Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Apresentação de livro

por Correio da Guarda, em 16.02.19

 

     “Sobre outra coisa ainda – 13 short stories” é o título do livro de Fernando Carmino Marques (docente do Politécnico da Guarda) que vai ser apresentado na Guarda, no próximo dia 26 de fevereiro.

    A apresentação desta publicação será feita por Rosa Branca Figueiredo no café do Pequeno Auditório do Teatro Municipal da Guarda, pelas 18 horas. O livro, com a chancela da Edições Esgotadas, é composto por “treze shorts stories que se podem definir como de Realismo Mágico. O mistério envolvendo o quotidiano de personagens e preocupações contemporâneas.”

    Fernando Carmino Marques é Doutor em Letras pela Universidade de Paris IV – Sorbonne (1997), onde lecionou, de 1993 a 2002, língua, cultura e literaturas de expressão portuguesa. Colaborou no Instituto Camões em Paris e foi docente responsável pelo ensino do português nas universidades de Versailles – St. Quentin e Marne-la-Vallée. Publicou vários estudos sobre temas e autores portugueses e brasileiros, dos séculos XVI, XIX e XX. Mais recentemente traduziu e editou o estudo inédito de Pierre Hourcade sobre a poesia de Fernando Pessoa: A Mais Incerta das Certezas, Itinerário Poético de Fernando Pessoa (Coleção “Ensaios” sobre Fernando Pessoa, Tinta-da-china, Lisboa, 2016). É professor de língua e cultura portuguesa no Instituto Politécnico da Guarda.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:20

Empreender e Crescer nas Beiras

por Correio da Guarda, em 26.01.19

 

   No Instituto Politécnico da Guarda terá lugar na próxima quarta-feira, dia 30 de Janeiro, a conferência final do projeto Empreender e Crescer nas Beiras.

    O projeto Empreender e Crescer nas Beiras nasceu da perceção partilhada pelos seus promotores da necessidade de melhorar a articulação e cooperação entre os diversos agentes de estímulo e apoio ao empreendedorismo e captação de investimento da Região Beiras e Serra da Estrela, de modo a potenciar a criação de novas empresas, tendo como estratégia o desenvolvimento de um ecossistema regional de apoio ao empreendedor, de suporte à emergência, desenvolvimento e consolidação de projetos empresariais inovadores e de valor acrescentado para a região.

   Nesta conferência, que decorrerá no auditório dos Serviços Centrais do IPG (a partir das 14 horas), serão apresentados os principais resultados do projeto e será formalizada a Rede de Apoio ao Empreendedorismo das Beiras e Serra da Estrela (REBSE), através de um ato simbólico de assinatura do protocolo de entendimento e colaboração com as entidades que compõem a rede.

   Esta rede integra os diversos agentes que compõem o ecossistema da região (municípios; Comunidade Intermunicipal das Beiras e Serra da Estrela; estabelecimentos do ensino superior; grupos de ação local; associações empresariais, etc.), procurando capitalizar as valências e as competências de cada um deles, de forma a acrescentar valor à oferta de serviços de apoio ao empreendedorismo, articular as suas intervenções, criando sinergias que potenciem a relevância da sua missão no domínio do empreendedorismo e atração de investimento para a região.

   Empreender e Crescer nas Beiras é um projeto da Comunidade Intermunicipal das Beiras e Serra da Estrela, realizado em parceria com o Núcleo Empresarial da Guarda, Universidade da Beira Interior e Instituto Politécnico da Guarda, apoiado pelo Portugal 2020, no âmbito do Centro 2020 - Sistema de Apoio a Ações Coletivas - Promoção do Espírito Empresarial e pelo Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:02

Estudo sobre escolha de futebolistas para seleções

por Correio da Guarda, em 25.01.19

 

     A escolha de futebolistas para as seleções jovens portuguesas encontra-se fortemente influenciada pelo mês do seu nascimento, de acordo com um estudo efetuado por estudantes da licenciatura em Desporto do Instituto Politécnico da Guarda (IPG).

    Os resultados deste trabalho académico indicam uma forte tendência para os futebolistas nascidos no primeiro semestre do ano dominarem as convocatórias para as seleções jovens, especialmente entre os 15 e 19 anos. Por exemplo, na seleção de sub16 verifica-se que 88% dos atletas selecionados para os torneios oficiais que tiveram lugar durante 2018 nasceram num dos meses correspondentes ao primeiro semestre do ano, sendo que apenas 12% nasceram no segundo semestre.

    Questionado se isto significa que os atletas nascidos no primeiro semestre são especialmente talentosos, Pedro Esteves (docente do IPG), coordenador deste projeto de investigação, referiu que “o efeito da idade relativa tem sido detetado em diversas modalidades e níveis competitivos sendo que a explicação para uma maior representatividade dos atletas nascidos nos primeiros meses do ano prende-se com a vantagem temporal associada a um maior desenvolvimento antropométrico (ex: altura, peso), físico (ex: força, velocidade), entre outros.”

Desporto - Futebol.jpg

    Exemplificando, Pedro Esteves acrescentou que “um atleta nascido a 3 de janeiro face a um outro nascido a 20 de dezembro possui um avanço temporal de praticamente um ano. Este fenómeno é especialmente crítico durante a fase da adolescência onde os ritmos de desenvolvimento “corporal” são especialmente variáveis para atletas da mesma idade, que acabam por competir no mesmo escalão. Importa realçar que esta é uma vantagem temporária já que após a adolescência os níveis diferenciados de desenvolvimento tendem a ser esbatidos.”

    Instado a pronunciar-se sobre as consequências práticas poderão advir deste efeito de idade relativa, o referido investigador assinalou que “em primeiro lugar, os atletas com avanço no processo de desenvolvimento podem estar a ser erroneamente identificados pelos treinadores como mais talentosos quando, na verdade, esta vantagem tende a ser temporária. Por outro lado, se estes atletas mais desenvolvidos forem consistentemente selecionados para as seleções pode-se criar um ciclo difícil de reverter dado que estes terão acesso a mais e melhores contextos de prática (ex: condições de treino, qualidade dos treinadores, experiências competitivas) que reforçam a sua vantagem face aos atletas com desenvolvimento mais “atrasado”. Isso não significa que os atletas nascidos no segundo semestre do ano fiquem irremediavelmente afastados das oportunidades de recrutamento; contudo, terão pela frente um grande desafio para superar os constrangimentos atrás mencionados. Importa assim questionar, quantos talentos poderão estar a passar entre os “dedos” dos agentes responsáveis pelo recrutamento”

    Relativamente ao impacto deste estudo pode no processo de seleção de atletas com talento, Pedro Esteve disse que “os resultados por encontrados sugerem que o efeito de idade relativa nas seleções nacionais de futebol masculino parece diminuir a partir dos 19 anos, o que deverá merecer da parte dos investigadores, bem como dos responsáveis federativos, uma reflexão em tornos dos fatores que poderão contribuir para esta situação. Provavelmente, nestas idades, os atletas nascidos no segundo semestre do ano, pela combinação de características intrínsecas e de oportunidades de desenvolvimento externas conseguem superar a desvantagem acumulada e penetrar na rede de recrutamento”.

   Este docente do Instituto Politécnico da Guarda acrescentou ainda que “de um ponto de vista prático existem diversas organizações desportivas a nível mundial que têm vindo a refletir sobre a temática da idade relativa e, neste sentido, criar medidas de compensação no sentido de minorar este efeito, como é o caso do bio-banding. Parece-nos assim importante, com este estudo, colocar na agenda mediática o tópico da idade relativa no sentido de estimular a discussão, a nível dos clubes e das seleções, sobre como potenciar o processo de identificação e seleção de talento no desporto, e no futebol em particular”.

   O Presidente do Instituto Politécnico da Guarda, Joaquim Brigas, comentou que este estudo “é mais uma prova, objetiva, da investigação que é feita no IPG, e neste caso vertente na área do desporto”. Congratulando-se com a realização deste trabalho, Joaquim Brigas evidenciou o “prestígio do curso de Desporto do IPG, a qualidade do ensino ministrado e o alto nível do corpo docente”.

   O estudo científico que suporta estes resultados será apresentado no congresso CIDESD2019, a 1 e 2 de fevereiro.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:48

Saúde Mental em debate na Guarda

por Correio da Guarda, em 15.01.19

 

Congresso SAÚDE MENTAL - Guarda - 2019.jpg

     “Comunicar a Saúde Mental – decompondo preconceitos, estereótipos e segregações” foi o tema do congresso que  decorreu hoje na Guarda, numa iniciativa do curso de Comunicação, Protocolo e Organização de Eventos da Escola Superior de Educação, Comunicação e Desporto (ESECD) do Instituto Politécnico da Guarda (IPG).

   O programa integrou uma mesa redonda (pelas 11 horas) sobre “O Papel Parental e o (des)envolvimento da Saúde Mental nos Jovens”, moderada por Handerson Engrácio, com intervenções de Fátima Feliciano (psicóloga clínica), José Garrido (diretor do Serviço de Pedopsiquiatria /Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra).

    No período da tarde, a partir das 14 horas, falou-se de “Stress e Depressão: que abordagens clínicas” numa mesa-redonda em que intervieram Odília Cavaco (docente da ESS/IPG), João Leitão (docente da ESS/IPG), Pedro Renca (Enfermeiro /CHUC), Patrícia Pestana (psicóloga clínica), Tiago Ventura (médico) e Ana Filipa Teixeira (médica). 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:20

Fotografias, Sabores e Tradições

por Correio da Guarda, em 03.01.19

Azeitonas - HS.jpg

     No próximo sábado, 5 de janeiro, vai ser inaugurada na Benespera a Exposição resultante do Roteiro Fotográfico “Patrimónios locais: a Guarda e seu entorno”, realizado no dia 8 de dezembro numa iniciativa do Centro de Estudos Ibéricos em parceria com o Fotoclube da Guarda.

    Esta exposição, a inaugurar pelas 15 horas, é promovida no âmbito do projeto "Sabores e Tradições do Vale da Teixeira".

  O projeto é uma ação comunitária de base territorial que tem como missão, a valorização das populações locais e dos seus recursos endógenos no seu contexto territorial, tendo surgido da concertação de sinergias entre o Instituto Politécnico da Guarda(através da docente Ana Lopes da ex-aluna Vanda Rodrigues, do curso de Animação Sociocultural), Câmara Municipal da Guarda, juntas de freguesia da Benespera, João Antão e Ramela, Centro Cultural, Social e Desportivo da Ramela, Associação Cultural e Recreativa da Benespera, Associação para o Desenvolvimento Integrado da Benespera e a Quinta de Sinçais.

    Nesse mesmo dia decorrerá, um mesa redonda sobre “A Importância do Azeite na Economia Local” em que vão intervir, entre outros,  Marcelino Lopes e António Lourenço Fontes, com moderação do jornalista António Sá Rodrigues.

   De referir que no âmbito do referido projeto vão realizar-se duas Lagaradas (dias 13 e 20 de janeiro, na Ramela) que têm um custo por pessoa de 15€. A inscrição inclui o Kit Lagarada (prato, garfo, caneca de barro e saco de pano, para cada inscrição); prova de vinhos, degustação de pão torrado com azeite, no lagar da Ramela, Almoço (Chouriçada, Lagarada, sobremesa, vinho, água e sumo) e animação.

   A inscrição pode ser efetuada aqui.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:23

Comunicação e Relações Públicas

por Correio da Guarda, em 11.12.18

 

     No Instituto Politécnico da Guarda (IPG) vai decorrer nos dias 18 e 19 de Dezembro a I Conferência de Comunicação e Relações Públicas. Esta iniciativa surge no âmbito da unidade curricular de Gestão de Eventos, apoiada também pela unidade curricular de Protocolo nas Relações Públicas do terceiro ano da licenciatura de Comunicação e Relações Públicas do IPG.

Relações Internacionais.jpg

     Como público-alvo desta conferência estão os alunos, profissionais, empresas e outras entidades ligadas à comunicação e relações públicas, “bem como, estudantes de outros cursos, tanto do Instituto Politécnico da Guarda, como de fora do mesmo, tendo em conta que a comunicação é um tema bastante abrangente e pode-se relacionar com quase todas as áreas”, refere a organização.

    Estarão presentes vários oradores de referência nestas áreas, distribuídos por dois painéis, estando ainda previstos dois workshops com uma vertente mais prática durante o evento. Os objetivos principais passam por compreender e demonstrar a importância das Relações Públicas em diversos contextos profissionais, perceber quais os desafios da nova era comunicacional e, ainda, desenvolver ferramentas para aprender a falar melhor em público, a par de atitudes e procedimentos a ter depois de terminar a licenciatura, de forma a ajudar os alunos na preparação para o seu futuro profissional.

   “O evento, que decorrerá no Auditório dos Serviços Centrais do IPG, será ainda valorizado com vários momentos de animação e lazer, como por exemplo, uma experiência vínica da Adega Mayor, a atuação das tunas académicas Egitúnica e Copituna, terminando com um momento musical”. As inscrições poderão ser feitas online ou através do email conferenciacrp.ipg@gmail.com

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:00

II Fórum de Informação Geospacial

por Correio da Guarda, em 20.11.18

 

     Na Escola Superior de Tecnologia e Gestão do Instituto Politécnico da Guarda vai ter lugar amanhã, 21 de Novembro, a segunda edição do Fórum de Informação Geospacial, (FIGeo 2018) com o tema “A Informação Geoespacial ao serviço da sociedade”.

    O evento, inserido nas Comemorações dos 25 Anos do Curso de Engenharia Topográfica no Instituto Politécnico da Guarda e em Portugal, tem por objetivo oferecer um espaço de partilha de experiências e de conhecimento relativo à importância da Informação Geospacial (IG) nas sociedades atuais. 

  Do programa constam diversos temas, tais como, as Smart Cities, os Sistemas Globais de Posicionamento por Satélite (GNSS), a Deteção Remota e outras técnicas atuais de aquisição e de processamento de Informação Geoespacial, como por exemplo, os VANT’s (Veículos Aéreos Não- Tripulados) ou os Sistemas de Varrimento a Laser. 

   Este Fórum destina-se a diferentes públicos devido à abrangência da aplicabilidade da Informação Geoespacial em inúmeros sectores da sociedade, nomeadamente estudantes, profissionais de engenharia e gestão, investigadores, câmaras municipais e empreendedores.

   De referir que cada vez mais o cidadão comum está dependente diariamente de Informação Geoespacial para a realização das suas tarefas. “Os municípios já perceberam que é com Informação Geoespacial que melhor se governam os territórios”, referiu a organização desta iniciativa.

  “É com informação Geoespacial que se estudam e simulam fenómenos naturais nefastos e devastadores, como por exemplo, cheias, deslizamentos de solos, deslocamento de glaciares ou mesmo tsunamis, sendo estes fenómenos cada vez mais frequentes e intensos devido às alterações climáticas. É também com base em Informação Geoespacial que se projetam novos e grandiosos empreendimentos construtivos.”

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:11

Combater a inatividade

por Correio da Guarda, em 05.11.18

Projeto MEW - Politécnico da Guarda.jpg

 

    O Instituto Politécnico da Guarda (IPG) está a implementar o Projeto MEW - “Movimento, Envolvimento e Bem-Estar”.

    Este projeto visa estabelecer uma “Rede Europeia para a Saúde”, promovendo uma abordagem ao movimento, atividade física e estilos de vida corretos para combater a inatividade e ajudar as pessoas a melhorar o seu bem-estar individual e social.

   Como referiu Natalina Casanova, docente do IPG que está na coordenação desta atividade, “trata-se de um programa ERASMUS+ que envolve cerca de 200 voluntários europeus entre os 30 e os 55 anos da Itália, Alemanha, Portugal, Irlanda, Romênia, Letônia e Reino Unido que se voluntariam para participar num programa de exercício, destinado a aumentar os níveis de atividade física, melhorar a saúde e melhorar as relações sociais”.

 O Instituto Politécnico da Guarda acolhe em Portugal, a aplicação deste programa, tendo 34 voluntários inscritos, que na sua maioria pertencem ao Politécnico (funcionários e docentes).

   Durante seis meses, o grupo participa em duas sessões de exercício por semana, nas quais recebe incentivo, apoio e orientação para aumentar os seus níveis de atividade física diária, de modo a que o movimento se torne parte normal das suas rotinas diárias. “Mensalmente é lançado um tema de trabalho, sendo o voluntário convidado a diminuir os comportamentos sedentários tanto no local de trabalho, como nas deslocações, em casa e em atividades de lazer”, esclareceu Natalina Casanova.

   Todos os voluntários numa fase incial realizam uma avaliação médica e física para caracterizar os seus niveis de atividade física e estado de saúde, sendo de igual forma monitorizados durante todo o programa, no respeitante à atividade física realizada diáriamente. No final da aplicação do programa, são novamente avaliados para verificar as melhorias tidas tanto no ponto de vista psicológico e bem-estar, como nas alterações de comportamentos e atividades motoras diárias.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:05

EuroWorkshop “The Lithium Resources in Portugal"

por Correio da Guarda, em 20.09.18

LithiumEuroWokshop2018.jpg

     No Instituto Politécnico da Guarda (IPG) decorrerá de hoje (20) a 22 de setembro de 2018, o EuroWorkshop “The Lithium Resources in Portugal”, organizado pela Associação Portuguesa de Geólogos em colaboração com o IPG e a Federação Europeia de Geólogos.

    Com a realização deste EuroWorkshop, pretende-se dar a conhecer o importante papel que Portugal poderá ter na investigação e prospeção, bem como na eventual, exploração de lítio à escala mundial.

   Entre os diversos temas a abordar, destacam-se as principais ocorrências de lítio já conhecidas em Portugal, os aspetos legais associados a pedidos de atribuição de direitos de prospeção & pesquisa e de exploração, o papel das empresas de extração de minerais industriais, os avanços tecnológicos relativos ao seu processamento mineral e metalúrgico, o impacto ambiental relacionado com a sua prospeção e exploração e o aproveitamento geoturístico deste recurso endógeno da região da Guarda.

   O referido evento incorpora, ainda, uma visita de estudo a explorações mineiras de minerais industriais litiníferos, atualmente em atividade na região da Guarda (Gonçalo), e a antigas minas de estanho, feldspato e quartzo, que se encontram em apreciação para a pesquisa e prospeção de lítio na região de Viseu.

   Este EuroWorkshop é organizado no âmbito do Projeto “A Geologia como Base da Qualidade de Vida? A Sustentabilidade do Lítio na Povoação de Gonçalo”

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:01

Futebol integrado: uma história de sucesso

por Correio da Guarda, em 03.08.18

Futebol Integrado - Meeting Berlin SL 018.jpg

 

        O projeto ERAMUS+, “Futebol Integrado: uma nova fronteira do desporto para todos” – em que o Instituto Politécnico da Guarda (IPG) participou – foi recentemente reconhecido por um painel de especialistas da Direção Geral para a Educação, Juventude, Desporto e Cultura da Comissão Europeia.

     Após a sua conclusão, a avaliação realizada por este painel conferiu ao projeto o reconhecimento máximo, classificando-o como uma “história de sucesso”.

    De referir que esta classificação é atribuída a um número muito restrito de projetos, com base em critérios rigorosos de qualidade, relevância e resultados. Os projetos reconhecidos distinguem-se pelo seu impacto social e resultados inovadores, constituindo-se como modelo de boas práticas.

   O projeto foi liderado pelo Centro Sportivo Educativo Nazionale de Itália, em colaboração com instituições de vários países europeus (Alemanha, Bulgária, Eslováquia, Itália, Lituânia e Portugal).

   A representação portuguesa ficou a cargo do Instituto Politécnico da Guarda, através de uma equipa de docentes da Unidade Técnico-Científica de Desporto e Expressões. Este projeto teve como missão o desenvolvimento de um novo modelo de prática do futebol, valorizando todos os participantes de igual forma, independentemente do género e idade, sejam ou não portadores de deficiência.

    O Instituto Politécnico da Guarda colaborou na elaboração do regulamento específico e proporcionou à comunidade os primeiros cursos de formação de treinadores e árbitros desta nova modalidade.

    Ao longo desta experiência, realizada em estreita colaboração com a Associação ACTIVA (Associação Distrital de Desporto, Lazer e Cultura para Pessoas com Deficiência), o IPG conseguiu oferecer uma nova forma de vivenciar o desporto, proporcionado a verdadeira integração dos diferentes elementos da comunidade.

    Segundo a coordenadora do projeto, Carolina Vila-Chã (docente na ESECD/IPG), “nas várias atividades desenvolvidas registaram-se mais de 200 participações, demonstrando claramente que o Futebol Integrado pode contribuir para o desenvolvimento de uma sociedade mais inclusiva”.

    O projeto culminou com a criação de uma rede europeia dedicada ao Futebol Integrado, cabendo à ACTIVA, que nela tem assento, a prossecução dos objetivos de divulgação e desenvolvimento da modalidade em Portugal.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:16


Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.




Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D

Contacto:

correiodaguarda@sapo.pt correio.da.guarda@gmail.com



Google +


Referenciar citações

Protected by Copyscape Website Copyright Protection