Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Fórum sobre Toponímia

por Correio da Guarda, em 16.05.17

Foto Toponímia.jpg

     O Instituto Politécnico da Guarda (IPG) vai promover, no próximo dia 27 de Outubro, mais um Fórum sobre Toponímia.

     Considerando que a toponímia se assume como referência dos valores históricos, culturais de cada lugar e memória coletiva de factos, personalidades, tradições ou legados identitários, a organização deste Fórum pretende incrementar o estudo/divulgação através de diversificadas e distintas perspetivas que, globalmente, propiciem uma Guarda da memória.

    “Se a toponímia tem uma importância inquestionável na delimitação de espaços, permite, por outro lado, apreender a matriz de um povo, a organização sócio geográfica, o desenho da malha urbana de épocas passadas, o conhecimento e investigação de sítios históricos ou arqueológicos, o papel do povo na salvaguarda da atribuição de nomes que a tradição consolidou. O estudo e valorização da toponímia permitem, um melhor conhecimento de cada aldeia, cada vila e cada cidade.” É referido a propósito desta iniciativa.

    De acordo com a informação divulgada pelo Politécnico da Guarda, decorre até ao próximo dia 31 de Julho o prazo para a submissão de comunicações, através do sítio do evento na internet (https://www.ipg.pt/toponimia). Os interessados em participar devem efetuar a sua inscrição (gratuita mas obrigatória) até 16 de Outubro de 2017.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:47

Jornadas sobre Toponímia

por Correio da Guarda, em 27.10.16

Placa Toponímica - GUARDA.jpg

 

     Na Guarda vai decorrer,  amanhã, o V Fórum sobre Toponímia, promovido pelo Instituto Politécnico. Este Fórum terá lugar no Auditório dos Serviços Centrais do Instituto Politécnico da Guarda (IPG), a partir das 9 horas.

     “Guarda – Toponímia e Cristãos Novos, finais do Século XVI” (Manuel Luis Santos), “As mulheres Emparedadas do santuário de Milreu e da Senhora do Templo-Tempre” (Fernando Monteiro Correia), “Particularidades da toponímia na Freguesia da Ramela” (Vanda Sá Rodrigues), “Ainda o Côa (Questionando)” (Eurico Morais Palos), “Novas Placas Toponímicas na Guarda” (Sérgio Costa) e “A Guarda escrita por Vergílio Ferreira, Tomás Ribeiro e Augusto Gil” (Anabela Pereira Matias) são os temas das comunicações agendadas para o período da manhã.

    O programa prosseguirá a partir das 14h30 com intervenções subordinadas aos temas “Toponímia: de Aldeia Lourenço a Malta”, (Manuel Martins Neves) e “Safed – a tradição judaica que abraçou a Guarda” (José Levy Domingos), as quais antecedem a apresentação do livro «História da Companhia de Jesus em Portugal», da autoria de Maria de Deus Beites Manso.

    A entrada é livre.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:32

Fórum sobre Toponímia

por Correio da Guarda, em 23.09.16

 

     No Instituto Politécnico da Guarda vai realizar-se no dia 28 de Outubro de 2016 o V Fórum sobre Toponímia.

    Incrementar o estudo/divulgação através de diversificadas e distintas perspetivas que, globalmente, propiciem a Guarda da memória e um melhor conhecimento da toponímia, é o objetivo desta iniciativa, que decorrerá no auditório dos Serviços Centrais, a partir das 9h00.

    A inscrição, neste Fórum, é gratuita (mas obrigatória) e deverá ser efetuada em http://www.ipg.pt/toponimia/

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:10

IPG promove debate sobre Toponímia

por Correio da Guarda, em 31.07.16

 

     Incrementar o estudo/divulgação através de diversificadas e distintas perspetivas que, globalmente, propiciem a Guarda da memória e um melhor conhecimento da toponímia, é o objetivo do V Fórum do Toponímia, a realizar no dia 28 de Outubro, na Guarda.

    Trata-se de uma iniciativa do Instituto Politécnico da Guarda que decorrerá, a partir das 9h30, no Auditório dos Serviços Centrais.

   A submissão de comunicações pode ser feita até ao próximo dia 20 de Agosto, no sítio do Fórum na internet, em http://www.ipg.pt/toponimia/, onde os interessados em participar devem fazer a sua inscrição (gratuita mas obrigatória).

 

 

.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:58

O Dever da Memória

por Correio da Guarda, em 28.07.16

Capa do DEVER DA MEMÓRIA.jpg

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:05

V Fórum sobre Toponímia

por Correio da Guarda, em 15.06.16

 

     O Instituto Politécnico da Guarda vai promover nesta cidade, a 28 de Outubro de 2016, o V Fórum sobre Toponímia.

    Esta iniciativa do IPG tem por objetivo incrementar o estudo/divulgação através de diversificadas e distintas perspetivas que, globalmente, propiciem a Guarda da memória e um melhor conhecimento da toponímia.

    A submissão de comunicações pode ser feita até ao próximo dia 20 de Agosto, no sítio do Fórum na internet, aqui , onde os interessados em participar devem fazer a sua inscrição (gratuita mas obrigatória).

     Este fórum vai decorrer, a partir das 9h30, no auditório dos serviços centrais do Instituto Politécnico da Guarda.

Toponímia 2016 - FOTO.jpg

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:54

Apresentação de livro

por Correio da Guarda, em 19.05.16

 

     “A Mais incerta das certezas” é o título do livro que foi ontem apresentado na Biblioteca Municipal Eduardo Lourenço (Guarda).

    Trata-se de uma obra que Fernando Carmino Marques, docente do Instituto Politécnico da Guarda (IPG), elaborou a partir de inéditos de Pierre Hourcade.

   O livro, que contou com os patrocínios da Fundação Calouste Gulbenkian e do IPG, é um “contributo imprescindível para o conhecimento da poesia de Fernando Pessoa e dos seus heterónimos”, como foi acentuado no decorrer da sessão de apresentação.

Apresentação de livro.jpg

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:12

Sanatório Sousa Martins: memória emblemática

por Correio da Guarda, em 18.05.16

Pavilhão D.Amélia - Guarda

     Hoje ocorre a passagem do 109º aniversário da inauguração do Sanatório Sousa Martins, que foi uma das principais instituições de combate e tratamento da tuberculose em Portugal.

    A designação de “Cidade da Saúde”, atribuída à Guarda, em muito se fica a dever ao Sanatório que a marcou indelevelmente, ao longo de décadas, no século passado.

    Embora a situação geográfica e as especificidades climatéricas associadas tenham granjeado a esta cidade esse epíteto, a construção do Sanatório Sousa Martins certificou e rentabilizou as condições naturais da cidade para o tratamento da tuberculose, doença que vitimou, em Portugal, largos milhares de pessoas.

    A Guarda foi, nessa época, uma das cidades mais procuradas de Portugal. A afluência de milhares de pessoas à cidade deixou inúmeros reflexos na sua vida económica, social e cultural; a sua apologia como localidade “eficaz no tratamento da doença” foi feita por distintas figuras da época, pois era “a montanha mágica” junto à Serra.

    Muitas pessoas (provenientes de todo o país e mesmo do estrangeiro) subiam à cidade mais alta de Portugal com o objetivo de usufruírem do clima de montanha, praticando, assim, uma cura livre, não sendo seguidas ou apoiadas em cuidados médicos.

    As deslocações para zonas propícias à terapêutica “de ares”, e a consequente permanência, contribuíram para o aparecimento de hotéis e pensões, dado não haver, de início, as indispensáveis e adequadas unidades de tratamento; situação que desencadeou fortes preocupações nas entidades oficiais da época.

    Em 1881 a Sociedade de Geografia de Lisboa promoveu uma Expedição Científica à Serra da Estrela, sendo integrada, entre outros, pelo médico Sousa Martins Dessa expedição resultou a elaboração de relatórios das várias secções científicas. A iniciativa teve, igualmente, o mérito, e através dos esforços de Sousa Martins, de chamar a atenção dos meios científicos e clínicos de então para as condições que esta região oferecia para o tratamento da tuberculose.

     Quatro anos depois realizou-se o primeiro Congresso Português sobre Tuberculose onde Lopo de Carvalho (que viria a ser o primeiro Director do Sanatório Sousa Martins, e pai de outro conceituado clínico) discursou sobre os processos profiláticos usados na Guarda. Este médico foi um dos mais fervorosos defensores da criação do Sanatório que seria inaugurado a 18 de Maio de 1907, com a presença do rei D. Carlos e da Rainha D. Amélia. A autoria do projeto dos edifícios pertence a Raul Lino.

Sanatório Sousa Martins - gravura

    O fluxo de tuberculosos superou, largamente, as previsões, fazendo com que os pavilhões do Sanatório Sousa Martins se tornassem insuficientes perante a procura; o Pavilhão 1 (designado também de Lopo de Carvalho, e onde funciona atualmente a sede e administração da ULS da Guarda) teve de ser aumentado um ano depois, duplicando a sua capacidade.

    Um novo pavilhão, que se juntou aos três já existentes, foi inaugurado em 31 de Maio de 1953; com este novo edifício – onde funcionam os principais serviços da Unidade Local de Saúde da Guarda, Cardiologia, Pneumologia, Medicina Interna, Pediatria, etc. – o Sanatório Sousa Martins ganhou maior dimensão, assumindo-se, ainda mais, como uma “povoação” auto suficiente, dentro da própria cidade.

   Após o 25 de Abril de 1974, o Sanatório Sousa Martins entrou na fase final da sua existência. Em Novembro do ano seguinte aquele Sanatório foi integrado no Hospital Distrital da Guarda; após 68 anos de existência, esta instituição de saúde conclui a sua eminente função social.

    É importante, é urgente, salvaguardar a memória do Sanatório Sousa Martins que – como por várias vezes já afirmámos – é um destacado capítulo da história da Guarda e da história da luta contra a tuberculose. (H.S.)

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:20

Politécnico colabora com o RedHen Lab

por Correio da Guarda, em 26.01.16

 

     A captura automática dos noticiários dos canais generalistas portugueses (estritamente para efeitos de investigação) está a ser feita pelo Instituto Politécnico da Guarda (IPG) no âmbito do projeto RedHen Lab.

    Algo inovador na estação de captura do IPG é a utilização de um microcomputador integrado Raspberry Pi, que custa menos de 50€, em vez do tradicional computador de secretária, que pode custar dez vezes mais.

    O RedHen Lab é um laboratório distribuído onde se pesquisam temas relacionados com comunicação e linguística, tais como a comunicação multimodal, a linguística, a linguística computacional, a ciência cognitiva, a neurociência, a educação, a estatística, os estudos dos efeitos dos media, a comunicação política, aprendizagem, data mining, etc. (http://redhenlab.org).

     Um dos aspetos diferenciadores deste laboratório é o seu vasto repositório de vídeos de noticiários de vários países juntamente com os textos constantes nesses mesmos noticiários e que os investigadores credenciados desta área da comunicação multimodal, entre outras, podem analisar.

    Para que a sua base de dados de notícias seja o mais abrangente possível, o RedHen Lab procura aumentar o leque de línguas, países e culturas presente no seu já vasto arquivo de dados linguísticos de mais de 280.000 noticiários desde 2005. Nesse arquivo já se encontram dados dos EUA, França, Alemanha, Espanha, Suécia, Dinamarca.

    “O Instituto Politécnico da Guarda associou-se ao RedHen Lab e desde finais de 2015 que a estação de captura do RedHen Lab do IPG é uma realidade, permitindo a captura automática dos noticiários dos canais generalistas portugueses”, disse-nos José Carlos Fonseca, diretor do curso de Engenharia Informática da Escola Superior de Tecnologia e Gestão/Instituto Politécnico da Guarda.

    Este docente adiantou que o “nome escolhido para a estação do IPG foi Fenix, fazendo a alusão à capacidade de renascer dessa ave mitológica. De facto, o resultado da aprendizagem realizada através do IPG está já a permitir outros países contribuírem para este projeto de uma forma muito mais económica e simples através da replicação da configuração existente no IPG.”

    Para José Carlos Fonseca, a estação de captura do IPG “tem-se mostrado extremamente fiável e de fácil manutenção, o que tem surpreendido os investigadores envolvidos”.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:58

Produção combinada de energia elétrica e térmica.

por Correio da Guarda, em 23.01.16

 

     No campus do Instituto Politécnico da Guarda (IPG) está a ser instalado um novo sistema de aproveitamento de energia solar para produção combinada de energia elétrica e térmica.

    Este novo equipamento será ligado a outro sistema, já existente no laboratório de Energias Renováveis do IPG, e servirá, sobretudo, de apoio a trabalhos de investigação a nível nacional e internacional.

    Esta instalação é feita no âmbito do CISE (Centro de Investigação em Sistemas Electromecatrónicos), que integra este laboratório, e do protocolo existente entre o IPG e a UBI, onde o CISE está sediado. De referir que o CISE é um centro de investigação reconhecido pela FCT.

Sistema de energia.jpg

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:18


Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.




Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D

Contacto:

correiodaguarda@sapo.pt correio.da.guarda@gmail.com



Google +


Referenciar citações

Protected by Copyscape Website Copyright Protection