Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Sérgio Costa: novo presidente da Câmara da Guarda

por Correio da Guarda, em 26.09.21

 

Sérgio Costa.jpg

 

Sérgio Costa (Movimento Independente Pela Guarda) venceu as eleições para a Presidência da Câmara da Guarda. Em segundo lugar ficou Carlos Chaves Monteiro (PSD), em terceiro Luís Couto (PS) e em quarto Francisco Dias (Chega). Para a Câmara Municipal, a percentagem das votações foi a seguinte:

Resultados na Guarda.jpg

No lado direito do gráfico está indicada a distribuição de mandatos no novo executivo municipal.

No que diz respeito aos restantes concelhos do distrito da Guarda, Virgílio Cunha (Movimento Independente) foi reeleito presidente da Câmara Municipal de Aguiar da Beira.

Em Almeida, António Machado (PSD) continuará a dirigir os destinos da Câmara Municipal.

O concelho de Celorico da Beira continuará a ser liderado por Carlos Ascensão (PSD), hoje reeleito para novo mandato.

Carlos Condesso (PSD) conquistou a presidência da Câmara Municipal de Figueira de Castelo Rodrigo, que até agora era liderada por Paulo Langrouva (PS).

Manuel Fonseca (PS) continuará à frente do Câmara Municipal de Fornos de Algodres.

Em Gouveia Luís Tadeu (PSD) voltou a vencer e continua na presidência da Câmara Municipal.

Para a Câmara Municipal de Manteigas foi eleito Flávio Massano (Manteigas 2030) que sucederá a Esmeraldo Carvalhinho (PS).

João Mourato (PSD) vai ser o novo presidente da Câmara Municipal da Meda, que tinha já liderado há alguns anos atrás.

Em Pinhel, Rui Ventura (PSD) foi reeleito para mais um mandato como presidente da autarquia local.

Vítor Proença (PSD) passa a ser o novo presidente da Câmara Municipal do Sabugal, onde até agora desempenhava as funções de vice-presidente,

Luciano Ribeiro (PS) é o novo presidente da Câmara Municipal de Seia, sucedendo ao socialista Carlos Filipe Camelo.

Amílcar Salvador (PS) vai continuar à frente da Câmara Municipal de Trancoso.

Em Vila Nova de Foz Côa, João Paulo (PSD) é o novo presidente da Câmara Municipal, até agora dirigida por Gustavo Duarte, do mesmo partido.

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:49

A propósito de uma expedição...

por Correio da Guarda, em 23.09.21

 

Numa organização conjunta da Câmara Municipal de Seia/ Centro da Interpretação da Serra da Estrela, do História, Territórios, Comunidades - CFE NOVA FCSH e da Sociedade de Geografia de Lisboa foi evocada, na passada semana, a Expedição Científica à Serra da Estrela realizada em agosto de 1881.

A propósito desta iniciativa, foi comentado pela organização que Expedição Científica de 1881 “é o resultado de um esforço coletivo de homens do saber, num território amplamente vasto e desconhecido, todavia, em 15 dias de trabalho árduo, foi possível completar um estudo científico que marcaria a história e a mais completa erudição científico-laboratorial, cartográfica, fotográfica e bibliográfica sobre a serra da Estrela”.

O programa do Congresso sobre a Expedição Científica à Serra da Estrela englobou, para além das comunicações apresentadas nos diferentes painéis, uma atividade no Parque da Saúde da Guarda que constituiu um oportuno momento para (re)visitar o antigo Sanatório a que foi atribuído o nome do médico Sousa Martins.

Visita ao Sanatório - HS.jpg

O nome deste clínico está indelevelmente ligado à história da luta contra a tuberculose, em Portugal; de recordar que Sousa Martins, num relatório datado de 1880, fez a caracterização da tuberculose, nessa época, acentuando a importância da criação de sanatórios na zona da Serra da Estrela; em 1881 este integrou a Expedição Científica à Serra da Estrela, promovida pela Sociedade de Geografia de Lisboa Dessa iniciativa resultou a elaboração de relatórios das várias secções científicas, que aparecem compilados num volume intitulado “Expedição Científica à Serra da Estrela” e, dois anos depois, o livro “Quatro Dias na Serra da Estrela”, da autoria de Emídio Navarro.

Essa expedição teve o mérito (e sobretudo através da determinação de Sousa Martins), entre outras relevantes resultados, de chamar a atenção dos meios científicos e clínicos para as condições que a região oferecia no tratamento da tuberculose.

Sousa Martins defendeu a criação de Casas de Saúde nesta zona, impulsionando a fundação, em 1888, do “Club Herminio”, uma associação de carácter humanitário que se manteve durante cerca de quatro anos. Ainda em 1888, e correspondendo aos argumentos de Sousa Martins e de Guilherme Teles de Meneses, o médico Basílio Freire, professor da Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra, instalou-se na Serra da Estrela, no verão desse ano, onde assegurou consultas gratuitas aos doentes que o procuravam.

Os esforços que Sousa Martins desenvolveu, fortalecidos pelas suas esclarecidas convicções, em muito contribuíram para a construção do Sanatório (inaugurado em 18 de maio de 1907).

O congresso agora realizado, e que justamente assinalou a Expedição Científica de 1881, “permitiu revelar alguns dos segredos da mais alta montanha do território continental, dando a conhecer a Serra nas suas dimensões geográficas, climáticas, orográficas, antropológicas, etnográficas, arqueológicas e médicas”, como foi sublinhado pela organização.

Sananório - pavilhão RDA - HS.jpg

Por outro lado, a atividade (no âmbito desse congresso) que no passado domingo foi desenvolvida no espaço anteriormente do antigo Sanatório da Guarda – onde se encontram os emblemáticos pavilhões num estado de progressiva degradação a caminho da ruína total – foi mais uma chamada de atenção para o valor patrimonial ali existente.

Pavilhão - pombas HS.jpg

E não falamos apenas dos edifícios da antiga estrutura sanatorial, da sua arquitetura, da sua história, dos materiais utilizados na sua construção, mas também das múltiplas espécies florestais ali existentes, das especificidades geológicas, de aves que ali estão referenciadas (algumas como raras no contexto nacional). Este é um espaço de incentivo ao estudo e à descoberta, num entusiasmante e ímpar contexto interdisciplinar.

Sequoia - HS.jpg

Aliás, será com um enquadramento de contributos diversificados que pode ser conseguida uma real salvaguarda e divulgação de uma riqueza patrimonial da Guarda, alheada (apesar de alguns esforços e individuais ao longo de décadas) do potencial de um espaço – voltamos a enfatizar – de reconhecido valor e centralidade.

Sanatório - Ponte HS.jpg

Um espaço que tem passado à margem de campanhas e debates, porque, lamentavelmente, é mais importante agitar outras bandeiras, em consonância com os interesses de calendários pessoais, políticos ou eleitorais…

É mais do que tempo da salvaGuarda e valorização destes territórios de história, cultura, lazer e afetos. Assim haja vontade e determinação para lançar projetos sólidos, abrangentes e de verdadeiro interesse para a comunidade, sem ostracizar contributos idóneos.

 

                                                                                                                           Helder Sequeira

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:45

Estudos teatrais e artes cénicas

por Correio da Guarda, em 22.09.21

CEI.jpg

 

Na próxima sexta-feira, pelas 15 horas, vai decorrer um webinar sobre "Estudos teatrais e artes cénicas".

Os interessados pode fazer a sua inscrição, gratuita, em cei.pt ou aqui.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:00

No Parque da Saúde...

por Correio da Guarda, em 22.09.21

Sequoia - HS.jpg

Sequóia. Parque da Saúde, Guarda.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:06

Recolha de sangue na Guarda

por Correio da Guarda, em 19.09.21

 

Na Guarda vai decorrer amanhã, a partir das 10 horas, uma recolha de sangue.

A recolha terá lugar no edifício da Escola Superior de Educação, Comunicação e Desporto do Instituto Politécnico da Guarda e será feita por uma equipa multidisciplinar do Instituto Português do Sangue e Transplantação (IPST).

O Instituto Português do Sangue e da Transplantação tem por missão garantir e regular, a nível nacional, a atividade da medicina transfusional e da transplantação e garantir a dádiva, colheita, análise, processamento, preservação, armazenamento e distribuição de sangue humano, de componentes sanguíneos, de órgãos, tecidos e células de origem humana.

SANGUE.jpg

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:14

CineEco com novidades

por Correio da Guarda, em 16.09.21

 

 

O CineEco acaba de divulgar as novidades deste festival de cinema e vídeo ambiental que levará a Seia um número recorde de documentários sobre ambiente e temáticas relacionadas com as dinâmicas do ser humano no planeta.

Na sessão de apresentação que decorreu na passada quinta-feira, na Casa Municipal da Cultura de Seia, a direção do Festival anunciou a realização de cinco Ecotalks, atividades paralelas e já estão atribuídos os padrinhos das 10 longas-metragens internacionais.

apresentacaooficial.jpg

Estão ainda asseguradas as ante-estreias nacionais de 3 filmes, um destes está já confirmado, será “La Croisade” (integrante na categoria “Cinema for the Climate” Cannes 2021). Os restantes serão anunciados brevemente.

Antes do arranque da 27ª edição do CineEco, que acontece de 9 a 16 de outubro, o Município de Seia, entidade organizadora, juntamente com a direção do certame deram o mote inicial com a apresentação oficial das novidades deste ano.

No Cineteatro da Casa Municipal da Cultura de Seia, e logo após o sorteio das personalidades que vão apadrinhar as 10 longas-metragens internacionais que fazem parte da secção competitiva do CineEco, foram anunciadas as grandes novidades do Festival Internacional de Cinema Ambiental da Serra da Estrela.

Nos dias 10, 11, 12, 14 e 15 de outubro decorrerão cinco Ecotalks sobre temáticas atuais associadas ao cinema e ao ambiente, contando com a participação de nomes como Christiane Torloni, atriz brasileira e realizadora do filme “Amazónia, o Despertar da Florestania”, premiado na edição passada; Chico Guariba, diretor da Mostra Ecofalante de Cinema Ambiental de São Paulo; Jorge Pelicano, cineasta e repórter de imagem; Diogo Reffóios, nómada digital; Joana Sá, pianista, improvisadora e compositora; Cristina Branquinho professora de Ecologia e investigadora, entre outros.

A 27ª edição do CineEco contará ainda com múltiplas atividades paralelas. Logo no primeiro dia do certame, a 9 de outubro, será exibido o documentário “O Lago Sagrado, “Uma viagem por uma estrada profunda e gelada”, com a presença da realizadora Carla Varanda e do fotógrafo Mário Lisboa. A projeção do filme será antecedida pela inauguração da mostra fotográfica sobre o lago gelado de Baikal, na Rússia, patente de 9 de outubro até 30 de novembro. O concerto de abertura do CineEco ficará a cargo dos Anaquim, banda de Coimbra com influências de cantautores portugueses, como Fausto, Sérgio Godinho e Zeca Afonso, e da canção francesa, da música country e do blue grass.

O Festival Internacional da Serra da Estrela deste ano será ainda ‘palco’ para três ante-estreias nacionais, uma destas já foi anunciada, será o documentário “La Croisade”, filme gaulês do realizador e ator Louis Garrel, que integrou o novo departamento de Cannes "Cinema for the Climate”. As restantes duas ante-estreias serão brevemente reveladas.

No dia 13 de outubro, Dörte Schneider, especialista certificada em matéria de educação e sensibilização para uma produção mais verde, fará uma palestra sobre “Green Shotting” com o objetivo de sensibilizar e informar o setor audiovisual para a adoção de práticas ambientais sustentáveis e promoção dos mesmos como agentes de mudança para integração de modelos de produção mais verdes.

De 9 de outubro a 30 de novembro estará também patente no Foyer Auditório a mostra “Artes Plásticas – Projeto ReciclARTE”, da companhia ASTA Teatro. Esta exposição integra artes plásticas, teatro, música e… lixo para a criação de diversos objetos artísticos e com o intuito de combater o insucesso escolar e educar para a reciclagem, reutilização e reaproveitamento de resíduos. 

A 16 de outubro, no último dia do CineEco, e em parceria com o Festival DME, poderá ser vista a instalação interativa “Lugares Invisíveis”, uma mostra com paisagens sonoras e visuais que impelem à reflexão sobre o meio ambiente, diferentes níveis de poluição e a nossa relação com o planeta. 

“A resiliência do CineEco é reveladora da pertinência da temática ambiental nos dias de hoje. Curiosamente, os 27 anos deste Festival cruzam-se com episódios marcantes que aconteceram no mundo e, em particular, na nossa sociedade como é o caso dos incêndios de 2017, a desflorestação da Amazónia e de outras manchas verdes, os mais recentes incêndios nos EUA, Austrália, as cheias devastadoras que aconteceram este ano na Europa, o recrudescimento de fenómenos cada vez mais extremos. Este ano, o CineEco regressa com sentido renovado de missão pelo cinema, pela divulgação de jovens realizadores nacionais, pela educação ambiental da comunidade, mas também pelo apoio à cultura e ao cinema”, reitera a Direção do Festival.

Portugal, França e Espanha são os países com maior representação cinematográfica na Competição Oficial da 27ª edição do CineEco. Este ano, o mais antigo festival de cinema ambiental do mundo recebe um número recorde de mais de 90 filmes de mais de 20 países que podem ser vistos entre 9 e 16 de outubro, na Casa Municipal da Cultura de Seia.

O CineEco é membro fundador e faz parte da direção da Green Film Network, uma plataforma de 40 festivais de cinema ambiental. É organizado há 26 anos pelo Município de Seia e conta com o Alto Patrocínio do Presidente da República e do Departamento de Ambiente das Nações Unidas.

 

Fonte: CineEco

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:45

Inovação nas empresas da economia circular

por Correio da Guarda, em 15.09.21

 

A ENERAREA – Agência Regional de Energia e Ambiente do Interior, integra o consorcio LOCALCIR sendo este um projeto para promover o empreendedorismo e a inovação nas empresas da economia circular, através do programa INTERREG Espanha Portugal (POCTEP).

Este projeto, e de acordo com uma nota informativa que foi divulgada, pretende criar um serviço de apoio à promoção do espírito empreendedor e favorecer a consolidação de novas ideias de negócio na economia verde e setor de economia circular. Assim, ao promover novos produtos e processos baseados na sustentabilidade local, LOCALCIR irá ajudar a melhorar a competitividade das empresas rurais.

O objetivo geral do LOCALCIR é promover iniciativas e ações que visem o desenvolvimento de um setor econômico sustentável, que utilize recursos endógenos e crie produtos de alto valor agregado. Isto significará a implementação de diversos serviços em colaboração com empresas, administração pública e agentes sociais.

Para isso, entre outras ações, será criada uma metodologia de roteiros verdes para o desenvolvimento da economia verde e circular no meio rural; do mesmo modo, será lançado um serviço de apoio permanente e promovido o modelo circular com 225 empresas do universo Ibérico, criadas sob este ‘’guarda-chuva’’ ou melhoradas nas suas atividades e processos.

A metodologia que resulta do projeto permitirá planear futuras políticas de economia verde e circular em qualquer parte do território  POCTEP, graças ao desenho de estratégias de promoção de negócios baseadas em recursos sustentáveis. Além disso, a capacidade das instituições de promoção de negócios na região EUROACE será reforçada através do serviço de apoio às rotas verdes.

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:07

Pela cidade mais alta...

por Correio da Guarda, em 14.09.21

Igreja da Misericórdia - foto Helder Sequeira.jpg

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:53

Instabilidade atmosférica

por Correio da Guarda, em 01.09.21

O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) alertou, em comunicado, para a ocorrência de instabilidade atmosférica durante o dia de hoje. “Uma depressão isolada em altitude encontra-se em aproximação ao território do continente, devendo atravessá-lo durante o dia 1 de setembro”, pode ler-se no comunicado do IPMA.

Chuva INSTA - HS.jpg

Ainda de acordo com essa informação, “os efeitos da depressão serão mais sentidos, com um aumento gradual da instabilidade atmosférica ao longo do dia, começando logo de madrugada a manifestar-se essa instabilidade através da ocorrência de aguaceiros.”

Os aguaceiros poderão ser “por vezes fortes no interior Norte e Centro, durante a tarde, período no qual temos condições mais favoráveis à ocorrência de trovoada e granizo, não sendo de excluir, no entanto, que estes possam ocorrer ainda durante o período da manhã.”

Para os distritos sob aviso, o IPMA recomenda as devidas precauções “no que diz respeito a efeitos devido a danos por granizo, precipitação forte e ventos fortes no dia 1 de setembro. No dia 2 a influência desta depressão ainda será sentida, mas com muito menor intensidade relativamente aos fenómenos meteorológicos e aos seus impactos, não se prevendo a emissão de avisos para esse dia”.

Mais informação aqui.

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:08

Necrópole de Moreira de Rei

por Correio da Guarda, em 31.08.21

 

 

Alunos da UC.jpg

                                                                                                                                                                  Foto: DCV

 

Uma equipa de 10 alunos do Departamento de Ciências da Vida (DCV) da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra (FCTU) tem estado a participar na escavação da necrópole de Moreira de Rei, Trancoso.

Esta atividade, iniciada em julho e prolongada pelo mês de agosto, ocorreu no âmbito do protocolo de cooperação assinado entre o DCV e a Câmara Municipal de Trancoso.

Esta intervenção, na maior necrópole de sepulturas escavadas na rocha da Península Ibérica, foi realizada com o aconselhamento científico na área da Antropologia Biológica pela Profª Ana Maria Silva, docente do DCV.

O Departamento de Ciências da Vida (DCV), criado em junho de 2009, agrega o ensino e a investigação nas áreas de Antropologia, Ecologia, Biologia Molecular e Celular, Bioquímica, Biotecnologia e Microbiologia.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:35


Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.




Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2011
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2010
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2009
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2008
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D

Contacto:

correio.da.guarda@gmail.com