Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Manteigas: inovação e reinvenção da lã

por Correio da Guarda, em 27.06.24

 

Em Manteigas vai decorrer, de 29 de junho a 7 de julho, uma semana dedicada à inovação e reinvenção da lã, com várias iniciativas associadas.

O programa inclui oficinas de ilustração têxtil coletivas, sessões de cocriação com as comunidades locais, exposições de trabalhos que reinventam esta matéria-prima local e sustentável, visitas guiadas a fábricas, concertos e um jantar comunitário na rua principal da vila.

“Esta semana da inovação em torno da lã acontecerá em Manteigas e um pouco por todo o lado – viverá nas ruas, nas unidades fabris como a Burel Factory e a Ecolã, nas pastagens onde as ovelhas das raças Bordaleira e Churra Mondegueira da Serra da Estrela habitam. Por toda a vila será possível sentir o pulsar da tradição e da contemporaneidade que a lã poderá aportar a este território. O Lãnd Innovation Week pretende ser um laboratório vivo para a aprendizagem conjunta, valorizando as práticas ancestrais, acrescentando novos leituras a todo um sector que urge preservar e desvendando a ciência por trás deste recurso endógeno.” É referido numa nota informativa divulgada pela organização, a cargo da Câmara Municipal de Manteigas e da Associação de Desenvolvimento Integrado da Rede de Aldeias de Montanha (ADIRAM).

landcapa1.jpg

Este ano, o Lãnd começou mais cedo, em maio e junho, “com as residências de cocriação em pleno coreto de São Pedro, envolvendo de forma ativa a comunidade local com a designer e thinker de comunidades, Susana António. Os manteiguenses foram desafiados a bordar pequenos tecidos e roupa em fim de ciclo, transformados em pequenas bandeirolas coloridas e bordadas a lã. Todos os bordados estão a ser transformados em bandeiras festivas que irão enfeitar as ruas da vila durante o Lãnd, criando assim uma enorme instalação comunitária e criativa ao ar livre, num ambiente vibrante e acolhedor nas ruas de Manteigas.”

O evento é aberto à participação da comunidade, visitantes e turistas. O Lãnd Innovation Week é um evento anual que integra o Plano de Animação da Rede de Aldeias de Montanha.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:00

Um ecossistema em perigo de extinção

por Correio da Guarda, em 28.09.23

 

O recente Festival do Cobertor de Papa, realizado na localidade de Maçainhas de Baixo (Guarda) alertou a comunidade regional para o risco de extinção de um ecossistema enraizado nestas terras beirãs.

O cobertor de papa é uma manta tradicional da zona da Serra da Estrela, produzida – há vários séculos – a partir da lã churra (mais macia) que é retirada de ovelhas autóctones (ovelha mondegueira).

Após o necessário tratamento, a lã é tecida em teares artesanais e de acordo com métodos tradicionais, associando cores e desenhos com perfil diferenciador. O processo termina com o esticar dos cobertores nas “râmbolas” onde secam, ao ar livre, e adquirem o seu aspeto final.

COBERTOR DE PAPA_ Helder Sequeira_.JPG

Existem o cobertor branco com três listas castanhas, a manta barrenta ou manta do pastor, a manta lobeira ou manta espanhola, o cobertor branco, o cobertor bordado à mão e o cobertor de papa em várias cores (com o seu conhecido pelo comprido).

O seu uso não se fica apenas pela utilização como elemento de conforto térmico (na cama o seu pelo denso e pesado facilita a transpiração durante o sono e puxa a humidade para a superfície exterior do cobertor), mas passa também por distinto complemento de decoração de interiores.

A Associação Genuíno Cobertor da Papa, sediada naquela localidade, tem nos seus objetivos a produção daquele autêntico produto e a garantia da sua autenticidade, estando atualmente empenhada em alcançar a certificação daquele cobertor. O declínio da indústria da lã e o surgimento de fibras sintéticas originaram um cenário onde quase se desenhou a sua extinção.

O processo de certificação – em curso – exige, obviamente, muito trabalho e as indispensáveis verbas, incompatíveis com os recursos financeiros daquela associação, como aliás foi sublinhado no decorrer do festival anteriormente mencionado.

Elisa Pinheiro, que desenvolveu trabalhos de pesquisa sobre o cobertor de papa, assinalou-o como “produto final de um longo processo que plasma uma densidade de memórias, sejam elas as dos homens que os produziram, sejam daqueles que, ao longo dos tempos, os consumiram, uns e outros unidos pelos fios de lã que os teceram, num tempo longo da nossa história dos lanifícios”, sublinhando o seu enquadramento “em práticas ancestrais que importa salvaguardar”. Deste modo, é urgente preservá-lo, defender a sua autenticidade, a par de permanentes ações de valorização e promoção.

Este não é um trabalho simples, pois há que equacionar múltiplas realidades e condicionantes, como sejam a necessidade da existência de mais rebanhos de ovelhas autóctones – o que implica olhar com objetividade para a realidade agrícola, para as dificuldades relacionadas com a criação e alimentação dos animais, para o número de pessoas que se dedicam ao pastoreio e ao ciclo da produção de queijo, para as consequências das alterações climáticas que têm condicionado as áreas de pastagens e aumentado as dificuldades ao nível económico/financeiro) – , mais gente a trabalhar no campo e a saber valorizar/rentabilizar as potencialidades endógenas, uma maior consciencialização de todos no que concerne à qualidade e valor dos nossos produtos regionais, optando pela sua compra e incrementando a economia local/regional.

Tear_cobertor de papa_ Helder Sequeira.JPG

O incentivo e apoio a projetos (como este da revitalização do genuíno cobertor de papa, cuja produção é feita, naturalmente, numa escala consentânea com a dimensão dos recursos atuais, e em função da evolução do número de encomendas) não devem ficar apenas pelas amáveis palavras de circunstância, pelas manifestações de simpatia nas redes sociais ou pela presença (também importante, claro) em ações de sensibilização ou divulgação.

É fundamental o apoio das entidades em cuja área de competência ou influência se pode inscrever a ajuda necessária (e justa), a ação dos media na informação e divulgação dos produtos genuinamente regionais, a necessária transmissão aos mais jovens do saber fazer, o envolvimento da investigação académica, uma atitude ativa dos consumidores na preferência daquilo que tem alta qualidade e matriz tradicional e portuguesa.

 

Helder Sequeira

correio.da.guarda@gmail.com

in O INTERIOR, 27/09/2023

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:08

Festival do Cobertor de Papa,

por Correio da Guarda, em 31.08.23

 

Em Maçainhas (Guarda) vai decorrer nos dias 2 e 3 de setembro o Festival do Cobertor de Papa, organizado pela Associação Genuíno Cobertor de Papa, em colaboração com a autarquia guardense, Junta de Freguesia e associações culturais. A iniciativa ocorre no âmbito dos Festivais de Cultura Popular do Município da Guarda.

Este Festival do Cobertor de Papa pretende divulgar e salvaguardar aquele produto através de um programa que integra debates, ateliers, exposições, mostra de artes e ofícios e música tradicional.

De referir que a Associação Genuíno Cobertor de Papa, constituída legalmente no ano de 2018 e com sede em Maçainhas de Baixo, tem como objetivo produzir o autêntico cobertor de papa e garantir a sua autenticidade.

O cobertor de papa é uma manta tradicional da Serra da Estrela, sendo produzida a partir da lã churra, proveniente das ovelhas autóctones (ovelha mondegueira) tratada e tecida em teares artesanais, segundo métodos tradicionais, “que fazem dele um produto de autenticidade reconhecida, desde a matéria-prima, técnicas de manufatura e cores e desenhos, fiel às tradições e à cultura popular.”

A referida Associação, para além da produção própria do citado produto artesanal, tem implementados diversas ações de formação e de sensibilização com vista a preservar e a divulgar tradição.

Festival do Cobertor de Papa_n.jpg    

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:22

Jornadas da Lã

por Correio da Guarda, em 08.06.23

 

Nos próximos dias 10 e 11 de Junho vão decorrer na União de Freguesias de Corujeira e Trinta as Jornadas da Lã.  O programa integra, ao longo dos dois dias, várias atividades como sejam as demonstrações de produção de queijo e tosquia, às 9h30 no dia 10. A este encontro de rebanhos e pastores estão associadas as merendas tradicionais, no dia 11 de junho (pelas 18h) e o jantar dos pastores, no dia 10 às 19h30.

Jornadas da Lã _Guarda .jpg

As jornadas contam ainda com uma Missa Campal, uma feira de artesanato e gastronomia e uma caminhada com os pastores e rebanhos. A iniciativa integra o ciclo de Festivais de Cultura Popular do Município da Guarda e visa relembrar antigas práticas que antecediam a partida das ovelhas do flanco serrano.

 

fonte: CMG

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:12

Jornadas da Lã

por Correio da Guarda, em 07.06.19

Jornadas da Lã.jpg

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:58

Da lã ao burel

por Correio da Guarda, em 28.05.16

 

     “Turismo de Aldeia - ofícios tradicionais: da Lã ao Burel” é o tema do workshop que a Escola Superior de Turismo e Hotelaria (Seia) do Instituto Politécnico da Guarda vai promover nos dias 13 e 14 de Junho, no auditório daquele estabelecimento de ensino.

    Para os responsáveis por esta iniciativa, o modelo de desenvolvimento integrado e participado de Turismo de Aldeia “poderá ser um instrumento relevante de políticas públicas e de governança dos territórios de interior, pelo que é necessário discutir o paradigma dominante e as correspondentes políticas de desenvolvimento turístico a nível regional e local.”

    Em análise vão estar os modelos de desenvolvimento turístico das Aldeias de Montanha, das Aldeias do Xisto, das Aldeias Históricas de Portugal, entre outros novos projetos de Turismo de Aldeia, quer na região Centro quer na região Norte.

   Com este workshop pretende-se sublinhar “o potencial do burel e de outros ofícios tradicionais, do património industrial dos lanifícios na região e as novas dinâmicas turísticas potenciadas”.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:34

Concurso Internacional de Design

por Correio da Guarda, em 17.07.13

 

     Identificar soluções inovadoras e originais destinadas à posterior produção industrial e artesanal de artefactos (por encomenda) é o objectivo do Concurso Internacional de Design, que decorrerá na Guarda entre 31 de Agosto e 16 de Setembro.

    A organização, pretende juntar uma equipa com diferentes perspectivas do saber fazer, num processo criativo inspirador e identitário de uma paisagem.

    Juntando no mesmo processo artesãos locais e a sua vasta experiência no manuseamento de materiais endógenos com os processos criativos de designers, pretende-se encontrar novas perspetivas de utilização da lã, do vime, do bracejo, do linho e do esparto, convertendo-os em produtos atuais, inovadores e respeitadores da entidade desta região.

    Este concurso é organizado pela Terrafacil com a marca Loja da Guarda, contratada pela Associação Gardunha 21 e com o apoio dos municípios do Fundão e da Guarda.

    De acordo com a informação divulgada, os diversos materiais e técnicas possíveis, a utilizar para a elaboração deste concurso, resultarão numa diversidade surpreendente de interpretações do tema da lã, do vime e do bracejo, do linho e do esparto onde cada produto resultante terá por detrás de si toda uma história.

   Pretende-se estimular a ligação entre a arte, o homem e a paisagem beirã. O concurso consiste no desenvolvimento de uma ação de orientação criativa assistida para o desenvolvimento de uma família de artefactos temáticos representativos da nossa paisagem, desenvolvidos por um conjunto de designers em interação com o saber fazer do artesão.

   Mais informação aqui.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:46


Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.




Arquivo

  1. 2024
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2023
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2022
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2021
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2020
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2019
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2018
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2017
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2016
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2015
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2014
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2013
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2012
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2011
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2010
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D
  196. 2009
  197. J
  198. F
  199. M
  200. A
  201. M
  202. J
  203. J
  204. A
  205. S
  206. O
  207. N
  208. D
  209. 2008
  210. J
  211. F
  212. M
  213. A
  214. M
  215. J
  216. J
  217. A
  218. S
  219. O
  220. N
  221. D

Contacto:

correio.da.guarda@gmail.com