Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


A propósito de Fibromialgia...

por Correio da Guarda, em 17.10.08

 

A Delegação da Guarda da MYOS-Associação Nacional Contra a Fibromialgia e Síndrome de Fadiga Crónica vai desenvolver algumas acções informativas e formativas no sentido de alertar para a actual realidade daquela doença reumática e igualmente para a campanha iniciada pela Rede Europeia de Associações de Fibromialgia.
Recorde-se que a Fibromialgia, como foi definida pela Direcção Geral de Saúde, é uma doença reumática de causa desconhecida e natureza funcional, que origina dores generalizadas nos tecidos moles, sejam músculos, ligamentos ou tendões mas não afectam as articulações ou os ossos.
A dor causada pela Fibromialgia é acompanhada de alterações quantitativas e qualitativas do sono, fadiga, cefaleias e alterações cognitivas, por exemplo, perda de memória e dificuldade de concentração, irritabilidade e, em cerca de um terço dos casos, apenas depressão, entre outros sintomas.
Esta doença afecta mais as mulheres do que os homens e inicia-se entre os 20 e os 50 anos, no entanto as crianças e os jovens também pode sofrer de fibromialgia; em idade escolar a frequência é igual em ambos os sexos.
Entretanto, a ENFA - Rede Europeia de Associações de Fibromialgia - lançou esta semana uma petição online no seu sítio (www.enfa-europe.eu) onde apela ao contributo de todos, doentes, familiares, amigos, colegas e profissionais de saúde, para que a assinem e divulguem, a bem dos mais de 12 milhões de pacientes com Fibromialgia na União Europeia.
A Fibromialgia é reconhecida como doença pela OMS (Organização Mundial de Saúde) desde 1992, conforme consta na sua lista oficial ICO-10, M-79-7, contudo muitos profissionais de saúde e algumas autoridades de saúde continuam a questioná-la.
A realidade actual, em todos os países europeus, é que se ignora o direito de um elevado número de pessoas afectadas por uma doença crónica a uma boa qualidade de vida. Por isso foi lançado um apelo à comunidade médica, e aos políticos nacionais e europeus para:
1. Combater o cepticismo em torno desta doença.
2. Melhorar a qualidade de vida dos doentes.
3. Pôr em funcionamento programas de apoio individuais e interdisciplinares que permitam ao doente manter-se económica e socialmente independente e que combatam todas as formas de isolamento e exclusão.
4. Assegurar o ensino aprofundado desta matéria na formação obrigatória dos cursos de Medicina, nas suas diferentes especialidades médicas, e de outras áreas da saúde.
5. Apoiar e acompanhar programas de sensibilização que facilitem o diagnóstico e tratamento precoce, assim como o acesso a cuidados de saúde em qualquer altura.
6. Reunir os apoios adequados para a investigação científica desta patologia.
7. Pôr em funcionamento na União Europeia um programa de intercâmbio de boas práticas na Fibromialgia.
A petição pode ser assinada no website da ENFA http://www.enfa-europe.eu/indexpet.php
 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:28


Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.




Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D

Contacto:

correiodaguarda@sapo.pt correio.da.guarda@gmail.com



Google +