuela Tavares Ribeiro.

 

    Fonte: BMEL

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:18

"Por amor" na BMEL

por Correio da Guarda, em 16.09.17

 

     No próximo dia 23 de setembro,pelas q6 horads, será apresentada na Biblioteca Municipal Eduardo Lourenço (Guarda) a obra "Por Amor".

    Trata-se de uma trabalho de coautoria de Susana Barbosa, Cláudia Pedreira, Dina Coelho, Filipa Carvalho e Alexandra Santiago; elas ouvem, mas partilham a sua história de como é viver com aqueles que não ouvem.

    "Por Amor" é o relato de cinco experiências na primeira pessoa de um amor mágico, de uma partilha de como se pode ser feliz no mundo do silêncio.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:14

Livro sobre o concelho do Sabugal

por Correio da Guarda, em 06.09.17

LIVRO-Terras-do-Sabugal-Patrimonio.jpg

     "Terras do Sabugal - Património" é o título do livro, da autoria de José Barradas, que será apresentado no próximo dia 15 de Setembro, pelas 16 horas, no salão nobre da Câmara Municipal do Sabugal.

    “A ideia de criar uma obra onde constasse algum do mais relevante património do concelho nasceu em 2015, parti então para o terreno para fazer milhares de registos fotográficos do património edificado de toda a região”, referiu, a propósito deste livro, o seu autor.

    Segundo José Barradas, a escolha recaiu em 378 fotografias finais constantes no livro. Após esta escolha “todas as fotografias passaram por um minucioso processo de tratamento e manipulação digital, não com o objetivo de alterar ou descaracterizar qualquer monumento ou local, mas apenas para melhorar o resultado visual final de cada fotografia, para isso houve a necessidade de remover elementos que por vezes provocavam algum ruído visual, tais como cabos elétricos, sinaléticas diversas ou os habituais megafones instalados nos campanários das igrejas e capelas. Elementos tão essenciais na sociedade atual, mas que ofuscam a estética do local e dos monumentos, retirando beleza visual ao resultado final que se pretende numa obra cujo principais conteúdos são as fotografias em si e os monumentos que nelas constam.”

    O autor desta publicação acrescentou que o livro “Terras do Sabugal – Património” não tem como propósito ser um guia exaustivo do património do concelho. “O propósito principal é sobretudo que este livro sirva de ponto inicial para que cada um parta à descoberta não apenas do património edificado mas também das paisagens, das gentes, das tradições e dos muitos recantos que este concelho ímpar tem para oferecer”.

    José Barradas nasceu em Lisboa em Junho de 1973. A sua ligação ao concelho do Sabugal é por via materna. Com formação nas áreas da fotografia, vídeo e multimédia, foi sobretudo na área do jornalismo que desenvolveu a sua carreira ao longo de perto de 20 anos. Como fotojornalista passou por diversos órgãos de comunicação social nacionais, entre os quais, o jornal Record, o jornal Correio da Manhã, o jornal Diário de Notícias, o jornal O Jogo, a revista Focus, entre muitos outros. Colaborou também com diversos órgãos de comunicação social e agências fotográficas internacionais, sobretudo em Espanha, Inglaterra e Alemanha.

   Foi co-autor do primeiro website de fotojornalismo em Portugal e é atualmente autor de um website dedicado ao mundo da fotografia, o Fotografiatotal.com, onde escreve regularmente. Nos últimos anos o seu trabalho tem sido também voltado para a área da imagem. Fotografia, vídeo e multimédia são três áreas às quais se dedica atualmente, sobretudo ligado a entidades institucionais, empresariais e editoriais.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:01

Novo livro de Américo Rodrigues

por Correio da Guarda, em 27.04.17

 

     "Arquivo Morto" é o novo livro de poesia de Américo Rodrigues, obra que será apresentada amanhã, 28 de Abril, pelas 21h30, na Biblioteca Municipal Eduardo Lourenço, na Guarda.

   "Arquivo Morto" é uma designação inapropriada, quase absurda, para o espaço onde se guardam os documentos fora de uso, a papelada a que julgamos não regressar por aparentemente não necessitarmos dela. Uma obra sobre a perda da memória.

   O autor nasceu na Guarda e escreveu já vários livros de poesia, nomeadamente  "A estreia de outro gesto", "Instante exacto", "Acidente poético fatal", "A casa incendiada" e "Ponto cego". É também autor de obras de teatro, crónicas e poesia sonora.

   A obra, edição da Bosq-íman:os,  será apresentada por Norberto Rodrigues. O livro segue um projecto gráfico de Jorge dos Reis, professor e designer.

capa arquivo morto 3.jpg

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:46

Insustentável saudade

por Correio da Guarda, em 17.01.17

      "Insustentável saudade" é o título do livro de Jorge Afonso que vai ser apresentado na Biblioteca Municipal Eduardo Lourenço, Guarda, no próximo dia 28 de Janeiro, pelas 16 horas.
    Fernando Jorge G. Afonso nasceu em 1969 em Bordéus, onde viveu e estudou até aos 17 anos, quando regressou a Portugal e às raízes transmontanas. É professor do 1º ciclo há duas décadas, licenciado pela Escola Superior de Educação da Guarda, trabalha e reside em Paços de Ferreira. Este é o seu primeiro romance.
    "Bordéus, anos 80. Um casal de emigrantes transmontanos recebe uma proposta irrecusável para voltar à sua terra. José, o filho mais velho, resultado híbrido da diáspora lusitana, luta a cada dia para encontrar a sua identidade perdida. Nos seus sonhos, reencontra o Douro das arribas imponentes e a ...liberdade dos horizontes abertos onde voam águias e grifos. (...) Num ápice, quando surge a oportunidade de regressar a Portugal com os pais, José terá de tomar a mais importante das decisões: ficar ou partir para nunca mais voltar"...
 
 
    Fonte: BMEL

 
 
 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:55


Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.




Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D

Contacto:

correiodaguarda@sapo.pt correio.da.guarda@gmail.com



Google +