Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Pensar o desenvolvimento global

por Correio da Guarda, em 16.08.19

 

Ao longo dos anos a sobreposição, nas mesmas datas, de eventos culturais, desportivos ou musicais tem sido evidente, com reflexos negativos ao nível de potenciais participações ou da fixação de visitantes, durante mais dias.

Reeditamos, uma vez mais, esta questão por considerarmos ser importante o desenvolvimento de um trabalho, planificado com antecedência e num verdadeiro espírito de cooperação e diálogo, por parte das autarquias, agentes culturais ou desportivos, instituições e coletividades.

O conhecimento prévio da calendarização de eventos na nossa zona incrementará um maior envolvimento dos residentes e dos forasteiros, pela possibilidade de equacionarem a sua participação e de elaborarem o roteiro mais adequado com os seus gostos.

Guarda - Foto Helder Sequeira.jpg

Salvaguardando as datas âncora tradicionalmente reservadas para certames que estão consolidados no distrito, o cuidado dos organizadores deve passar pela recíproca troca de informações passíveis de permitirem o desejado alargamento temporal de eventos, distribuídos por dias diferentes; desta forma, as pessoas terão a possibilidade de participar em diferentes iniciativas, programadas para locais distintos.

Um visitante que venha à Guarda numa determinada data para assistir a um espetáculo não terá, certamente, a possibilidade de participar noutro evento (até com perfil diferente) que decorra, no mesmo dia, em Seia, Trancoso, Pinhel ou no Sabugal, por exemplo; oferecer, com a refletida e acordada distribuição, vários eventos no período de visita dessas pessoas terá toda a vantagem em termos de rentabilização da viagem, do conhecimento da região, das receitas da restauração e hotelaria, da dinamização social e melhor conhecimento das localidade.

Esta planificação, pelo que se tem verificado em termos de estratégias concelhias, não será fácil mas é fundamental abrir caminho a uma agenda comum enquadrada num objetivo e empenhado trabalho em rede; capaz de contemplar o máximo de propostas, muito para além de eventos, alargando a novos roteiros motivadores da heterogeneidade de públicos alvo. De recordar que, há algumas décadas atrás, e já no período pós-25 de abril, as reuniões periódicas de presidentes das câmaras municipais do distrito fomentavam um interessante diálogo que permitia o entendimento em várias matérias e eficazes fórmulas de cooperação, benéficas para a evolução dos territórios.

Os castelos, as praias fluviais, a cultura, os solares, as igrejas, a gastronomia, os trilhos, as atividades de montanha, a Serra da Estrela, a flora, os museus, os monumentos e sítios arqueológicos, as tradições, os festivais, o artesanato, as aldeias da meseta ou da Serra, as recriações históricas, as feiras, a observação das aves, os vinhos, os roteiros sobre escritores, o teatro religioso, as águas cristalinas e as múltiplas e encantadoras paisagens que temos para (re)descobrir e oferecer, a quantos nos queiram visitar, é um vasto conjunto de áreas potenciadoras de novas vias de desenvolvimento.

Atualmente, com o a disponibilização de novas tecnologias – o que não afasta uma edição impressa da agenda distrital – não é difícil a organização e sistematização de uma informação (regular e eficazmente atualizada) sobre a oferta distrital ao nível de eventos, locais a visitar, hotelaria, restauração, imprensa local, transportes, roteiros turísticos, locais de lazer, formação, bibliotecas e arquivos, unidades de saúde e contactos úteis.

A criação (envolvendo contributos multidisciplinares) de uma aplicação para equipamentos móveis, usados por todos no dia a dia, uma via desejável, conciliando-a com outros suportes informativos que não olvidem, igualmente, a síntese e qualidade dos textos, o cuidado na apresentação, a qualidade fotográfica e a facilidade de consulta.

Existem, na nossa zona, conhecimentos, recursos e meios; falta a decisão, o entendimento e o empenho em se pensar numa estratégia global para esta região do interior, divulgando a sua realidade, promovendo as suas potencialidades, captando novos visitantes e investimentos.

Hélder Sequeira (in O Interior, 15|8|2019)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:55

Feira Ibérica de Turismo inicia-se hoje na Guarda

por Correio da Guarda, em 28.04.17

 

    Na Guarda vai decorrer a partir de hoje e até 1 de Maio a quarta edição da Feira Ibérica de Turismo (FIT).

   A Câmara Municipal da Guarda, que organiza este certame, volta a apostar na sua internacionalização, sendo Cabo Verde o país convidado e a Extremadura a região de Espanha em destaque.

    Dado que no corrente ano  a Organização das Nações Unidas assinala o Ano Internacional do Turismo Sustentável para o Desenvolvimento, a FIT associa-se também a essa celebração, dando o seu contributo para a consciencialização da importância do turismo sustentável na distribuição da riqueza, contribuindo para um maior desenvolvimento económico e social dos territórios.

FIT.jpg

    A edição deste ano da FIT dará também especial destaque aos operadores e serviços mais diretamente ligados ao Turismo da Natureza. No que diz respeito a esta temática, a Câmara Municipal da Guarda vai também apresentar na FIT o projeto dos “Passadiços do Mondego” que se desenvolve entre a Barragem do Caldeirão e a Aldeia de Videmonte, numa distância de aproximadamente 11 km. Este projeto tem por objetivo valorizar o património natural da Guarda e de toda a região.

   De referir que os principais objetivos da FIT são promover o setor do turismo ibérico, fomentar o intercâmbio transfronteiriço, estimular o relacionamento comercial e o progresso dos vários setores e segmentos da economia e, consequentemente, o desenvolvimento dos territórios. A Guarda tem uma localização privilegiada na península ibérica, estando equidistante das duas capitais, entre Madrid e Lisboa, sendo por isso uma plataforma estratégica para a realização de um certame desta natureza. A feira tem vindo a afirmar-se como uma plataforma transfronteiriça no panorama ibérico dos eventos ligados ao Turismo, uma oportunidade singular de divulgação, promoção, captação e desenvolvimento de fluxos turísticos e de valorização dos recursos.

    A FIT é inaugurada oficialmente hoje, dia 28 de Abril, às 15h00, pelo Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa.

    Regiões de Turismo, agências de viagens, hotéis, termas, associações de municípios, autarquias, empresas ligadas ao desporto de aventura ou gastronomia destacam-se entre os cerca de uma centena e meia de expositores portugueses e espanhóis. O espaço da Feira conta com uma área coberta de 8.750m2 e um percurso de quase 1km (998,30m) para visitar todos os standes; este ano o certame tem uma zona de apresentações e outra destinada a negócios.

    A feira funcionará entre as 12h00 e as 00h00, mas há exceções: no primeiro dia, o certame abre ao público às 15h00 e no último, dia 1 de maio, a FIT (recinto de exposição) encerra às 20h00, mas a área de Restauração e de animação encerra às 00h00. Os bilhetes para a Feira estarão à venda no local (Parque Urbano do Rio Diz), sendo que o ingresso diário custa 2 euros e o geral - para os quatro dias - custa 5 euros. As crianças até aos 12 anos têm entrada gratuita. A feira decorre no Parque Urbano do Rio Diz, na Guarda.

 

    Fonte: CMG

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:43

Inovar em Turismo e Hotelaria

por Correio da Guarda, em 02.04.17

ISITH 2017.jpg

     Na Escola Superior de Turismo e Hotelaria do Instituto Politécnico da Guarda vai decorrer nos dias 5 e 6 de Abril a quarta edição do ISITH - International Symposium on Innovation in Tourism and Hospitality.

    Esta iniciativa procura continuar a debater e refletir as dinâmicas associadas ao Turismo, à Hotelaria e à Restauração, em particular as orientações, estratégias, tecnologias e produtos/serviços que, pelo seu carácter inovador, vantagens competitivas alcançadas, melhorias formativas ou novas lógicas, se constituem como processos valorativos destas áreas e como fatores que fomentam iniciativas para um profundo conhecimento das tendências atuais.

   A Inovação em Turismo, Hotelaria e Restauração será o tema central deste simpósio, a realizar na cidade de Seia, no decorrer do qual vão ser analisados e debatidos e temas como “Saúde”, “Bem-estar e Acessibilidade”, “Cultura”, “Gastronomia e Vinho”, “Ensino e Tecnologia” e “Experiências em Territórios de Montanha”.

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:21

Simpósio Internacional sobre Inovação em Turismo

por Correio da Guarda, em 18.03.17

 

     Na Escola Superior de Turismo e Hotelaria do Instituto Politécnico da Guarda vai decorrer nos dias 5 e 6 de Abril a quarta edição do ISITH - International Symposium on Innovation in Tourism and Hospitality.

   Esta iniciativa procura continuar a debater e refletir as dinâmicas associadas ao Turismo, à Hotelaria e à Restauração, em particular as orientações, estratégias, tecnologias e produtos/serviços que, pelo seu carácter inovador, vantagens competitivas alcançadas, melhorias formativas ou novas lógicas, se constituem como processos valorativos destas áreas e como fatores que fomentam iniciativas para um profundo conhecimento das tendências atuais.

    A Inovação em Turismo, Hotelaria e Restauração será o tema central deste simpósio, a realizar na cidade de Seia, no decorrer do qual vão ser analisados e debatidos e temas como “Saúde”, “Bem-estar e Acessibilidade”, “Cultura”, “Gastronomia e Vinho”, “Ensino e Tecnologia” e “Experiências em Territórios de Montanha”.

    Os interessados podem obter mais informação aqui.

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:03

ESTH promoveu Serra à Mesa

por Correio da Guarda, em 30.01.17

Sobremesa SERRA ESTH 2017.jpg

 

     A Escola Superior de Turismo e Hotelaria do IPG, sediada em Seia, promoveu, no passado dia 25 de Janeiro, um almoço temático dedicado à Serra da Estrela.

    Este evento, produzido no âmbito da Unidade Curricular de Design Aplicado à Restauração, lecionada no curso de Cozinha e Produção Alimentar colocou em prática os fundamentos teóricos desta unidade curricular.

    Os estudantes deste curso elaboraram as ementas, os empratamentos e a decoração do espaço tendo como inspiração a Serra da Estrela.

     Para Adriano Costa, Diretor da Escola Superior de Turismo e Hotelaria do IPG, esta iniciativa “sublinhou, também, as novas formas de apresentação da comida, muito importante nos dias de hoje. Na confeção deste almoço foram utilizados produtos da região, nomeadamente enchidos, hortaliças, castanhas e queijo que, nos pratos elaborados, destacaram “a diferenciação”.

    Inês Beja, a Chef (e docente na ESTH) que orientou este trabalho, comentou que esta “foi uma experiência fantástica, com os alunos a sair da sua zona de conforto e a utilizar técnicas diferentes, e novas”. Correspondendo ao desafio que foi colocado a estes alunos, para uma associação dos pratos, a confecionar, à paisagem serrana, acrescentou que “a ideia era ter sabor e ser comestível e ser um prato que representasse a região utilizando somente produtos endógenos da Serra da Estrela, representando igualmente o restaurante que eles criaram para a nossa disciplina. Ou seja, apresentaram o prato de marca do restaurante deles”.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:08

Inovação em Turismo é tema de Simpósio

por Correio da Guarda, em 23.05.16

 

     Na Escola Superior de Turismo e Hotelaria do Instituto Politécnico da Guarda vai decorrer nos dias 6 e 7 de Dezembro a quarta edição do ISITH - International Symposium on Innovation in Tourism and Hospitality.

   Esta iniciativa procura continuar a debater e refletir as dinâmicas associadas ao Turismo, à Hotelaria e à Restauração, em particular as orientações, estratégias, tecnologias e produtos/serviços que, pelo seu carácter inovador, vantagens competitivas alcançadas, melhorias formativas ou novas lógicas, se constituem como processos valorativos destas áreas e como fatores que fomentam iniciativas para um profundo conhecimento das tendências atuais.

   A Inovação em Turismo, Hotelaria e Restauração será o tema central deste simpósio, a realizar na cidade de Seia, no decorrer do qual vão ser analisados e debatidos e temas como “Saúde”, “Bem-estar e Acessibilidade”, “Cultura”, “Gastronomia e Vinho”, “Ensino e Tecnologia” e “Experiências em Territórios de Montanha”.

    Até 31 de Agosto de 2016 poderão ser apresentados resumos e artigos à Comissão Científica do ISITH para posterior publicação numa edição especial da Revista Egitanea Sciencia do Instituto Politécnico da Guarda.

   Os interessados podem obter mais informação aqui.

ISITH4 (2).jpg

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:35

Enoturismo e Gastronomia em Seia

por Correio da Guarda, em 02.04.16

 

     Na Escola Superior de Turismo e Hotelaria/IPG, em Seia, vai decorrer, no próximo dia 13 de Abril, um seminário sobre “Enoturismo e Gastronomia”

    Do painel de oradores fazem parte vários especialistas e investigadores provenientes de diferentes instituições de Ensino Superior que irão apresentar estudos e tendências sobre os temas em análise.

    De referir que, para além da componente académica do evento, faz parte do programa uma demonstração de gastronomia com harmonizações vínicas com produtos endógenos da região da Serra da Estrela.

    Segundo informação divulgada pela Escola Superior de Turismo e Hotelaria do Instituto Politécnico da Guarda, este seminário visa “promover o diálogo entre a investigação e a prática bem como reforçar a importância da transferência de conhecimento como fonte de inovação nos setores do Turismo, da Hotelaria e da Restauração”.

enogas - Programa.jpg

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:02

Geoparques em debate na ESTH

por Correio da Guarda, em 15.11.15

 

     O projeto Carta Turística Serra da Estrela, dinamizado pelo Observatório de Turismo da Serra da Estrela, da Escola Superior de Turismo e Hotelaria do Instituto Politécnico da Guarda, vai organizar na próxima terça-feira, dia 17 de Novembro, o seminário "Um Geoparque, Milhões de Oportunidades".
    O evento terá lugar no Auditório da Escola Superior de Turismo e Hotelaria do IPG, na cidade de Seia, pelas 14h30.

     O Seminário "Um Geoparque, milhões de oportunidade", constitui um momento de debate e reflexão sobre a pertinência dos Geoparques no desenvolvimento turístico em território de baixa densidade. Num momento em que a UNESCO aprovou o programa cientifico "Global Geoparks of UNESCO", consideramos que estes constituem um novo paradigma de intervenção, no qual as Geociências são um veículo de desenvolvimento comunitário, assente na pertença, identidade e sustentabilidade dos lugares.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:44

Hotel Turismo em hasta pública

por Correio da Guarda, em 04.04.15

 

     O edifício do Hotel Turismo vai ser vendido em hasta pública. O anúncio foi publicado pela Direção Geral do Tesouro e Finanças que estabelece o valor de um milhão e 700 mil euros e define o dia 30 de Abril com limite para apresentação das propostas.

     O Hotel de Turismo da Guarda, um dos mais emblemáticos edifícios da cidade, encerrou a 31 de Outubro de 2010. Esta unidade hoteleira, cuja propriedade era detida pela Sociedade Hotel de Turismo – da qual a autarquia guardense era a única accionista – foi vendida, por 3,5 milhões de euros, ao Instituto de Turismo de Portugal (ITP) que ali previa instalar ali uma Escola-Hotel, de quatro estrelas.

HOTEL DE TURISMO - Guarda - Foto HSequeira.JPG

     A venda do imóvel já tinha sido aprovada, pela maioria socialista, em reunião do executivo municipal, decisão ratificada, posteriormente, na Assembleia Municipal, com os votos do PS e do único deputado da CDU; os deputados do PSD e do Bloco de Esquerda votaram contra.

     Mais tarde o executivo municipal aprovou a dissolução da Sociedade Hotel de Turismo da Guarda, que em 2007 tinha adquirido esta unidade hoteleira à Câmara Municipal, após ter terminado o contrato de concessão com a empresa arrendatária.

    A escolha do local para a construção deste Hotel foi feita, na década de trinta do século passado, pelo executivo municipal da Guarda, apoiado no parecer da Comissão de Iniciativa e Turismo. O projecto arquitectónico – da autoria de Vasco Regaleira – foi apresentado, publicamente, em 1933.

     Dificuldades de vária ordem, nomeadamente de ordem financeira, atrasaram as obras de construção, iniciadas em Janeiro de 1934, no então denominado Campo da Boavista. A inauguração do Hotel de Turismo da Guarda – à época uma das unidades hoteleiras mais prestigiadas de Portugal – ocorreu a 6 de Julho de 1947, sendo concessionado pela entidade proprietária, a Câmara Municipal

    Na década de 60 foram realizadas obras de ampliação do edifício, as quais seriam concluídas em 1971. Anos mais tarde o hotel viria a alvo de algumas melhorias e de transformações internas, de forma a adaptar-se às novas solicitações e necessidades de uma estrutura deste género, um dos alojamentos preferidos (e seleccionado), durante décadas, nesta região do interior.(HS)

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:38

Simpósio Intermacional sobre Turismo

por Correio da Guarda, em 27.08.14

 

     Na Escola Superior de Turismo e Hotelaria (ESTH) do Instituto Politécnico da Guarda vai realizar-se, nos dias 11 e 12 de Novembro de 2014, o III Simpósio Internacional em Inovação em Turismo e Hotelaria/ International Symposium on Innovation in Tourism and Hospitaliy (ISITH3).

    Este simpósio tem por objetivo debater e refletir as dinâmicas associadas ao Turismo, à Hotelaria e à Restauração, em particular as orientações, estratégias, tecnologias e produtos/serviços que – pelo seu carácter inovador, vantagens competitivas alcançadas, melhorias formativas ou novas lógicas – se constituem como processos valorativos destas áreas e fatores que fomentam iniciativas para um profundo conhecimento das atuais tendências.

    Como foi referido a propósito, pela comissão organizadora, “o Turismo de hoje apresenta-se cada vez mais descentralizado e emancipado, com condutas fragmentadas, múltiplas realidades, peculiaridades e distintas formas de estar e de apropriação dos espaços e dos destinos turísticos. Na atualidade, o Turismo, a Hotelaria e a Restauração representam fatores estratégicos para a promoção da economia e elevação do bem-estar social e económico das regiões recetoras”.

    A Inovação em Turismo, Hotelaria e Restauração será o tema central deste terceiro simpósio, que, a realizar na ESTH (cidade de Seia), se vai desdobrar em questões como a Sustentabilidade; Desenvolvimento de Produtos; Tendências e Práticas Organizacionais e Mercado de Trabalho: Tendências e Perspetivas.

    Mais informações aqui.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:01


Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.




Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D

Contacto:

correiodaguarda@sapo.pt correio.da.guarda@gmail.com



Google +