Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


O impacto da pandemia nas crianças e adolescentes

por Correio da Guarda, em 17.03.21

 

O Núcleo Hospitalar de Apoio a Crianças e Jovens da ULS Guarda vai promover  no próximo dia 7 de abril de 2021 (14h30 /16h00) um webinar subordinado ao tema “O impacto da pandemia nas crianças e adolescentes: Sinais e sintomas de alarme”. 

Esta iniciativa ocorre no mês Internacional da Prevenção dos Maus-Tratos na Infância, um problema que une várias instituições na campanha de alerta para a prevenção dos maus-tratos a que muitas crianças e jovens ainda são sujeitos. 

Pretende-se, assim, sensibilizar os profissionais de saúde e a comunidade em geral para esta problemática. As Inscrições gratuitas, mas obrigatórias, devem ser feitas até ao próximo dia 1 de abril, aqui

WEBINAR.png

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:30

Incubadoras de projetos artísticos

por Correio da Guarda, em 24.09.20

 

"Incentart - Incubadoras de Projetos Artísticos" é a designação do projeto da Câmara Municipal da Guarda que desafia os artistas a desenvolverem trabalhos no domínio das artes plásticas, artes performativas, dança, música, teatro e literatura, dando-lhes a possibilidade de utilizarem os espaços das estruturas culturais da cidade mais alta para Residências Artísticas.

A autarquia justifica esta iniciatiava tendo em conta a "paragem para muitos artistas devido à situação pandémica por COVID 19". Nesta primeira edição do projeto - que arranca hoje com a inauguração de uma exposição no Museu da Guarda, de Carina Leal - os artistas que "participam resultam de propostas anteriores ao período pandémico, alguns deles estavam agendados, outros tinham propostas em análise; em comum têm a ligação à Guarda."

Deste modo, o município guardense "incentiva e apoia o tecido criativo local, o surgimento de novas ideias e novos criadores, esperando que daqui resultem mais e promissores projetos artísticos, que possam também envolver a comunidade, utilizando uma diversidade de linguagens no universo da Arte Contemporânea."

Esta incubadora de projetos artísticos tem como principais objetivos dar a conhecer as mais recentes propostas de artistas do concelho da Guarda que pretendem posicionar-se e mover-se no mundo das artes, nas suas mais diversas formas de expressão; oferecer aos jovens artistas a possibilidade de exporem trabalhos seus, mas também de se confrontarem com os constrangimentos da montagem de uma exposição num determinado espaço; fomentar e difundir a produção artística, a experimentação, a atividade expositiva como meio de reflexão sobre a arte e sobre a cultura visual contemporânea; incentivar expressões artísticas originais a partir de técnicas inovadoras; promover o alargamento das atividades do Museu da Guarda, do TMG, da BMEL e do ICAA (intervenção cultural, animação e associativismo) a novos públicos.

O resultado destas residências será depois apresentado no Teatro Municipal da Guarda, Museu Regional da Guarda e Biblioteca Municipal Eduardo Lourenço.

 

Fonte: CMG

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:30

 

Inês Gonçalves e Pedro Sá Rodrigues.jpg

Pedro Sá Rodrigues (da Guarda) e Inês Gonçalves (de Aguiar da Beira) vão ser os mandatários da Juventude da Candidatura da Guarda a Capital Europeia da Cultura em 2027.

Estes dois jovens foram selecionados, de uma lista de 12 finalistas. Pedro Sá Rodrigues (17 anos) apresentou a ideia “Panteão Cultural” enquanto Inês Gonçalves (15 anos)  assinou o tema “Locais desabitados transformados em espaços naturais com alojamento

A seleção destes jovens foi feita na sequência do concurso de ideias BI 2047, promovido pela candidatura da Guarda ao longo dos últimos meses. Como será a região da Beira Interior em 2047, vinte anos depois da capital europeia da cultura? Que herança vai deixar na região a realização desta iniciativa?

Estas questões  deram o mote para o concurso de ideias destinado a jovens nascidos a partir de 1997, desafiando-os a “pensar em boas ideias” para a sua região. “E para começar essa reflexão nada melhor que perguntar aos jovens quais as suas aspirações, os seus desejos, os seus sonhos para a região onde vivem. Eles são os protagonistas do futuro, e as suas ideias e imaginação devem ser o nosso ponto de partida”, referiu Pedro Gadanho, diretor executivo da Guarda2027, aquando do lançamento do concurso.

Ao Correio da Guarda, Pedro Sá Rodrigues disse que apresentou a sua candidatura a este concurso na sequência da sugestão da sua diretora de turma e do incentivo do pai, que o entusiasmou a concorrer.

Pedro Sá Rodrigues -foto H.jpg

Questionado sobre a linhas principais da sua ideia, Pedro Sá Rodrigues esclareceu que pretende envolver duas áreas de que gosta, “tecnologia e cultura”, remetendo o seu projeto para um espaço “com personalidades que se distinguiram nos campos da literatura, ciência, cultura, com ligações aos municípios envolvidos na candidatura da Guarda a Capital Europeia da Cultura em 2027”.

Este jovem guardense adiantou que este “património” da região pode ser “salvaguardado, promovido e divulgado através da tecnologia”, aludindo às potencialidades proporcionadas pela inteligência artificial, pela rede 5G e igualmente pela realidade virtual.

“Recebi com surpresa a notícia, de que tinha sido escolhido, pois vi a participação mais como uma experiência e desafio”, acrescentou-nos Pedro Sá Rodrigues que, embora não declinando ideias para o futuro, assegura preferir “pensar em cada coisa de sua vez”, concentrando-se agora neste projeto. 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:28

TMG lança concurso de ideias

por Correio da Guarda, em 31.01.20

 

O Teatro Municipal da Guarda (TMG) está a promover um concurso de ideias para jovens até aos 18 anos, a propósito da comemoração do seu décimo quinto aniversário.

TMG.jpg

Este concurso lança um desafio à comunidade jovem para identificar 15 projetos especiais de natureza cultural, artística e educativa.

Pretende-se incentivar os jovens, até aos 18 anos e a residirem no concelho, a participarem ativamente na vida cultural da cidade e do TMG, propondo ideias novas que melhorem a participação da juventude com o mundo da arte, da cultura e da educação.

De acordo com a informação divulgada pelo TMG, serão aceites até 15 propostas que sejam as mais criativas, inovadoras e exequíveis.

As propostas devem ser submetidas até ao dia 15 de julho de 2020.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:25

CPCJ de Figueira de Castelo Rodrigo promove Encontro

por Correio da Guarda, em 05.12.19

Jovens - foto HS -.jpg

“Os desafios do século XXI” é o tema do X Encontro da Comissão de Proteção de Crianças e Jovens (CPCJ) de Figueira de Castelo Rodrigo, a realizar no próximo dia 11 de dezembro.

“A indisciplina em sala de aula e problemas de aprendizagem” será o título da palestra a apresentar por João Lopes (Universidade do Minho) enquanto que Maia Lopes (Agrupamento de Escolas de Figueira de Castelo Rodrigo) falará de “A Escola do Futuro/o Futuro da Escola”.

“A intervenção da Polícia Judiciária com crianças e jovens” será o tema a apresentar por Alexandre Branco e Rita Capelo (Polícia Judiciária).

Este encontro decorrerá a partir das 14 horas no Pavilhão dos Desportos, em Figueira de Castelo Rodrigo.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:19

Pela Guarda...

por Correio da Guarda, em 13.03.19

Uma rua no centro histórico  - HS.jpg

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:30

Pela Guarda da história...

por Correio da Guarda, em 10.03.19

Guarda - ruas com história - HS.jpg

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:10

Estudo sobre escolha de futebolistas para seleções

por Correio da Guarda, em 25.01.19

 

     A escolha de futebolistas para as seleções jovens portuguesas encontra-se fortemente influenciada pelo mês do seu nascimento, de acordo com um estudo efetuado por estudantes da licenciatura em Desporto do Instituto Politécnico da Guarda (IPG).

    Os resultados deste trabalho académico indicam uma forte tendência para os futebolistas nascidos no primeiro semestre do ano dominarem as convocatórias para as seleções jovens, especialmente entre os 15 e 19 anos. Por exemplo, na seleção de sub16 verifica-se que 88% dos atletas selecionados para os torneios oficiais que tiveram lugar durante 2018 nasceram num dos meses correspondentes ao primeiro semestre do ano, sendo que apenas 12% nasceram no segundo semestre.

    Questionado se isto significa que os atletas nascidos no primeiro semestre são especialmente talentosos, Pedro Esteves (docente do IPG), coordenador deste projeto de investigação, referiu que “o efeito da idade relativa tem sido detetado em diversas modalidades e níveis competitivos sendo que a explicação para uma maior representatividade dos atletas nascidos nos primeiros meses do ano prende-se com a vantagem temporal associada a um maior desenvolvimento antropométrico (ex: altura, peso), físico (ex: força, velocidade), entre outros.”

Desporto - Futebol.jpg

    Exemplificando, Pedro Esteves acrescentou que “um atleta nascido a 3 de janeiro face a um outro nascido a 20 de dezembro possui um avanço temporal de praticamente um ano. Este fenómeno é especialmente crítico durante a fase da adolescência onde os ritmos de desenvolvimento “corporal” são especialmente variáveis para atletas da mesma idade, que acabam por competir no mesmo escalão. Importa realçar que esta é uma vantagem temporária já que após a adolescência os níveis diferenciados de desenvolvimento tendem a ser esbatidos.”

    Instado a pronunciar-se sobre as consequências práticas poderão advir deste efeito de idade relativa, o referido investigador assinalou que “em primeiro lugar, os atletas com avanço no processo de desenvolvimento podem estar a ser erroneamente identificados pelos treinadores como mais talentosos quando, na verdade, esta vantagem tende a ser temporária. Por outro lado, se estes atletas mais desenvolvidos forem consistentemente selecionados para as seleções pode-se criar um ciclo difícil de reverter dado que estes terão acesso a mais e melhores contextos de prática (ex: condições de treino, qualidade dos treinadores, experiências competitivas) que reforçam a sua vantagem face aos atletas com desenvolvimento mais “atrasado”. Isso não significa que os atletas nascidos no segundo semestre do ano fiquem irremediavelmente afastados das oportunidades de recrutamento; contudo, terão pela frente um grande desafio para superar os constrangimentos atrás mencionados. Importa assim questionar, quantos talentos poderão estar a passar entre os “dedos” dos agentes responsáveis pelo recrutamento”

    Relativamente ao impacto deste estudo pode no processo de seleção de atletas com talento, Pedro Esteve disse que “os resultados por encontrados sugerem que o efeito de idade relativa nas seleções nacionais de futebol masculino parece diminuir a partir dos 19 anos, o que deverá merecer da parte dos investigadores, bem como dos responsáveis federativos, uma reflexão em tornos dos fatores que poderão contribuir para esta situação. Provavelmente, nestas idades, os atletas nascidos no segundo semestre do ano, pela combinação de características intrínsecas e de oportunidades de desenvolvimento externas conseguem superar a desvantagem acumulada e penetrar na rede de recrutamento”.

   Este docente do Instituto Politécnico da Guarda acrescentou ainda que “de um ponto de vista prático existem diversas organizações desportivas a nível mundial que têm vindo a refletir sobre a temática da idade relativa e, neste sentido, criar medidas de compensação no sentido de minorar este efeito, como é o caso do bio-banding. Parece-nos assim importante, com este estudo, colocar na agenda mediática o tópico da idade relativa no sentido de estimular a discussão, a nível dos clubes e das seleções, sobre como potenciar o processo de identificação e seleção de talento no desporto, e no futebol em particular”.

   O Presidente do Instituto Politécnico da Guarda, Joaquim Brigas, comentou que este estudo “é mais uma prova, objetiva, da investigação que é feita no IPG, e neste caso vertente na área do desporto”. Congratulando-se com a realização deste trabalho, Joaquim Brigas evidenciou o “prestígio do curso de Desporto do IPG, a qualidade do ensino ministrado e o alto nível do corpo docente”.

   O estudo científico que suporta estes resultados será apresentado no congresso CIDESD2019, a 1 e 2 de fevereiro.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:48

Em noite de serenata...

por Correio da Guarda, em 02.05.18

Noite de Serenata - HS.jpg

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:48

Campo de férias para jovens com diabetes

por Correio da Guarda, em 31.07.15

 

     A Associação Protetora dos Diabéticos de Portugal (APDP) vai organizar, entre os dias 2 e 7 de agosto, na Quinta do Crestelo (Seia), a 18ª edição do campo de férias para jovens com diabetes. A iniciativa, que vai contar com a participação de 24 jovens, com idades entre os 13 e os 17 anos, pretende promover a partilha de vivências e ajudar a gerir a doença através do exercício físico, alimentação e otimização da terapêutica.

     “A Associação promove todos os anos este campo de férias com o objetivo de ajudar ativamente os jovens com diabetes. Esta é uma experiência enriquecedora, na medida em que conseguimos aliar a componente formativa a um leque de atividades de lazer que proporcionam seis dias de diversão e uma aprendizagem simultânea relativamente à gestão da doença”, explica João Raposo, diretor clínico da APDP.

    Ao longo dos seis dias e com a presença permanente de seis monitores e de uma equipa de saúde constituída por dois médicos, dois enfermeiros, uma dietista, uma psicóloga e uma auxiliar, os jovens vão poder realizar diversas atividades físicas, como por exemplo, escalada, equitação ou slide.

   A Associação Protetora dos Diabéticos de Portugal é uma instituição Particular de Solidariedade Social no âmbito da saúde, reconhecida oficialmente de superior interesse nacional e dotada de autonomia técnica, administrativa e financeira. Presta cuidados de saúde globais e de proteção às pessoas com diabetes, numa zona de influência correspondente ao território nacional e com ligações no campo assistencial, de investigação e formativo a várias instituições e organizações internacionais.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:53


Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.




Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2011
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2010
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2009
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2008
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D

Contacto:

correio.da.guarda@gmail.com