Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Casa da Memória Judaica

por Correio da Guarda, em 13.03.17

 

    No Sabugal foi inaugurada ontem a Casa da Memória Judaica da Raia Sabugalense.

   Situado no largo do Castelo do Sabugal, este novo espaço museológico pretende retratar a presença judaica naquele concelho, estando o mesmo integrado no Projeto Rotas de Sefarad – Valorização da Identidade Judaica Portuguesa no Diálogo Interculturas.

    Na Casa da Memória Judaica da Raia Sabugalense os visitantes são convidados a observar algumas peças referentes ao passado do imóvel e do centro histórico do Sabugal, assim como alguns conteúdos gráficos acompanhados de textos que fazem uma evocação da presença das comunidades judaicas nesta antiga vila, desde tempos medievais e modernos, devendo finalizar a visita no piso inferior, onde podem ainda ver um filme/documentário e um armário de parede, em pedra.

memoria judaica.jpg

     No decorrer da sessão, o presidente da Câmara Municipal do Sabugal realçou que a autarquia quer que este espaço se constitua como mais um local de receção, atração turística e de usufruto junto da população residente, salvaguardando desta forma a memória do lugar, evocando também a memória de Natália Bispo, responsável pela abertura da Casa do Castelo e pela forte dinamização da temática judaica neste município.

 

    Fonte e foto: Município do Sabugal

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:10

Judeus e Cristãos em Terras de Fronteira

por Correio da Guarda, em 25.11.15

 

    “Diálogos e Conflitos: Judeus e Cristãos em Terras de Fronteira" constituem o tema central da jornada de debate e reflexão que se inicia amanhã, e prolonga até sexta-feira, na Guarda, no âmbito das comemorações 816º aniversário da atribuição do foral sanchino a esta cidade.

     No decorrer desta jornada serão abordadas algumas das múltiplas e divergentes vias em que se moveu a convivência entre a maioria cristã e a minoria judaica e a diversidade social, cultural e religiosa vivenciada nos territórios de fronteira, base da criação de uma identidade local e regional muito própria.

    Através deste debate científico pretende-se apoiar científica e tecnicamente as iniciativas de estudo, conservação e promoção turística das judiarias, ações que devem estar alicerçadas em investigação histórica rigorosa e atualizada.

    Amanhã o programa inclui, a partir das 9h30, as intervenções: “Relações entre cristãos e judeus na Idade Média peninsular”, por José Hinojosa Montalvo (Universidad de Valencia); “Judeus, cristãos e muçulmanos no Portugal Medieval”, por Filomena Barros (Universidade de Évora e CIDEHUS); “Comunidades e personalidades judaicas ao serviço e sob proteção da família real: uma relação mantida desde os primórdios da monarquia portuguesa até finais do século XV”, por Manuela Santos Silva (Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa); “Interações artísticas entre judeus e cristãos em Portugal”, por Luís Afonso (Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa); “Povoamento Judaico no território da Diocese da Guarda, durante a Idade Média”, por Maria José Ferro Tavares (Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa); “Falando de si mesmos. Duas comunidades próximas: os judeus de Guimarães e de Braga”, por José Alberto Tavim (Centro de História – Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa); “Aspetos da controvérsia antijudaica na Idade Média portuguesa”, por Saúl Gomes (Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra); “Las relaciones entre judíos y cristianos en los fueros medievales de Cáceres”, por Fernando Jiménez Barrocal – (Archivo Histórico Municipal de Cáceres); “Os manuscritos hebraicos medievais portugueses (Séculos XIII e XIV), por Tiago Asseiceira Moita (Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa).

     O programa prossegue dia 27, a partir das 14h30, com intervenções sobre as “Relações entre judeus e cristãos na Idade Média, por Isabel Cristina Fernandes, e Judaísmo e Arquitetura, por José da Conceição Afonso. Os trabalhos vão decorrer na Câmara Municipal da Guarda, Sala “Almeida Santos”.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:27

III Ciclo de Cultura Judaica

por Correio da Guarda, em 16.06.13

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:43

Seminário sobre Cultura Judaica

por Correio da Guarda, em 23.05.13

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:20

Música Sefardita na Guarda

por Correio da Guarda, em 20.05.13

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:42

Estudo sobre Judeus

por Correio da Guarda, em 04.05.13

 

     A Quinta do Crestelo, em Seia, está a patrocinar um estudo, investigação e inventariação da herança judaica e seus sinais no concelho de Seia

    Este estudo está a ser desenvolvido por uma equipa de trabalho que integra Alberto Martinho, professor e sociólogo/antropólogo e Luiza Metzker Lyra, entre outros.

    No âmbito deste trabalho a freguesia de Santa Marinha surge em destaque pelo seu elevado conjunto de sinais, marcas e cruciformes atribuídos aos Judeus/Cristãos-novos que nesta região se dedicaram sobretudo ao comércio, mesteirais e ofícios sobretudo ligados à lã e tecelagem, mas também "viviam de sua fazenda".

    Antiga vila medieval e sede de concelho extinto na reforça administrativa do século XIX, SANTA MARINHA revela-se surpreendente neste campo, tendo em conta a diversa tipologia de inscrições e pelas noticias que ainda permanecem na memória local da presença da comunidade hebraica com "seus saberes e cabedais".

    Não obedecendo aquilo que na generalidade das localidades onde terão existidos Judiarias, comunas ou famílias judias com as casas de "porta larga e outra estreita", alias o que era comum para judeus e não judeus comerciantes ou mestres de ofício, em Santa Marinha essa tipologia arquitectónica é variável, notando contudo a dupla funcionalidade das casas, para residência, para arrecadação e loja/oficina e em alguns casos pátio.

    Numa das casas, de raiz medieval, é possível ver um armário que é tido ou conhecido como sendo um "Hekhal" ou "Aron Ha-Kodesh (em Askenazi) " onde se guardavam os rolos da Torah ou onde eram colocadas as candeias sobretudo em Shabbat. Está virado a oriente, como é obrigatório nestes casos. Este edifício possui diversos cruciformes e outras marcas. 

    Interessante não deixa de ser o pentagrama e cruciformes associados numa das casas existentes no lugar de Casal de Santa Marinha.

Nesta investigação foi importante a colaboração de Armando Ribeiro Vale, serralheiro que tem raízes em Povoa do Concelho e que guarda em si memórias de um passado judaico íntimo que quer desenvolver e dar a conhecer.

    Este potencial de sinais e marcas, arquitectura e património construído em que se incluem solares, espaços públicos, o Pelourinho e o edifício da antiga Câmara e Cadeia, as pontes romanas, estradas romano-medievais, a paisagem serrana, as pessoas constituem, no seus conjunto, um potencial para o desenvolvimento de iniciativas culturais e turísticas capazes de atrair gentes ávidas de conhecer algo diferente num Portugal interior, em plena Beira Serra.

     Santa Marinha foi vila e sede de concelho, em Julho de 1150 recebeu o seu primeiro foral, o segundo foi concedido por D. Manuel I em Lisboa a 15 de Maio de 1514. O concelho foi extinto em 1836. Fez parte do arcediagado de Seia, o qual transitou da Diocese de Coimbra para a Diocese da Guarda em 1882.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:27

Enigmas da herança judaica

por Correio da Guarda, em 14.03.13

 

     “Os Enigmas da Herança Judaica - Encontro de Saberes” é o tema da iniciativa que vai ter lugar, amanhã e no sábado (15 e 16 de Março), em Caria (Belmonte).

     “Influência do Judaísmo na arquitectura do Ocidente”, “Judeus em Caria”, “Almeida pelos idos do século XVI: metamorfoses do espaço urbano numa vila de fronteira”, “Memórias Judaicas”, “O Armário da Casa do Relógio na Malhada Sorda (Almeida” e “Uma análise sobre os espaços das antigas judiarias no contexto urbano do século XXI” são algumas das comunicações que vão ser apresentadas.

     Esta jornada decorrerá na Casa da Torre.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:50

Festival Internacional da Memória Sefardita

por Correio da Guarda, em 16.10.12

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:44

Passos à volta da memória...na Guarda

por Correio da Guarda, em 24.08.12

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:06

Memória da presença judaica

por Correio da Guarda, em 11.07.12

 

 

 in Agenda Guarda

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:31


Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.




Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D

Contacto:

correiodaguarda@sapo.pt correio.da.guarda@gmail.com



Google +


Referenciar citações

Protected by Copyscape Website Copyright Protection