Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Seia desceu de nível de contágio

por Correio da Guarda, em 04.01.21
 

O concelho de Seia deixou de integrar, hoje, o mais elevado nível de contágio por Covid-19.

Aquele concelho registou uma incidência cumulativa a 14 dias de 427 casos positivos por cada 100 mil habitantes.

Assim,  passou a integrar o nível de risco “Elevado” (240-480), o que se traduz um alívio ao nível das medidas restritivas decretadas pelo Governo, nomeadamente a não obrigatoriedade do dever de recolhimento ao fim de semana, a partir das 13 horas.

 

Fonte: CMSeia

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:50

As Cores da Estrela

por Correio da Guarda, em 15.12.20

 

No Posto de Turismo de Seia está patente até 31 de dezembro a exposição fotográfica "As Cores da Estrela".

Trata-se de uma exposição coletiva da Associação de Arte e Imagem.

As cores da Estrela.jpg

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:38

Cinema ambiental da Serra da Estrela

por Correio da Guarda, em 19.10.20

Cine ECO.jpg

Em Seia decorreu de 10 a 17 de outubro a  26.ª edição do CineEco - Festival Internacional de Cinema ambiental da Serra da Estrela.
“O Que Arde“, do realizador francês Oliver Laxe, foi o vencedor do Grande Prémio Ambiente – Município de Seia, na Competição Internacional de Longas-Metragens. A narrativa assenta na Natureza e é uma parábola rural vivida numa aldeia aninhada nas montanhas da Galiza, que se depara com um fogo florestal, após o regresso à comunidade de um condenado.
Na Competição Internacional de Curtas-Metragens, a animação portuguesa “O Peculiar Crime do Sr. Jacinto”, de Bruno Caetano, arrecadou o “Prémio Educação Ambiental – Associação Mares Navegados”.
A próxima edição do CineEco vai decorrer de 9 a 16 de outubro de 2021, na cidade de Seia.
 
Fonte e Foto: CMSeia
 
 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 07:25

Fundo Emergência Abem COVID-19.

por Correio da Guarda, em 02.05.20

Emergência abem COVID-19.png

Seia é o primeiro concelho do distrito da Guarda a integrar o grupo de autarquias e IPSS que ativaram o Fundo Emergência Abem COVID-19. Um total de vinte seis até ao momento.

Em tempo de pandemia e antecipando as dificuldades específicas de muitas famílias portuguesas, o Fundo Emergência Abem COVID-19 já está a ajudar famílias que se viram privadas do acesso aos medicamentos. A expetativa é de crescimento exponencial de beneficiários nas próximas semanas, em face do agravamento de situações de desemprego e situações de lay-off em empresas.

As entidades de terreno estão a identificar cidadãos que devido à pandemia do novo coronavírus apresentem necessidades específicas para serem apoiados no acesso a medicamentos, produtos e serviços de saúde.

«A pandemia COVID-19 vai levar muitas famílias a situações de carência económica que precisam da ajuda de todos nós para aceder a bens essenciais como os medicamentos. Por outro lado, há doentes de risco que necessitam de receber em casa os medicamentos hospitalares evitando deslocações a hospitais. Com a solidariedade de todos, a Emergência Abem COVID-19 vem dar resposta a quem mais precisa», refere Maria de Belém Roseira, embaixadora da Associação Dignitude, entidade promotora da iniciativa.

Este movimento solidário abre portas a todas entidades que se queiram juntar e apoiar os mais vulneráveis.  A distribuição dos medicamentos hospitalares, entregues por mais de 20 hospitais, é assegurada pelo Fundo Emergência Abem COVID-19 o que permite aos cidadãos recebê-los nas suas casas ou, caso prefiram, numa farmácia local, evitando deslocações que coloquem em risco a sua saúde.

Os interassados podem obter mais informação aqui.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:24

Vale da Teixeira no CineEco 2019

por Correio da Guarda, em 17.09.19

 

 

Vale da Teixeira - ASá Rodrigues.jpg

 

O documentário “Paisagem sonora do Vale da Teixeira”, da autoria do jornalista António Sá Rodrigues, foi selecionado para a vigésima quinta edição do Festival Internacional de Cinema Ambiental da Serra da Estrela/ CineEco.

Incluído na categoria de “Panorama Regional -Língua Portuguesa” este trabalho, “aborda aspetos relacionados com a natureza, a agricultura, a produção de azeite, o património religioso e algumas das marcas deixadas na paisagem pelos incêndios florestais de 2017”, como referiu o seu autor ao “Correio da Guarda”.

 

 

Como surgiu este trabalho?

 

A ideia para o documentário “Paisagem sonora do Vale da Teixeira” surgiu no ano letivo de 2018/2019, quando frequentava o 2.º ano do curso de Repórter de Som e Imagem na Escola Superior de Educação, Comunicação e Desporto do Instituto Politécnico da Guarda.

Fiz o filme para a cadeira de Captação e Edição de Vídeo II. O meu objetivo foi utilizar a imagem e o som para dar a conhecer as diversas potencialidades do Vale da Teixeira, que começa na freguesia de Panoias, junto da povoação de Barracão, próximo da Linha do Caminho de Ferro da Beira Baixa, e inclui áreas das freguesias de Ramela e de Benespera, todas do concelho da Guarda.

O documentário aborda aspetos relacionados com a natureza, a agricultura, a produção de azeite, o património religioso e algumas das marcas deixadas na paisagem pelos incêndios florestais de 2017 e termina com uma orquestra dos vários sons captados, que funciona como uma espécie de exaltação desta parcela territorial do concelho da Guarda.

 

Que mensagem pretende transmitir?

 

Pretendo chamar a atenção das pessoas para os vários aspetos do Vale da Teixeira (natureza, agricultura, património cultural e religioso, etc.) e contribuir para a divulgação deste bonito território.

O Vale da Teixeira situa-se perto da cidade da Guarda, mas, lamentavelmente, ainda é desconhecido por muitas pessoas. É uma zona muito bonita e agradável para descobrir sozinho ou acompanhado pela família, ao longo de todo o ano.

ASRodrigues (3).jpg

 

Que importância atribui à sua aceitação no CineEco?

 

Recebi a notícia com muita satisfação. Fui incentivado por alguns amigos a participar e, desde já, também lhes agradeço todo o apoio e colaboração que me deram nesse sentido.

 É para mim um orgulho verificar que a um trabalho realizado em contexto académico foi atribuído algum valor para poder estar ao lado de outros de maior importância e envergadura, não só no contexto nacional, mas também internacional.

Não esperava que o documentário da minha autoria fizesse parte da seleção oficial do CineEco 2019 – 25.º Festival Internacional de Cinema Ambiental da Serra da Estrela, que se realiza em Seia de 12 a 19 de outubro; uma vez que faz, fico contente por levar o nome do meu querido Vale da Teixeira mais longe e de poder contribuir para a divulgação das suas potencialidades naturais e patrimoniais aos mais diversos níveis.

 

Vai continuar a abordar esta temática?

 

Certamente. Quem me conhece sabe que sou um eterno apaixonado pelo Vale da Teixeira, pelas paisagens, pela natureza, pelo azeite que ali se produz, pelo seu passado histórico …

Desta vez foi feita uma abordagem genérica e quase que superficial sobre o muito que ali existe, de modo que, admito a possibilidade de novos trabalhos.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:58

Cinema Ambiental: nova edição do CineEco

por Correio da Guarda, em 12.09.19

Cine ECO 2019 - SEIA .jpg

Em Seia vai decorrer de 12 a 19 de outubro de 2019 mais uma edição do CineEco – Festival Internacional de Cinema Ambiental da Serra da Estrela.

Trata-se do único festival de cinema em Portugal, dedicado à temática ambiental, no seu sentido mais abrangente, que se realiza em Seia, forma ininterrupta desde 1995, organizado pela Câmara Municipal de Seia.

Este festival, que decorrerá na Casa Municipal da Cultura de Seia e no CISE – Centro de Interpretação da Serra da Estrela, já ganhou prestígio internacional, concorrendo habitualmente mais de 600 documentários, oriundos de mais de 30 países.

O formato do certame assenta num conjunto de atividades desenvolvidas ao longo de oito dias e nelas se incluem diversas atividades paralelas, como sejam conferências, concertos, workshops, exposições, para além da secção competitiva e vários ciclos de cinema.

De referir que o Cine’Eco oferece ao público em geral um cinema de qualidade e cinematografias pouco conhecidas e alternativas em relação ao mercado tradicional; procura cativar novos públicos, sensibilizando-os para o cinema, a sua história e a sua estética.

Mais informação aqui.

 

Fonte: Organização CineEco

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:47

Reflorestação em Vide

por Correio da Guarda, em 26.02.19

 

     O Movimento de Cidadãos por uma Estrela Viva promove no sábado, dia 2 de março, mais uma ação de reflorestação na freguesia de Vide, Seia. A concentração está agendada para as 14h30, no Largo da Feira.

   Ao longo da tarde, está prevista a plantação entre 400 a 500 medronheiros e quase uma centena de sobreiros numa das encostas sobranceiras à aldeia. Serão ainda entregues cerca de uma centena de freixose 150 carvalhos alvarinho a uma comunidade local e ao CISE, respetivamente, para plantação em data posterior. No final, haverá lanche comunitário na sede da União de Freguesias de Vide e Cabeça.

    A freguesia da Vide, situada no vale da Ribeira de Alvoco (limite sul do concelho de Seia), na transição da Serra da Estrela para a Serra do Açor, é a freguesia mais afastada da sede de Concelho e por isso sujeita a forte isolamento. Ocupa uma vasta área (é a maior freguesia do Concelho de Seia) e, apesar da sua importância histórica (chegou a ser sede de concelho), tem vindo aperder população a ritmo acelerado ao longo das últimas décadas.

   Dos mais de 3 000 habitantes na década de 50, não restam hoje mais de 200. A este declínio não é alheia a substituição de uma economia rural baseada na produção agro-pecuária tradicional (oliveira, milho, centeio, batata) e na exploração da floresta nativa (castanheiro, sobreiro e azinheira – árvores originais, entretanto praticamente desaparecidas – mas também medronho e cogumelos) por uma economia baseada na monocultura de pinheiro bravo (para madeira e resina): o pinheiro bravo, que rapidamente se tornou a espécie dominante, tem entretanto vindo a ser severamente afectado por pragas (como o nemátodo) e, principalmente, pelo flagelo dosincêndios florestais (incluindo o de 2017) que assolam recorrentemente a região, deixando as encostas despidas, vulneráveis à erosãoe ao repovoamento selvagem e desordenado por espécies invasoras e de fraco valor económico.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:49

Padre guardense nomeado Bispo de Viseu

por Correio da Guarda, em 05.05.18

D. António Luciano Costa - BISPO DE VISEU -.jpg

 

     O cónego António Luciano dos Santos Costa foi nomeado, pelo Papa, Bispo de Viseu, substituindo D. Ilídio Pinto Leandro que pediu a resignação do cargo por motivos de saúde.

    António Luciano Costa é natural de Corgas (freguesia e paróquia de Sandomil, Seia), onde nasceu a 26 de março de 1952; frequentou a Escola de Enfermagem Dr. Ângelo da Fonseca, em Coimbra, e trabalhou como enfermeiro nos Hospitais da Universidade (HUC). Após cumprir o serviço militar em Moçambique, voltou para HUC.

   Em 1980, iniciou o percurso para a formação sacerdotal tendo sido ordenado padre a 29 de junho de 1985, na Sé Catedral da Guarda.

   Integrou a equipa formadora do Seminário Maior tendo sido responsável pelo Secretariado das Vocações e Pré-Seminário. Em 1987 foi para Roma onde estudou em Roma Teologia Moral, na Academia Alfonsiana, integrando a Comunidade do Pontifício Colégio Português e concluindo a licenciatura.

     Em outubro de 1989 iniciou funções de professor de Teologia Moral no Seminário Maior da Guarda e de Deontologia Profissional e Ética na Escola de Enfermagem.

    A partir de janeiro de 1991, foi pároco de várias paróquias, primeiro no arciprestado da Guarda e depois no da Covilhã, onde criou uma capelania na Universidade da Beira Interior. Foi também capelão do Instituto Politécnico da Guarda e no Hospital Sousa Martins.

    Foi docente no Centro de Viseu da Universidade Católica e no Instituto Superior de Teologia; lecionou na Faculdade das Ciências da Saúde e fez estudos em Bioética, no Centro de Bioética da Faculdade de Medicina do Hospital de Santa Maria.

   Em 2010, foi nomeado vigário episcopal para o Clero e diretor da Casa Sacerdotal Diocesana da Guarda e, em 2012, cónego da Sé da Guarda.

   A Ordenação Episcopal está marcada para o dia 17 de junho, pelas 16 horas na Sé Catedral da Guarda Sé da Guarda e o início da sua atividade pastoral como Bispo de Viseu ocorrerá a 22 de julho.

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:55

GNR deteve 19 pessoas

por Correio da Guarda, em 17.08.17

 

     O Comando Territorial da Guarda, através do Destacamento Territorial de Gouveia deteve, nos dias 7, 8, 11 e 14 de agosto, no concelho de Seia, 19 pessoas, 16 por tráfico de droga e três por posse ilegal de armas, no decorrer de operações de combate à criminalidade.

     Para além das 19 detenções, foram apreendidas diferentes substâncias estupefacientes e armas, e elaborados 25 autos de contraordenação por consumo de estupefacientes, tendo as operações sido materializadas em ações de fiscalização rodoviária.

    Entre o material apreendido constavam 265 doses de haxixe; 23 doses de cocaína; 208 doses de MDMA; 246 gramas de anfetaminas; 59 gramas de liamba; 140 comprimidos de ecstasy; 17 gramas de ketamina; 40 selos de LSD; quatro gramas de cogumelos mágicos; dois aerossóis de defesa; três armas brancas e uma soqueira.

    Presentes ao Tribunal de Seia, os detidos, 15 homens e quatro mulheres, com idades compreendidas entre os 20 e os 50 anos, ficaram sujeitos a termo de identidade e residência

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:59

Valorização do Rio Alva

por Correio da Guarda, em 17.05.17

 

     A Câmara Municipal de Seia e os municípios de Arganil, Gouveia, Oliveira do Hospital, Penacova, Tábua e Vila Nova de Poiares assinaram ontem, em São Pedro do Alva, o compromisso para a valorização do rio Alva.

     O  documento subscreve um interesse comum assente na ativação do potencial endógeno dos territórios atravessados pelo rio Alva, no sentido da criação de um produto turístico compósito.

    Para as referidas autarquias, esta é uma forma de conservar e salvaguardar os recursos naturais, mas essencialmente de valorizar e promover de forma integrada os produtos turísticos implementados no território, como as praias fluviais, mas também os caminhos pedestres e cicláveis e outros recursos naturais diversos que atravessam, cruzam, interpretam, marcam e valorizam toda a paisagem, cujas potencialidades passam pelo desfrute da natureza ou até mesmo pelo desafio para a prática de atividades ao ar livre e de desportos de aventura. 
    Promover, valorizar e inovar de acordo com as potencialidades do rio Alva, tornando-o um motor de desenvolvimento dos concelhos em complementaridade com outros setores e/ou atividades, criando dinâmicas com instituições, associações e agentes económicos são as premissas consideradas para ativar o potencial deste rio selvagem e de montanha.

 

    Fonte: Câmara Municipal de Seia

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:34


Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.




Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2011
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2010
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2009
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2008
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D

Contacto:

correio.da.guarda@gmail.com