Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Festival de Tunas na Guarda

por Correio da Guarda, em 04.03.18

Festival de Tunas da Guarda.jpg

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:15

Feira do Emprego

por Correio da Guarda, em 02.03.18

 

     Na Escola Superior de Tecnologia e Gestão do Instituto Politécnico da Guarda vai decorrer, nos próximos dias  5 e 6 de Março, a Feira do Emprego.

   Trata-se de uma iniciativa que tem por objetivo proporcionar um encontro entre os alunos e empregadores e dar a conhecer algumas das realidades do mercado de trabalho.
   Redes sociais e novas oportunidades, estágios em organizações internacionais, estágios profissionais, recrutamento, propostas da Gap Year e marketing pessoal são alguns dos temas das comunicações que integraram o programa desta iniciativa.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 07:55

Cibersegurança na Guarda

por Correio da Guarda, em 22.11.17

 

     No Instituto Politécnico da Guarda (IPG) vai decorrer no próximo dia 29 de Novembro um seminário internacional subordinado ao tema “Cibersegurança: do que nos devemos proteger”. Trata-se de uma iniciativa do Comando Territorial da Guarda da GNR em parceria com o IPG.

    Como foi referido na conferência de imprensa, realizada na segunda-feira, para apresentação deste Seminário, “as ameaças digitais afetam hoje toda a sociedade e a cada segundo são muitos os ataques que acontecem à escala mundial e que têm como alvo as mais diversas infraestruturas e plataformas” e, por outro lado, “cada vez mais os ataques são polifórmicos, altamente mutáveis e facilmente os atacantes conseguem controlar o ataque remotamente. Nesse sentido é importante estar consciente das ameaças e perigos digitais, de modo a implementar mecanismos de proteção e saber agir em momentos mais críticos”.

    Assim, como foi explicado, este Seminário pretende sensibilizar a comunidade para as medidas de proteção adequadas, em cada situação.

Carlos Pimentel (GNR) irá abordar a realidade portuguesa ao nível da cibersegurança assim como a exploração do ciberespaço como meio para a criminalidade. Serão ainda apresentadas algumas ações desenvolvidas pela GNR na divulgação de auto medidas de proteção e no apoio às boas práticas de utilização da Internet;

    Por seu turno, Luis Elneser Montesinos (Guardia Civil, Espanha) apresentará a realidade espanhola no que diz respeito ao crime digital perspetivando a visão do futuro nesta área.

    O conferencista do IPG, Pedro Pinto, irá falar das principais ameaças digitais, preocupações e mecanismos de mitigação no ciberespaço; serão ainda demonstradas algumas ameaças atuais e abordados alguns mecanismos de proteção.

    Este Seminário decorrerá no Auditório dos Serviços Centrais do IPG, a partir das 9h30, sendo aberto à comunidade.

Cibersegurança.jpg

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:01

Desenvolvimento de Software inovador

por Correio da Guarda, em 24.10.17

GoCONTACT - Guarda.jpg

     No Instituto Politécnico da Guarda está já a funcionar um pólo de desenvolvimento da empresa GoContact que desenvolve software inovador de IPBX e de Contact Center, ambos na cloud.

    Esta empresa, para além do investimento que realiza ao nível da Internacionalização, aposta igualmente no alargamento dos seus polos de desenvolvimento em Portugal, tendo assim surgido a sua implantação na Guarda, nas instalações do IPG.

    A aproximação com esta instituição de ensino superior politécnico e a descentralização estratégica do interior do país são, na perspetiva da GoContact, “fatores importantes e que ajudaram na decisão de abertura deste novo espaço”, traduzindo a sua estratégia no contexto nacional. Atualmente, a GoContact está presente em Aveiro, Porto, Lisboa e agora na Guarda.

    O pólo de desenvolvimento da GoContact, sediado no Instituto Politécnico da Guarda, pretende aproveitar a experiência e o conhecimento existentes nesta instituição, em termos de desenvolvimento da plataforma de contact center.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:40

Jornadas de Fotografia da Guarda

por Correio da Guarda, em 22.08.17

 

     As Jornadas de Fotografia da Guarda vão decorrer, nesta cidade, no próximo dia 14 de Outubro, organizadas pelo Instituto Politécnico da Guarda (IPG) e pelo Fotoclube da Guarda (FCG).

    Estas jornadas pretendem evidenciar o papel da fotografia na sociedade contemporânea, divulgar trabalhos fotográficos incidentes sobre várias áreas, proporcionar um debate entre fotógrafos de vários níveis e todos quantos se dedicam à fotografia.

    A referida iniciativa, se por um lado se pretende afirmar como um eminente contributo formativo (e pedagógico), por outro procura estabelecer/consolidar ligações com pessoas ligadas ao mundo da fotografia (profissionais e amadores).

    O programa, a divulgar em breve, e de acordo com a Organização, contempla temas como Fotografia de Paisagem, Fotojornalismo, Fotografia Documental, Microfotografia, Pós-produção de Imagem e Fotografia da Natureza, entre outros.

    As jornadas vão realizar-se no Instituto Politécnico da Guarda e serão complementadas com uma exposição de fotografia.

     As inscrições são gratuitas (mas obrigatórias) e devem ser feitas aqui. Outras informações podem ser solicitadas para as contas de correio eletrónico gic@ipg.pt ou fotoclubedaguarda@gmail.com.

Cartaz 1 final.png

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:00

IPG desenvolve projeto de investigação sobre Lítio

por Correio da Guarda, em 03.08.17

IPG - edifício Central.jpg

 

O Instituto Politécnico da Guarda (IPG) obteve a aprovação e financiamento dos seis projetos submetidos ao Sistema de Apoio à Investigação Científica e Tecnológica (SAICT) dos quais é líder. O IPG obteve o pleno de candidaturas que a instituição se podia submeter e assegurou a participação em mais nove projetos com instituições de Ensino Politécnico congéneres.

Uma das candidaturas aprovadas relaciona-se com o projeto “A geologia como base da qualidade de vida - A sustentabilidade do Lítio”. “A gestão sustentável de recursos é atualmente uma prioridade da sociedade em que vivemos, sendo que cada região deve tirar partido dos seus recursos naturais, em particular dos seus recursos endógenos de natureza geológica. A Europa é deficitária em lítio. Portugal e Espanha são os únicos países da EU com recursos deste minério e com potencial para novas descobertas, como o comprova o recente relatório do grupo de trabalho sobre o lítio criado pelo governo em dezembro de 2016”, comentou Ana Antão (ESTG/IPG), a investigadora responsável por este projeto.

A produção nacional de Lítio concentrada nas regiões de Guarda, Viseu, Vila Real e Viana do Castelo, tem vindo a aumentar, assim como os pedidos de prospeção e pesquisa para este metal. Acontece ainda que muitos dos recursos geológicos portugueses situam-se em zonas desfavorecidas do nosso território, por vezes longe dos grandes centros urbanos.

A zona de intervenção do projeto, Gonçalo-Guarda, além de possuir as características anteriormente referidas, é uma das únicas no panorama português dos recursos de minérios litiníferos associadas aos pegmatitos, sendo a sua valorização, numa perspetiva de desenvolvimento sustentável, uma mais-valia para esta região. Esta, integrou no passado um vasto campo mineiro, cuja exploração se traduziu em impactes ambientais com repercussões muito agressivas no território e nas comunidades locais. A mudança de paradigma relativamente a esta temática será um outro importante objetivo que se pretende alcançar.

Pretendeu-se com a submissão deste Projeto de IC&DT ao Sistema de Apoio à Investigação Científica e Tecnológica (SAICT), aprofundar o conhecimento sobre as jazidas de lítio e minérios a ele associados, que ocorrem na formação geológica-sedimentar do Vale da Gaia (Gonçalo-Guarda). Com efeito, o recurso ao lítio como fonte de combustível limpa, barata, abundante, reciclável e reutilizável deve merecer um estudo técnico-científico aprofundado da área onde se insere a mina C-57, propriedade da empresa copromotora deste projeto. A realização deste trabalho irá determinar na zona um novo conjunto de valências em termos industriais e comerciais, que irão contribuir positivamente para valorizar a região.

As parcerias com a APG e a EFG resultam da relevância que ambas as organizações têm no panorama nacional e internacional de divulgação e disseminação dos raw materials; incorporam-se ainda as competências da APG relativas ao geoturismo, com destaque para a sua experiência na implementação de percursos pedestres e roteiros.

Além destas parcerias, o Projeto conta ainda com a colaboração dos Institutos Politécnicos de Tomar e de Castelo Branco; por se tratar dum antigo campo mineiro com profundas cicatrizes na comunidade local, pretende-se o envolvimento desta e da região onde se insere, através do conhecimento do seu património natural geológico com vista à sua preservação, divulgação e como uma mais-valia do ponto de vista da sustentabilidade.

A criação de percursos temáticos com vista ao património mineiro edificado, bem como a implementação de visitas de escolas e outras instituições, tem por objetivo a valorização deste recurso na estruturação de produtos turísticos diferenciados tais como o turismo de percursos e o turismo de experiências. Pretende-se também com este estudo, permitir que populações locais possam conhecer os atributos dos seus recursos hídricos e do ar e assim colmatar a inexistência de dados que muitas vezes se traduz numa ignorância que pode ser muito prejudicial em termos de saúde pública.

Para se atingirem os objetivos elencados são consideradas várias atividades que se irão desenvolver faseadamente ao longo do Projeto. De entre essas atividades há a destacar os levantamentos topográficos e cadastrais necessários para a modelação 3D do terreno e do campo filoniano em estudo, bem como os estudos de impacte ambiental relativamente aos recursos hídricos com a monitorização de águas e poeiras.

A investigadora responsável pelo projeto, Prof. Doutora Ana Antão (ESTG/IPG), considera que a “criação de percursos temáticos ligados à geologia, à atividade mineira, religiosa e cultural e a conceção de um Museu a céu aberto na zona em estudo, serão atividades que contribuirão para a mudança do paradigma relativamente às repercussões que as atividades do setor extrativo produziram nesta região.” Pretende-se, assim, “trazer a comunidade local para o seu território, maximizando um produto único nesta região e em Portugal”.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:30

Desenvolvimento de aplicações dermobiotecnológicas

por Correio da Guarda, em 30.07.17

 

      O Instituto Politécnico da Guarda (IPG) obteve, recentemente, a aprovação e financiamento dos seis projetos submetidos ao Sistema de Apoio à Investigação Científica e Tecnológica (SAICT) dos quais é líder. O IPG obteve o pleno de candidaturas que a instituição se podia submeter e assegurou a participação em mais nove projetos com instituições de Ensino Politécnico congéneres. Uma das candidaturas aprovadas relaciona-se com o projeto “Desenvolvimento de aplicações dermobiotecnológicas com base nos Recursos Naturais da Região das Beiras e Serra da Estrela (DermoBio)”.

     A biotecnologia aplicada aos recursos naturais ganhou uma importância considerável nas últimas décadas, devido ao seu grande potencial para desenvolver produtos com aplicação na indústria alimentar, farmacêutica e cosmética. A principal vantagem de trabalhar com compostos naturais é a possibilidade da sua extração/purificação usando técnicas de “química verde”, para além de ser possível o screening de novos compostos/espécies menos estudadas com um enorme potencial biotecnológico e que irão responder e satisfazer os elevados requisitos da indústria contribuindo para o desenvolvimento sustentável do território.

     O interesse científico da Beira Interior advém do seu potencial de exploração para o desenvolvimento de novos produtos assente no conceito territorial de natureza, nomeadamente o uso de águas termais e óleos essenciais.

DermoBIO - projeto IPG.jpg

      Tendo por base as suas propriedades físico-químicas, a água termal do Cró tem diferentes indicações terapêuticas, nomeadamente em dermatologia, aprovadas pela Direção Geral de Saúde, a sua veiculação em formulações dermocosméticas recorrendo a micro e/ou nanotransportadores para promover a permeação através da pele é proposta como uma das mais relevantes ferramentas de inovação do sector com o desenvolvimento de produtos novos e competitivos de turismo termal.

    Por outro lado, o uso de compostos naturais (óleos essenciais) no desenvolvimento de novas formulações dermocosméticas tem sido referida como uma das mais interessantes apostas do setor quando consideradas as suas atividades biológicas extensamente descritas.

     Assim, serão destacadas as aplicações das águas termais e dos óleos essenciais característicos da região, em particular no campo do desenvolvimento de sistemas inovadores em cosmética e entrega direcionada de moléculas bioativas, após uma caracterização e avaliação da sua eficácia e segurança.

    Para André Araújo Pereira, investigador responsável do projeto, o seu desenvolvimento “permitirá explorar dois recursos endógenos da região da Beira Interior (água termal das Termas do Cró e os óleos essenciais produzidos pela empresa Planalto Dourado) para o desenvolvimento de produtos cosméticos, que poderão constituir produtos regionais, únicos e diferenciados, de impacto relevante nos mercados de saúde e de bem-estar”.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:22

ULS colabora com o projeto GMovE+

por Correio da Guarda, em 11.07.17

 

     A Unidade Local de Saúde da Guarda (ULS) assinou ontem um protocolo de colaboração com o Instituto Politécnico da Guarda e o Município da Guarda, que incide sobre o projeto “GMovE+”.

    Este projeto tem como objetivo aumentar a prática regular de atividade física pelas pessoas idosas da Guarda, contribuindo assim para um envelhecimento saudável e para uma vida independente mais prolongada. Para alcançar este objetivo, pretende-se implementar um programa de intervenção multidisciplinar, apoiado por tecnologias de informação e comunicação.

   Nesta parceria, compete à ULS colaborar na operacionalização do projeto, nomeadamente no apoio à execução das medidas para a concretização dos objetivos. A ULS compromete-se ainda a divulgar e promover ações de sensibilização dirigidas à promoção de atividade física nas suas áreas e setores de intervenção; realizar, participar ou aderir a iniciativas conducentes à mobilização de recursos que beneficiem a implementação do projeto e permitir o acesso aos locais de realização das ações previstas no projeto, disponibilizando um espaço físico para as avaliações, ações de sensibilização e aconselhamento de atividade física.

DSC_0048.JPG

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:12

 

 

Entrada.jpg

      No Instituto Politécnico da Guarda vai  decorrer a partir da próxima segunda-feira, e até  12 de Julho de 2017, a décima terceira edição do Seminário Internacional de Educação Física, Saúde e Lazer (SIEFLAS).

    O tema central deste seminário, “Desafios interdisciplinares na promoção da Atividade Física”, será abordado em conferências, mesas de debate temático e pósteres por reconhecidos investigadores nacionais e internacionais.

    O Seminário é entendido como um momento de reflexão e troca de conhecimento entre investigadores de vários países, em torno de um tema de importância crescente na sociedade atual”; por outro lado é referido que a Direção Geral de Saúde criou em 2016, pela primeira vez em Portugal, um programa prioritário de promoção da atividade física que visa, além da promoção de estilos de vida saudáveis e a avaliação dos seus benefícios, formar profissionais para aconselharem e mudarem os comportamentos dos utentes.

    Pedro Teixeira (Programa Nacional de Promoção da Atividade Física - DGS); Jorge Mota (Programa Acorda /FADEUP); Romeu Mendes (Programa Diabetes em Movimento - UTAD); José Antonio de Paz Fernández (Programa Esclerosa Múltipla – ULeón, Espanha); José Rodrigues (REDESPP /ESDRM), Nuno Ferro (Sociedade Portuguesa de Educação Física), César Sá (IPVC), Carlos Neto (FMH), Nuno Serra (IPG) e Rita Cordovil (FMH) são alguns dos conferencistas.

    O programa pode ser consultado em www.ipg.pt/13sieflas/

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:48

Politécnico da Guarda promove eficiência energética

por Correio da Guarda, em 29.06.17

Campus IPG - edifício Central.JPG

    O Politécnico da Guarda (IPG) aprovou um financiamento no montante de cerca de 3 milhões de euros para promover a eficiência energética do seu Campus e dos Serviços de Ação Social (Residências e Cantinas).

    Esta verba, suportada numa candidatura ao POSEUR, permitirá dotar aquela instituição com os mais evoluídos equipamentos para a produção de energia, climatização, iluminação e gestão energética integrada dos diversos edifícios.

   De realçar que o referido investimento privilegiará a introdução de caldeiras de biomassa, sistema térmicos solares, sistemas fotovoltaicos, baterias de acumulação, iluminação led, revestimentos de coberturas e peliculas que permitiram reduzir substancialmente a fatura mensal de energia e, simultaneamente, tornar-se num espaço mais amigo do ambiente.

    Com estas verbas, o Instituto Politécnico da Guarda promove a implementação de sistemas suportados em energias limpas, contribuindo para uma efectiva sustentabilidade ambiental e simultaneamente um sistema inteligente de gestão energética – Gestão Técnica Centralizada -, que permitirá maior eficiência e controlo dos equipamentos, com a capacidade de envolver investigadores e estudantes neste campo de conhecimentos, contribuindo para estudos e boas práticas ambientais e de gestão da energia. Através deste investimento (o maior atribuído às instituições de ensino superior pelo POSEUR), e face ao caráter inovador do projeto, o IPG tornar-se-á numa das instituições nacionais de Ensino Superior mais eficientes em termos de uso de fontes de energias renováveis, de capacidade de gestão técnica dos equipamentos e espaços e de envolvimento dos estudantes em estudos aplicados.

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:45


Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.




Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D

Contacto:

correiodaguarda@sapo.pt correio.da.guarda@gmail.com



Google +