Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Calafrio promove Contradizer

por Correio da Guarda, em 08.02.17

 

     O CalaFrio vai promover no próximo dia 11 de Fevereiro, a décima oitava sessão do ciclo Contradizer, uma das actividades da associação realizadas regularmente desde 2014.

     Em cada uma das sessões têm sido promovidas diferentes manifestações de arte – literatura, música, fotografia, cinema –, em diferentes locais da Guarda, mas também noutras localidades do distrito, na maioria das vezes locais inesperados, como a garagem da BMEL ou a Adega2.5 em Caria.

     A sessão do próximo dia 11 de Fevereiro decorrerá na sede da associação – a Antiga Escola Primária do Rio Diz – situada na Rua do Futuro, na cidade da Guarda. O Contradizer 18 é dedicado à poesia erótica de Carlos Drummond de Andrade, um dos principais poetas da segunda geração do Modernismo brasileiro, considerado por muitos como o mais influente poeta brasileiro do século XX. Os poemas eróticos de Drummond estão reunidos na coletânea O Amor Natural, uma obra inquietante, que revela uma face nova, mais despojada, mas extremamente fascinante do poeta.

Contradizer.jpg

      Foto: Calafrio

 

     A sessão inicia-se pelas 21h30 com a leitura de poemas por Américo Rodrigues, Daniel Rocha, João Figueiredo, Luciano Amarelo, Suzete Marques, entre outros, acompanhados pelo guitarrista André Vaz. De seguida será exibido o documentário “O Amor Natural” de Heddy Honnigmann.

     Sobre o Calafrio de recordar que no início do ano de 2014 nasceu, na cidade da Guarda, um grupo informal de teatro, o Teatro do CalaFrio, por iniciativa de agentes culturais com um passado muito intenso na dinamização cultural da cidade. Muitos deles criaram e dinamizaram grupos como o "Aquilo" e "Luzlinar", ao mesmo tempo que ajudaram o movimento associativo do distrito a crescer e a afirmar-se.

    Em Abril de 2014, o Teatro do CalaFrio estreou no Teatro Municipal da Guarda a sua primeira produção profissional intitulada "Mas era proibido roer os ossos", a partir de textos de Franz Kafka. A peça foi depois apresentada em Castelo Branco, Lisboa e Porto. Estava dado um sinal da orientação do grupo na área do teatro: textos de grande valor literário; encenações e cenografias simples, mas ricas de significações; e interpretações de grande qualidade. Além do teatro, o grupo iniciou uma série de atividades, começando com uma sessão dedicada à poesia: "A poesia é o mistério de todas as coisas", na Casa de São Vicente na Guarda; sucedendo-se um ciclo de sessões, dedicadas essencialmente à leitura e à música, realizadas em espaços não convencionais, o Ciclo Contradizer.

     Em Março de 2015, o grupo informal transformou-se em CalaFrio - Associação Cultural, com o objetivo de alargar o leque de iniciativas e de chegar a outros públicos, mobilizando mais de uma vintena de sócios fundadores, todos com participação ativa na vida cultural e artística.   

     Seguiram-se, desde então, várias estreias e apresentações de novas produções de teatro: "Empresta-me um revólver até amanhã", com dois textos de Anton Tchekhov (estreada em Abril de 2015); “Bartleby”, baseada em Bartleby, o escrivão: uma história de Wall Street, de Herman Melville (Dezembro de 2015); "Diário de um louco", de Nikolai Gogol (Abril de 2016); e “O ingénuo” de Voltaire (Dezembro de 2016). Em Março de 2016, a associação editou a sua primeira obra, Poemas e outros Poemas de Pedro Dias de Almeida. E em Dezembro deu início à coleção “Cadernos do Calafrio”, com a edição dos dois primeiros números: A porta de emergência de Américo Rodrigues e Historietas de Martim Afonso de Rogério C. Pires.

     Ainda no ano de 2016, estreou o espetáculo "Contos e trovões, rezas e canções", baseado em elementos da cultura popular portuguesa. No dia 27 de Agosto de 2016, foi inaugurada a sede da Associação Calafrio, na Rua do Futuro (Antiga Escola Primária do Rio Diz), na Guarda.

 

     Fonte: Calafrio

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:30


Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.




Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D

Contacto:

correiodaguarda@sapo.pt correio.da.guarda@gmail.com



Google +


Referenciar citações

Protected by Copyscape Website Copyright Protection




Error running style: Style code didn't finish running in a timely fashion. Possible causes: