Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Pensar o desenvolvimento global

por Correio da Guarda, em 16.08.19

 

Ao longo dos anos a sobreposição, nas mesmas datas, de eventos culturais, desportivos ou musicais tem sido evidente, com reflexos negativos ao nível de potenciais participações ou da fixação de visitantes, durante mais dias.

Reeditamos, uma vez mais, esta questão por considerarmos ser importante o desenvolvimento de um trabalho, planificado com antecedência e num verdadeiro espírito de cooperação e diálogo, por parte das autarquias, agentes culturais ou desportivos, instituições e coletividades.

O conhecimento prévio da calendarização de eventos na nossa zona incrementará um maior envolvimento dos residentes e dos forasteiros, pela possibilidade de equacionarem a sua participação e de elaborarem o roteiro mais adequado com os seus gostos.

Guarda - Foto Helder Sequeira.jpg

Salvaguardando as datas âncora tradicionalmente reservadas para certames que estão consolidados no distrito, o cuidado dos organizadores deve passar pela recíproca troca de informações passíveis de permitirem o desejado alargamento temporal de eventos, distribuídos por dias diferentes; desta forma, as pessoas terão a possibilidade de participar em diferentes iniciativas, programadas para locais distintos.

Um visitante que venha à Guarda numa determinada data para assistir a um espetáculo não terá, certamente, a possibilidade de participar noutro evento (até com perfil diferente) que decorra, no mesmo dia, em Seia, Trancoso, Pinhel ou no Sabugal, por exemplo; oferecer, com a refletida e acordada distribuição, vários eventos no período de visita dessas pessoas terá toda a vantagem em termos de rentabilização da viagem, do conhecimento da região, das receitas da restauração e hotelaria, da dinamização social e melhor conhecimento das localidade.

Esta planificação, pelo que se tem verificado em termos de estratégias concelhias, não será fácil mas é fundamental abrir caminho a uma agenda comum enquadrada num objetivo e empenhado trabalho em rede; capaz de contemplar o máximo de propostas, muito para além de eventos, alargando a novos roteiros motivadores da heterogeneidade de públicos alvo. De recordar que, há algumas décadas atrás, e já no período pós-25 de abril, as reuniões periódicas de presidentes das câmaras municipais do distrito fomentavam um interessante diálogo que permitia o entendimento em várias matérias e eficazes fórmulas de cooperação, benéficas para a evolução dos territórios.

Os castelos, as praias fluviais, a cultura, os solares, as igrejas, a gastronomia, os trilhos, as atividades de montanha, a Serra da Estrela, a flora, os museus, os monumentos e sítios arqueológicos, as tradições, os festivais, o artesanato, as aldeias da meseta ou da Serra, as recriações históricas, as feiras, a observação das aves, os vinhos, os roteiros sobre escritores, o teatro religioso, as águas cristalinas e as múltiplas e encantadoras paisagens que temos para (re)descobrir e oferecer, a quantos nos queiram visitar, é um vasto conjunto de áreas potenciadoras de novas vias de desenvolvimento.

Atualmente, com o a disponibilização de novas tecnologias – o que não afasta uma edição impressa da agenda distrital – não é difícil a organização e sistematização de uma informação (regular e eficazmente atualizada) sobre a oferta distrital ao nível de eventos, locais a visitar, hotelaria, restauração, imprensa local, transportes, roteiros turísticos, locais de lazer, formação, bibliotecas e arquivos, unidades de saúde e contactos úteis.

A criação (envolvendo contributos multidisciplinares) de uma aplicação para equipamentos móveis, usados por todos no dia a dia, uma via desejável, conciliando-a com outros suportes informativos que não olvidem, igualmente, a síntese e qualidade dos textos, o cuidado na apresentação, a qualidade fotográfica e a facilidade de consulta.

Existem, na nossa zona, conhecimentos, recursos e meios; falta a decisão, o entendimento e o empenho em se pensar numa estratégia global para esta região do interior, divulgando a sua realidade, promovendo as suas potencialidades, captando novos visitantes e investimentos.

Hélder Sequeira (in O Interior, 15|8|2019)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:55

Eleições e...afectos...

por Correio da Guarda, em 22.04.11

 

 

    Os cenários para as próximas eleições estão já desenhados com maior nitidez, permitindo, agora, ao cidadão mais atento, uma melhor percepção de anteriores movimentações e atitudes públicas de algumas figuras políticas…

    Ciclicamente, nas semanas que antecedem os actos eleitorais, surgem as mais diversificadas revelações, procurando emergir, junto do público, como a mais puras das coincidências, e sempre sob a bandeira do interesse geral e da justiça social; os políticos aparecem, também num esforço e num empenhamento redobrados na resolução dos problemas, há muito inventariados mas sem verem aplicada a necessária solução.

    Aumenta, por outro lado, gradualmente o volume e a sonoridade das intervenções políticas, com o objectivo de marcar campos de acção e captar, em devido tempo, as atenções do eleitorado, o qual denota, ano após ano, um evidente cansaço perante estes reciclados expedientes e face ao balanço daquilo que outrora foi prometido e se encontra, realmente, executado.

    Se orientarmos a nossa atenção sobre as terras do interior, tradicionalmente marginalizadas, o confronto com a realidade actual e as promessas feitas é francamente confrangedor, desmotivante, lamentável...

    Curiosa é, nestas alturas, a proliferação de personalidades a reivindicarem – e a explicarem – a sua ligação ao distrito da Guarda ou, noutros casos, a concelhos próximos…como lhe ficamos gratos por esta “afectividade” às terras de origem…

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:20

Prémio CAFÉ MONDEGO 2009

por Correio da Guarda, em 11.01.10

 

António Monteiro Igreja, proprietário da conhecida Egitana Musica, é o vencedor da edição 2009 do Prémio “Café Mondego”, instituído pelo blogue, guardense, com o mesmo nome.
Como foi referido pelo autor do “Café Mondego”, o prémio pretende destacar uma pessoa do nosso distrito. “Chamar-se-á, assim, a atenção para o trabalho de alguém que, na nossa opinião, merece uma referência especial e um apoio concreto.
Fugiremos à lógica mediática que premeia sempre as mesmas figuras (ou aquelas que, previsivelmente, deverão ser premiadas), acompanhada por um coro de palminhas e elogios mútuos. O nosso prémio terá que escapar à tendência para a previsibilidade, o "tem que ser", a normalidade estupidificante. Terá que haver surpresa, risco, desafio, ousadia”, não sendo um prémio institucional e muito menos “um prémio de "capital". Não dá dinheiro, nem sequer um certificado (…). O prémio tem a importância de ser verdadeiro. E a força de ser original.”
Carlos Baía e o proprietário da popular "Tasca do Benfica" recebem menções honrosas.
http://cafe-mondego.blogspot.com/2010/01/vencedor-do-premio-cafe-mondego-2009.html

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:32

Mudança no Governo Civil da Guarda

por Correio da Guarda, em 20.11.09

 

Santinho Pacheco vai ser o novo Governador Civil do Distrito da Guarda.
O ex-Presidente da Câmara Municipal de Gouveia vai substituir Maria do Carmo Borges na chefia do distrito.
A tomada de posse do novo Governador Civil da Guarda deverá ocorrer no próximo dia 27 de Novembro, em Lisboa.
 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:02

Autárquicas na Guarda

por Correio da Guarda, em 11.10.09

 

 O Partido Socialista conquistou, ao PSD, as câmaras municipais de Manteigas e da Meda, perdendo para o Partido Social Democrata a autarquia de Vila Nova de Foz Côa.
O PSD detém a presidência de nove das catorzes câmaras municipais do distrito, em cuja capital Joaquim Valente (PS) foi reeleito para um segundo mandato; no executivo municipal vai contar com cinco vereadores, reforçando a sua posição com mais um vereador relativamente ao anterior executivo onde detinha já a maioria.
 
 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:03

Ordem dos Enfermeiros

por Correio da Guarda, em 10.05.09

 

A Secção Regional do Centro da Ordem dos Enfermeiros (OE) vai promover no distrito da Guarda, entre 12 e 15 de Maio, uma acção subordinada ao tema “A Ordem com os enfermeiros e os cidadãos”.
A 12 de Maio a OE assinalará a passagem do Dia Internacional do Enfermeiro.
 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:42

Governadora apela ao investimento privado

por Correio da Guarda, em 31.12.08

 

A Governadora Civil da Guarda considera, na sua mensagem de Ano Novo, que 2009 “será um ano de grande importância estratégica para Portugal e para o nosso Distrito”.
Maria do Carmo Borges sustenta que o ano de 2009 “ficará marcado pelo início de dois grandes e importantes investimentos públicos no Distrito, a ampliação e recuperação do Hospital da Guarda e a construção do novo traçado do IP2 a norte da Guarda, ligando os concelhos de Celorico da Beira, Trancoso e Vila Nova de Foz Côa. Também é certo que em 2009 se prevê a conclusão dos trabalhos do Museu do Côa, com todo o seu impacto na economia local e regional.”
A Governadora Civil da Guarda lembra, contudo que o desenvolvimento do distrito não pode passar apenas pelo investimento público. “Reconheço, como aliás sempre reconheci, a importância do investimento público como alavanca para o desenvolvimento de um território. Mas, hoje, mais do que nunca, estou perfeitamente consciente da importância estratégica do investimento privado, porta de acesso à regeneração da economia regional, janela de oportunidades para um crescimento e um desenvolvimento sustentados.”
Para Maria do Carmo Borges, “o que, verdadeiramente, importará no Ano Novo que aguardamos com fiel esperança, será, sem dúvida, a nossa capacidade de sabermos crescer de olhos postos em novas ideias, em novas soluções, em novos projectos, trabalhando e lutando com afinco pela concretização de um sonho, tendo sempre no nosso horizonte a construção de um mundo melhor”.
 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:58


Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.




Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D

Contacto:

correiodaguarda@sapo.pt correio.da.guarda@gmail.com



Google +