Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


EuroWorkshop “The Lithium Resources in Portugal"

por Correio da Guarda, em 20.09.18

LithiumEuroWokshop2018.jpg

     No Instituto Politécnico da Guarda (IPG) decorrerá de hoje (20) a 22 de setembro de 2018, o EuroWorkshop “The Lithium Resources in Portugal”, organizado pela Associação Portuguesa de Geólogos em colaboração com o IPG e a Federação Europeia de Geólogos.

    Com a realização deste EuroWorkshop, pretende-se dar a conhecer o importante papel que Portugal poderá ter na investigação e prospeção, bem como na eventual, exploração de lítio à escala mundial.

   Entre os diversos temas a abordar, destacam-se as principais ocorrências de lítio já conhecidas em Portugal, os aspetos legais associados a pedidos de atribuição de direitos de prospeção & pesquisa e de exploração, o papel das empresas de extração de minerais industriais, os avanços tecnológicos relativos ao seu processamento mineral e metalúrgico, o impacto ambiental relacionado com a sua prospeção e exploração e o aproveitamento geoturístico deste recurso endógeno da região da Guarda.

   O referido evento incorpora, ainda, uma visita de estudo a explorações mineiras de minerais industriais litiníferos, atualmente em atividade na região da Guarda (Gonçalo), e a antigas minas de estanho, feldspato e quartzo, que se encontram em apreciação para a pesquisa e prospeção de lítio na região de Viseu.

   Este EuroWorkshop é organizado no âmbito do Projeto “A Geologia como Base da Qualidade de Vida? A Sustentabilidade do Lítio na Povoação de Gonçalo”

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:01

Projeto de monitorização de árvores na Guarda

por Correio da Guarda, em 05.08.17

 

      O Instituto Politécnico da Guarda (IPG) obteve, recentemente, a aprovação e financiamento dos seis projetos submetidos ao Sistema de Apoio à Investigação Científica e Tecnológica (SAICT) dos quais é líder. O IPG obteve o pleno de candidaturas que a instituição se podia submeter e assegurou a participação em mais nove projetos com instituições de Ensino Politécnico congéneres.

     Uma das candidaturas aprovadas relaciona-se com o projeto Monitorização & Manutenção Avançada de Árvores (TreeM). “A árvore é um ser vivo fundamental, regulador da natureza, do clima e da ecologização urbana”, como é referido a propósito. “Enquanto estrutura viva, a árvore está sujeita à biodegradação. Neste caso, fica com as suas capacidades limitadas, quer de resistência quer de produtividade, representando uma perda ambiental e económica, além de ser uma fonte de risco para pessoas e bens”.

      Como nos foi referido, presentemente a maioria das deteções de manifestações patológicas é feita visualmente; porém, muitas são de difícil identificação e monitorização, por não serem percetíveis. Estas técnicas tradicionais, que assentam na inspeção visual, detetam tardiamente as patologias, dificultando a sua eliminação ou mitigação.

Árvore  HS.JPG

       De referir que nas avaliações mais precisas, a técnica tradicional recorre a metodologias invasivas e pontuais que constituem portas de entrada para agentes patogénicos. As técnicas tradicionais revelam-se ainda morosas, dispendiosas e muitas vezes ineficazes.

     A Termografia por Infravermelhos (TIV) possibilita a medição contínua e simultânea da temperatura de uma superfície, em tempo real e sem contacto, podendo constituir uma ferramenta poderosa, expedita, não poluente e não intrusiva para análise da integridade biológica de árvores.

     Assim, este projeto, a desenvolver pelo IPG, visa otimizar esta técnica de diagnóstico para a inspeção, monitorização e deteção precoce de manifestações patológicas em árvores. A aplicação da técnica poderá permitir a diminuição dos meios humanos e materiais atualmente utilizados pelas técnicas tradicionais, com consequentes ganhos ambientais e económicos.

    Para Rui Pitarma (docente do Instituto Politécnico da Guarda), investigador responsável pelo projeto TreeM, este estudo aplicado a árvores “pode constituir um polo de investigação aglutinador, ligado aos recursos naturais endógenos, centrado na Guarda, no coração do Parque Natural da Serra da Estrela”.

      Na sua perspetiva, o IPG deve ter “uma agenda ambiental forte e este estudo poderá representar um bom contributo. Grande parte dos recursos económicos e patrimoniais da Região Centro de Portugal resultam dos seus recursos naturais endógenos, como a floresta e a fruticultura, que representam quase metade do valor acrescentado bruto setorial do país, e que se pretendem ver alargados através da aplicação de novas tecnologias”.

     A TIV é uma tecnologia conhecida, com extensa aplicação em diversos domínios, mas cuja aplicação a árvores é ainda embrionária, sendo pioneira em Portugal. “Face à natureza do estudo, o projeto envolve uma equipa multidisciplinar. Em investigação os resultados não são garantidos, mas as expectativas são promissoras”, acrescentou Rui Pitarma.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:00

Politécnico da Guarda promove eficiência energética

por Correio da Guarda, em 29.06.17

Campus IPG - edifício Central.JPG

    O Politécnico da Guarda (IPG) aprovou um financiamento no montante de cerca de 3 milhões de euros para promover a eficiência energética do seu Campus e dos Serviços de Ação Social (Residências e Cantinas).

    Esta verba, suportada numa candidatura ao POSEUR, permitirá dotar aquela instituição com os mais evoluídos equipamentos para a produção de energia, climatização, iluminação e gestão energética integrada dos diversos edifícios.

   De realçar que o referido investimento privilegiará a introdução de caldeiras de biomassa, sistema térmicos solares, sistemas fotovoltaicos, baterias de acumulação, iluminação led, revestimentos de coberturas e peliculas que permitiram reduzir substancialmente a fatura mensal de energia e, simultaneamente, tornar-se num espaço mais amigo do ambiente.

    Com estas verbas, o Instituto Politécnico da Guarda promove a implementação de sistemas suportados em energias limpas, contribuindo para uma efectiva sustentabilidade ambiental e simultaneamente um sistema inteligente de gestão energética – Gestão Técnica Centralizada -, que permitirá maior eficiência e controlo dos equipamentos, com a capacidade de envolver investigadores e estudantes neste campo de conhecimentos, contribuindo para estudos e boas práticas ambientais e de gestão da energia. Através deste investimento (o maior atribuído às instituições de ensino superior pelo POSEUR), e face ao caráter inovador do projeto, o IPG tornar-se-á numa das instituições nacionais de Ensino Superior mais eficientes em termos de uso de fontes de energias renováveis, de capacidade de gestão técnica dos equipamentos e espaços e de envolvimento dos estudantes em estudos aplicados.

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:45

Encontro Ibérico do Carvalhal

por Correio da Guarda, em 19.03.17

 

    No Auditório Municipal do Sabugal vai decorrer no próximo dia 7 de Abril o Encontro Ibérico do Carvalhal – valorização da multifuncionalidade.

    Este encontro é organizado pela Câmara Municipal, no âmbito da “Sabugal + Valor” e pretende sublinhar o carvalho negral como o principal património florestal do concelho, pois ocupa  66% do coberto florestal.

    Como foi referido a propósito, "as florestas de carvalho constituem um património natural de grande valor, providenciando importantes funções ambientais, ecológicas e socioeconómicas. São uma fonte de recursos lenhosos e não-lenhosos, cumprem diversas funções ecológicas relacionadas com a proteção do meio ambiente e a conservação da biodiversidade, e desempenham uma importante função paisagística e recreativa."

    Nos carvalhais, a exploração multifuncional dos produtos não lenhosos - caça, silvopastorícia, cogumelos silvestres, as plantas aromáticas e medicinais, entre outros, em complementaridade com a atividade agrícola e pecuária são, por isso, oportunidades para garantir um adequado rendimento e providenciarem um desenvolvimento florestal sustentado.

    Este encontro pretende focar-se  nas oportunidades que a múltipla funcionalidade destes ecossistemas podem gerar na sociedade e economia do concelho do Sabugal.

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:51

Microgeração IPSS

por Correio da Guarda, em 29.05.15

 

     O Centro de Formação Assistência e Desenvolvimento, com a colaboração da Câmara Municipal da Guarda, do Ministério da Educação (DREC) e algumas Entidades Privadas, concretizou o projeto “Microgeração-IPSS”, em 45 Escolas, fazendo da Guarda o concelho do País com maior número de Centrais Fotovoltaicas IPSS.

    Este projeto tem como objetivos a sensibilização dos jovens para a utilização das energias renováveis, defesa do ambiente e de promoção de medidas de solidariedade social.

    Para assinalar o dia Mundial do Ambiente o CFAD e a Câmara Municipal da Guarda vão assinalar no próximo dia 5 de Junho a “efeméride” Dia Mundial do Ambiente às horas nos Paços do Concelho da Guarda, com o objetivo de divulgação/exposição de trabalhos manuais no âmbito das Energias Renováveis concebidos pelos alunos do Agrupamento de Escolas Afonso Albuquerque e do Agrupamento de Escolas da Sé.

    No princípio do ano letivo foi lançado nos dois Agrupamentos de Escolas o concurso sob o lema “Juntos pelo Planeta”, para a construção de uma maquete com materiais recicláveis. Concorreram 13 turmas, sendo 7 do 1º ciclo e 6 do 2º ciclo, 5º ano.

    Serão atribuídas prémios às três melhores maquetes de cada ciclo no valor global de mil euros. A exposição estará patente ao público até ao dia 11 de Junho.

     (Fonte CFAD)

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:04

Italiano venceu CineEco 2014

por Correio da Guarda, em 19.10.14

    

     O realizador italiano Enrico Cerasuolo foi o vencedor da edição 2014 do CineEco – Festival Internacional de Cinema Ambiental da Serra da Estrela, que decorreu em Seia.

     Enrico Cerasuolo concorreu a este certame com a película “Última Chamada - O Que Ainda Não Foi Contado Sobre a Crise Global".

     O Prémio da Lusofonia foi atribuído a "Neram N`Dok", dos portugueses Luís Melo, Diogo Ferreira e Emanuel Ramos.

    "Outono" de Marco Amaral (Portugal), um filme rodado na região da Serra da Estrela, conquistou o prémio Lusofonia/Panorama Regional.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:13

CineEco 2014

por Correio da Guarda, em 20.08.14

 

     Na Casa da Cultura de Seia vai decorrer, de 11 a 18 de Outubro, a 20ª edição do CineEco – Festival Internacional de Cinema Ambiental da Serra da Estrela.

    A este festival concorrem cerca de quatro centenas de filmes, de todo o mundo.

     O Festival que é organizado pelo Município de Seia, voltou a despertar grande interesse e entusiasmo por parte de realizadores de todo o mundo que enviaram os seus trabalhos para as várias secções a concurso.

     O júri de pré-selecção está agora a ultimar a escolha dos melhores para a competição Internacional - longas, médias e curtas-metragens; séries e reportagens televisivas; competição Lusófona - longas, médias e curtas-metragens, que inclui uma competição regional.

     O CineEco, que cumpre este ano a sua 20ª edição, entre as várias novidades que prepara para a edição deste ano, destaca a organização de uma cimeira de realizadores de festivais de cinema ambiental de todo o mundo, uma conferência sobre temas ambientais da actualidade, bem como a realização de um documentário sobre os 20 anos do festival, para apresentar na sessão de abertura e passar num canal televisivo.

    Este certame tem como principais objectivos a reflexão e apelo à intervenção em matéria de preocupações ambientais e de sustentabilidade; proporcionar ao público da região bons filmes, procurando envolver em simultâneo a comunidade local e ainda reforçar a notoriedade de Seia, enquanto território de montanha de grande potencial turístico e ambiental, no interior de Portugal.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:58

Parque Urbano

por Correio da Guarda, em 25.05.14

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:57

Festival Internacional de Cinema Ambiental em Seia

por Correio da Guarda, em 22.10.13

 

     Na cidade de Seia está a decorrer, desde o passado sábado, até 26 de Outubro o CineEco - Festival Internacional de Cinema Ambiental, considerado o melhor da produção mundial de filmes desta temática.

     O festival decorre na Casa Municipal da Cultura de Seia e este ano tem com presidente do júri o Júri presidido pelo novo diretor da Cinemateca Brasileira, Lisandro Nogueira.

    Apresentam-se a concurso 11 Longas-metragens. Uma competição que contempla Planeta Oceano, de Yann Arthus-Bertrand & Michael Pitiot, (França), um filme que capta imagens extraordinárias dos oceanos, fonte de toda a vida no planeta.

     CAÇADORES DE FRUTA do realizador Canadiano, premiado em vários festivais, ou A QUINTINHA, do grego Nikos Dayandas, que faz a abordagem a um número cada vez maior de atenienses, que em plena crise grega se mudam para o interior, na esperança de melhorar as suas vidas.

     EM TRANSIÇÃO 2.0, de Emma Goude, (Reino Unido), proporciona uma inspirada reflexão sobre as ideias do movimento de Transição e reúne histórias de todo o mundo (incluindo da Amoreira, uma pequena aldeia no Alentejo, em Portugal) contadas por pessoas comuns que fazem coisas extraordinárias.

     METAMORFOSE, do alemão Sebastian Mez, conta a história de uma população que vive num dos locais mais radioativos da Terra, perto das instalações nucleares ‘Mayak, a principal produtora de material para as armas nucleares da União Soviética.

     NO VENTRE DE TÓQUIO, de Reinhild Dettmer-Finke, (Alemanha) relata a propagação de falsas informações sobre Fukushima, sobre relatórios de negação da contaminação de água e esgotos e como foi manipulada a cobertura mediática, de manifestações e outras ações de desobediência civil.

     VAMOS SALVAR OS ALIMENTOS, de Valentin Thurn, (Alemanha), aborda a maneira como agricultores, gerentes de supermercado, cozinheiros, estudantes de design e simples donas de casa tentam diferentes maneiras de lidar com comida.

    O ÚLTIMO OCEANO, de Peter Young, (Nova Zelândia), levanta o véu sobre a pesca comercial no ecossistema marinho mais primitivo do Planeta Terra: o Mar de Ross, na Antártida, seguindo o apetite insaciável da humanidade por peixe.

     O NEGÓCIO DO CARVÃO, de Lorena Luciano & Filippo Piscopo, (EUA) onde os moradores de uma comunidade rural de West Virginia, nos EUA, acusam a principal companhia de carvão Massey Energy, pela contaminação da água, causadora de doença generalizada.

     ABELHAS E HOMENS, de Markus Imhoof, (Alemanha/Suiça, Austria), busca resposta para a causa de morte das abelhas em todo o mundo.

    VELOCIDADE, de Ivó Vinuesa, (Espanha). Uma história sobre a relação entre uma via rápida e uma via lenta, neste ponto da fronteira, entre o processo de construção de um viaduto e a população que teve que viver com a transformação da sua paisagem.

     A Competição Internacional conta ainda com 20 curtas-metragens sobre temáticas ambientais pertinentes; 17 curtas, médias e longas-metragens na competição da Lusofonia, 7 na competição Lusofonia / Panorama Regional, 11 sessões especiais, uma sessão de 10 “curtinhas”, uma mostra de 7 curtas numa sessão de Cinema pela “inclusão social”, em parceria com o Festin, 3 longas no Panorama Infantil e 5 na secção Panorama.

     Ao todo são mais de 90 filmes entre curtas-médias e longas-metragens, numa autêntica festa do cinema, naquele que é o único festival de cinema ambiental que se realiza em Portugal e um dos mais antigos do mundo.

     Organizado pelo município de Seia e dirigido porMário Branquinho, José Vieira Mendes e Carlos Teófilo, o CineEco é um dos membros fundadores da plataforma Green Film Network, que integra mais de 20 festivais de cinema de ambiente de todo o mundo.

 

     Fonte: Cine Eco

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:39

Sopro Vital no aniversário da Guarda

por Correio da Guarda, em 22.11.12

 

     “Guarda: Sopro Vital” é o espectáculo que terá lugar amanhã, dia 23, no Grande Auditório do TMG: será também apresentado no sábado (dia 24), à mesma hora, às 21h30 horas,  e domingo, dia 25, às 16h00.

    Este espectáculo comunitário – que assinalará o 813º aniversário da cidade da Guarda – contará com o envolvimento de centenas de participantes das colectividades e associações do concelho, bem como de músicos e actores da cidade, bem à semelhança das anteriores edições,“Guarda: Paixão e Utopia”, “Guarda: Rádio Memória” e“Guarda: A República”.

     Em “Guarda: Sopro Vital”, desta vez é o “Ar” o protagonista de toda a trama, ou não fosse a Guarda, cidade distinguida pela Federação Europeia de Bioclimatismo com a insígnia“Cidade Bioclimática Ibérica”.

     «O ar puro da Guarda é, desde há muito, uma "marca" associada à Guarda. Mais evidente, desde o tempo em que aqui se construiu um sanatório. A "Guarda: cidade da saúde", por causa dos ares, é uma imagem recorrente quando falamos da nossa terra. Este espectáculo assenta nessa ideia-forte para contar outras histórias (pessoas, vidas, caminhos, sucessos, falhanços, sonhos, doenças, mortes, etc.).

      As personagens que criámos estão ali juntas, naquele espaço, por causa do ar da Guarda. Por causa da excelência de um ar que não sendo milagroso tem a força de ajudar a superar mazelas do corpo e da alma. Aquelas pessoas estão naquele espaço porque o ar da Guarda ajuda a qualificar as suas vidas. Vamos acompanhar aquelas personagens, ouvindo e vendo o que têm para nos contar. Sobre si próprias, sobre a cidade, sobre o ar, sobre a vida e sobre o futuro»,refere Américo Rodrigues, o coordenador deste espectáculo.

     “Guarda: Sopro Vital” é um espectáculo produzido em parceria pela Câmara Municipal da Guarda, pelo Teatro Municipal da Guarda e pelo Trigo Limpo – Teatro ACERT, com a coordenação geral de Américo Rodrigues.

     O guião e textos são de Américo Rodrigues, João Neca e José Rui Martins, a encenação de José Rui Martins, a assistência de encenação de João Neca, a direcção musical e música original de César Prata, a cenografia de José Tavares e o vídeo de Mecca (RM21).

     No elenco do espectáculo figuram João Pereira, Carlos Lopes, Pedro Sousa, Alcides Fernandes, António Rebelo, Américo Rodrigues, Filipa Teixeira, Albino Bárbara, Daniel Rocha, Agostinho da Silva, Ana Luisa Neves, Carla Morgado, Elisabete Fernandes, Vanda Rodrigues, Rui Pedro Dias, Luís Teixeira, Ronaldo Fonseca, Sá Rodrigues, Sérgio Currais, José Rui Martins, Honorato Esteves, António Godinho, Carlos Morgado, Anabela Chagas, Helena Rodrigues, José Monteiro e João Teixeira.

     As colectividades participantes são o Aquilo Teatro, Ronda do Jarmelo, Associação Cultural Social e Recreativa da Sequeira, Grupo de Cantares da Arrifana, Gambozinos e Peobardos, Conservatório de Música de São José, Rancho Folclórico do Centro Cultural da Guarda, Grupo Coral Pedras Vivas, Camponeses de Aldeia do Bispo, Grupo de Cantares “A Mensagem”, Clube de Montanhismo da Guarda e “Ontem, Hoje e Amanhã” de Maçainhas.

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:30


Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.




Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D

Contacto:

correiodaguarda@sapo.pt correio.da.guarda@gmail.com



Google +


Referenciar citações

Protected by Copyscape Website Copyright Protection