Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


"Abeirar" a rocha na cidade mais alta

por Correio da Guarda, em 08.10.21

 

Na Guarda vai decorrer no próximo dia 16 de outubro, a partir das 9h30, mais uma atividade do ciclo de eventos “Abeirar” que, desde a Primavera, está a percorrer os 15 concelhos da Comunidade Intermunicipal das Beiras e Serra da Estrela (CIMBSE). Esta iniciativa é desenvolvida está a ser desenvolvida numa sequência de três temporadas, cada uma dedicada a um tema central para este território: água, céu e rocha.

abeirarout.jpg

À Guarda, através da Biblioteca Municipal Eduardo Lourenço (BMEL), foi atribuído o tema “A Rocha”, desenvolvendo-se o projeto da BMEL ao longo de um percurso que se iniciará na Torre de Menagem a partir da qual será percorrida, em observação, a sua envolvente “e entender que fenómenos naturais estiveram na origem da ocupação humana através dos diferentes aspetos geológicos e geomorfológicos, históricos e literários.

“Este Roteiro – como foi referido pela Organização – pretende introduzir pela primeira vez, de forma simples e acessível a todos, uma primeira abordagem da Grande História da Guarda, contando acontecimentos importantes, muito antes da existência da Humanidade e até dos Dinossauros no Planeta que explicam a razão da Guarda estar onde está e ser como é. O percurso culminará no cemitério local, onde se irão identificar e compreender as diferentes rochas utilizadas na construção dos jazigos. Serão também homenageados poetas e escritores e abordada a história recente da cidade. Durante a caminhada seremos sempre inspirados por excertos literários de autores locais, pela observação e explicação da envolvente geológica do percurso e pela interpretação histórica dos espaços a percorrer.”

O roteiro será orientado  por Anabela Matias, Dulce Helena Borges e Elsa Salzedas, tendo um número limitado de inscrições.

De referir que o ciclo “Abeirar” é um “convite à curiosidade, à exploração e à descoberta dos recursos do território das Beiras e Serra da Estrela. É um trilhar pelo território, no cruzamento entre a literatura e a ciência. É um apelo à participação conjunta de cidadãos/ãs, artistas e cientistas, pela construção de conhecimento e pela preservação e valorização do território com o objetivo de transformar cada cidadão em embaixador e promotor de um bem comum, que é o território.”

 

Fonte: CMG

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:00

"Suspiro" no Museu da Eletricidade

por Correio da Guarda, em 11.08.21

 

A Companhia de Espetáculos “VOZES EM ½ PONTA” apresentará no Museu Natural da Eletricidade (Seia), no próximo sábado, 14 de agosto, a performance “Suspiro”. A atuação, que terá lugar a partir das 18 horas, marca o regresso dos artistas da Companhia aos palcos e insere-se no programa “Verão em Seia”, promovido pelo Município de Seia.

Com produção, encenação e coreografia de Vanessa Silva, “Suspiro” inspira-se em sentimentos de nostalgia, tristeza e saudade, numa homenagem à comunidade emigrante da região.

As vivências de quem está fora e anseia voltar às origens servem, assim, de mote a uma interpretação repleta de alma e emoção, que engloba elementos de dança, música e teatro.

Vanessa Silva, coordenadora da Companhia de Espetáculos VOZES EM ½ PONTA, explica que “esta é uma performance muito especial, pois marca não só o nosso regresso aos palcos, mas também o regresso de muitos emigrantes ao concelho de Seia, neste mês de agosto. O “Suspiro” é o tempo que nos traz de volta e nos faz retomar, e estamos muito felizes por poder partilhar este momento com a comunidade local, especialmente os emigrantes que voltam agora a casa”.

Cartaz Suspiro_A4.png

Com composições musicais exclusivamente em português, dos Madredeus, Mariza e Pedro Abrunhosa, a performance promete envolver o público num emocionante regresso às origens.

O icónico Museu Natural da Eletricidade, na Senhora do Desterro, em São Romão, servirá de cenário à atuação, que é aberta ao público, com entrada gratuita.

“Verão em Seia” é uma iniciativa da Câmara Municipal de Seia, que oferece à comunidade do concelho um programa cultural e artístico, em vários pontos históricos e emblemáticos da cidade, durante todo o mês de agosto.

 

Sobre a Companhia

 

Fundada a 3 de dezembro de 2019, em São Romão, Seia, a Companhia de Espetáculos VOZES EM ½ PONTA surgiu com o intuito de organizar e produzir Musicais de cariz profissional, promovendo a partilha cultural e artística junto da comunidade.

O projeto veio responder à procura de novos estímulos e profissionalização do quadro de alunos de VOZES EM ½ PONTA e potenciais candidatos, resgatando e desenvolvendo as competências dos melhores talentos da região.

Com coordenação de Vanessa Silva, fundadora e mentora da Companhia, conta atualmente com 14 artistas, que desenvolvem a sua formação em Teatro Musical, através das componentes de canto, dança e representação.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:02

Simpósio de Arte Contemporânea na Guarda

por Correio da Guarda, em 24.05.16

 

     Na Guarda vai  ter início no próximo sábado o Simpósio de Arte Contemporânea – Cidade da Guarda (SIAC), com a inauguração de uma retrospetiva à obra do artista plástico espanhol José Luis Coomonte.

    “5 rostos | 5 mundos - Ciclo Expositivo de Homenagem ao Escultor da Ibéria” é o titulo desta exposição, um dos destaques do SIAC, que ficará patente na Galeria de Arte do Teatro Municipal da Guarda até 30 de julho, ultrapassando a data final do simpósio que terminará a 14 de junho. A inauguração, que conta com a presença do escultor de Zamora, está marcada para as 18h00.

    José Luís Coomonte nasceu em Benavente, Zamora, em 1932. Entre 1950 e 1954 realiza os seus estudos em Madrid. Terminado o curso instala-se num estúdio coletivo na capital espanhola no qual realizará diversas obras de escultura e artes aplicadas. Em 1960 é selecionado para representar Espanha na Bienal de Arte Sacra de Salzburgo no qual recolhe a medalha de ouro. Tal conquista projeta-o o para uma consagração gradual, aprofundada no ano seguinte ao ser escolhido para a exposição do Palácio de Belas Artes de Bruxelas e na II Bienal de Paris. A partir da Europa, onde realiza muitas outras exposições, o seu nome conhece uma projeção à escala mundial, com presenças em Nova Iorque, México, Filipinas. No continente europeu, apresenta-se em importantes mostras, em Itália, França, Holanda, etc. Repartindo a criação artística com o professorado (Instituto Laboral de Atocha, Madrid; Universidade de Salamanca), Coomonte descreveu um percurso admirável, sendo indubitavelmente um dos nomes maiores da escultura ibérica e europeia.

    Recorde-se que presenças físicas de escultores e pintores de projeção internacional e obra representada, O Simpósio Internacional de Arte Contemporânea junta mais de uma centena de artistas vindos de cinco continentes.
     O SIAC é um momento de contemplação e criação artística no espaço histórico da cidade da Guarda, com uma oferta cultural pluridisciplinar que vai desde as exposições à formação técnica. A iniciativa tem ainda uma dimensão social/cultural importante uma vez que pretende estimular a proximidade entre artistas e o público participante. Tem ainda um envolvimento especial, quer de artistas residentes na Guarda, quer da comunidade educativa em várias modalidades participativas que vão desde os workshops à própria criação dos jovens estudantes de artes.

    Num registo Ibérico e Europeu, o SIAC pretende ainda promover a fruição artística na cidade mais alta, fomentando a riqueza patrimonial e criativa urbana. Considera-se, por isso, uma ação integrada na proposta do futuro “Quarteirão das Artes” sendo que todas as obras produzidas ficarão como acervo de arte contemporânea da cidade da Guarda.

   O SIAC é uma iniciativa levada a cabo pelo Município da Guarda através do seu Museu e com a parceria da Universidade de Salamanca.

 

    Fonte: CMG

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:58


Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.




Arquivo

  1. 2023
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2022
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2021
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2020
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2019
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2018
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2017
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2016
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2015
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2014
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2013
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2012
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2011
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2010
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2009
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D
  196. 2008
  197. J
  198. F
  199. M
  200. A
  201. M
  202. J
  203. J
  204. A
  205. S
  206. O
  207. N
  208. D

Contacto:

correio.da.guarda@gmail.com