Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


A Estrela que nos guia...

por Correio da Guarda, em 21.09.22

 

A chuva intensa que caiu na passada semana provocou, como é do conhecimento público, elevados prejuízos na freguesia de Sameiro (Manteigas).

A força das águas danificou habitações, destruiu telhados, arrastou viaturas, derrubou postes de iluminação pública, provocou inúmeros e elevados prejuízos.

Era, aliás, previsível a ocorrência deste tipo de situações face à tragédia que se abateu sobre a Serra da Estrela. Na nossa memória devem continuar presentes as imagens das labaredas que destruíram histórias de vida e trabalho árduo, dizimaram espécies animais e vegetais, transformaram a cor da esperança num crepitante manto negro onde ficaram comoventes súplicas de troncos carbonizados, quais esculturas de terror e morte…e muitos desses troncos de árvores irremediavelmente feridas foram agora lançados na fúria da água e da lama…

Serra da Estrela - fot HS.jpg

Sobre o fogo que lavrou na Estrela há múltiplas questões que têm de ser equacionadas, esclarecidas, resolvidas com decisões firmes, sem subalternizações geográficas ou em função do peso dos indicadores demográficos na definição do quadro político.

Somos todos Portugal e a Serra da Estrela, o interior recusa a ser tratado como até acontecido até aqui, pesem argumentos (sobretudo eleitoralistas) em sentido contrário. Não podemos continuar a ser, “socialmente, uma coletividade pacífica de revoltados” (na elucidativa expressão de Torga) e a merecer atenção apenas em dias de tragédia ou de lamentáveis episódios.

Passados que foram os dias de desespero, anunciadas as intenções governamentais de tornar a Serra da Estrela “melhor do que estava,” declarada e definida a situação de calamidade pública, feito o balanço dos prejuízos, identificados os casos onde deve haver um apoio urgente, anunciadas as verbas a aplicar, importa passar das palavras aos atos. Há que desencadear medidas que não pactuem com o tradicional esquecimento e comodismo, ou fiquem enredadas na sobreposição de esferas de competências institucionais, com as consequentes demoras nas decisões específicas. Em especial as relativas aos auxílios e apoios a quantos viram dizimados os seus haveres e meios de subsistência.

Neste contexto, é justa uma referência às associações e aos voluntários que imediatamente estiveram no terreno serrano e foram ao encontro das pessoas, sobretudo mais idosas e fragilizadas.

Esta solidariedade deve ser enaltecida e servir de desafio a todos quantos sentem e vivem a Estrela que nos guia; onde deve ser célere a planificação, escolha cuidada de espécies autóctones e pronta reflorestação.

Escrevia João de Araújo Correia que “(…) o melhor remédio curativo e preventivo contra a corrupção do ar é o arvoredo. Onde houver uma árvore, há uma fonte que lava o sangue do homem. Quero até crer que lhe lava a alma como transcendente espelho de beleza. Hoje, que a alma comum se deixou inquinar, só à vista da árvore se pode desencardir (…)”. E só com novas árvores retiraremos o manto de luto que continua estendido por uma larga área da Serra.

A dimensão e as consequências do fogo que deflagrou num Parque Natural, numa zona classificada como geoparque mundial da UNESCO (a merecer mais informação e sinalética) não podem ser esquecidas pelas entidades governamentais e autárquicas, a quem se deve exigir atuação preventiva, firme e eficaz no quadro das suas competências.

A Serra da Estrela “em cujo seio de pedra palpita o amorável coração de Portugal” (Ladislau Patrício) pode e deve ser um símbolo de unidade de esforços, competências, recursos e ideias, alargado a todo o território nacional em prol de um harmonioso e equilibrado desenvolvimento.

Entretanto, a Estrela continua majestosa, convidativa à (re)descoberta em qualquer época do ano e suscitando um vasto conjunto de percursos e propostas ao longo dos territórios que a têm como guia perene.

 

Helder Sequeira

in O Interior, 21| Set | 2022

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:55

Pela cidade mais alta...

por Correio da Guarda, em 14.09.21

Igreja da Misericórdia - foto Helder Sequeira.jpg

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:53

Instabilidade atmosférica

por Correio da Guarda, em 01.09.21

O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) alertou, em comunicado, para a ocorrência de instabilidade atmosférica durante o dia de hoje. “Uma depressão isolada em altitude encontra-se em aproximação ao território do continente, devendo atravessá-lo durante o dia 1 de setembro”, pode ler-se no comunicado do IPMA.

Chuva INSTA - HS.jpg

Ainda de acordo com essa informação, “os efeitos da depressão serão mais sentidos, com um aumento gradual da instabilidade atmosférica ao longo do dia, começando logo de madrugada a manifestar-se essa instabilidade através da ocorrência de aguaceiros.”

Os aguaceiros poderão ser “por vezes fortes no interior Norte e Centro, durante a tarde, período no qual temos condições mais favoráveis à ocorrência de trovoada e granizo, não sendo de excluir, no entanto, que estes possam ocorrer ainda durante o período da manhã.”

Para os distritos sob aviso, o IPMA recomenda as devidas precauções “no que diz respeito a efeitos devido a danos por granizo, precipitação forte e ventos fortes no dia 1 de setembro. No dia 2 a influência desta depressão ainda será sentida, mas com muito menor intensidade relativamente aos fenómenos meteorológicos e aos seus impactos, não se prevendo a emissão de avisos para esse dia”.

Mais informação aqui.

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:08

Dia de chuva...

por Correio da Guarda, em 20.10.20

Dia de Chuva - Foto HS.JPG

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:36

Dia de chuva

por Correio da Guarda, em 30.03.18

Dia de Chuva - Foto HS.JPG

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:30

Gotas...

por Correio da Guarda, em 29.01.17

Gotas de água...HS.jpg

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:28

Tempo de chuva..

por Correio da Guarda, em 11.10.15

Ramos com chuva - HS2015.jpg

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:37

Acidentes

por Correio da Guarda, em 25.10.12

 

     O mau tempo que se tem feito sentir, nomeadamente a chuva intensa, esteve na origem de alguns acidentes de viação, ocorridos nesta zona. A imagen dize respeito a um acidente ocorrido hoje ao fim da tarde na A25 (Guarda/Vilar Formoso).

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:58

Cidade branca...

por Correio da Guarda, em 13.01.09

 

Durante a noite, silenciosa e fria, a neve voltou à cidade que acordou com chuva e algumas esperanças na melhoria das condições atmosféricas.
No Rádio, logo pela manhã, a actualização informativa e os habituais conselhos para os automobilistas, alguns a manifestarem-se, teimosamente, surdos, impacientes, egoístas, imprudentes...
 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:06


Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.




Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2018
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2017
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2016
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2015
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2014
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2013
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2012
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2011
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2010
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2009
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2008
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D

Contacto:

correio.da.guarda@gmail.com