Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Pelo Parque da Saúde...

por Correio da Guarda, em 30.01.19

Banco no Parque - HS.jpg

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 07:10

Encontro de antigos alunos do Colégio do Sabugal

por Correio da Guarda, em 29.01.19

 

XIII Encontro - Cartaz  2019 - press.jpg

 

    O XIII Encontro de Antigos Alunos, Professores e Funcionários do Externato Secundário vai realizar-se, naquela cidade, no próximo dia 25 de maio de 2019.

    À semelhança dos anteriores encontros, a iniciativa pretende ser um momento de convívio entre antigos alunos – de várias gerações – e ex-docentes e funcionários, “oportunidade de evidenciar memórias, rever amizades, evocar o relevante papel desempenhado pelo Colégio do Sabugal”, refere a Comissão Organizadora deste encontro.

    O programa, a divulgar em breve, terminará com o tradicional jantar-convívio que “terá, este ano, várias surpresas e onde se espera uma elevada participação”, acrescentou a Comissão Organizadora.

    Recorde-se que o Externato Secundário do Sabugal funcionou entre 1955 e 1986, tendo sido dirigido pelo Dr. José Diamantino dos Santos, igualmente docente daquele estabelecimento de ensino, onde estudaram milhares de jovens de sucessivas gerações.

    Os interessados em participar podem obter mais informações através da conta de correio eletrónico:colegiosabugal@gmail.com

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:19

Castelo de Trancoso

por Correio da Guarda, em 28.01.19

Castelo de Trancoso - HS - 1.jpg

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:58

Exposição fotográfica em Celorico da Beira

por Correio da Guarda, em 27.01.19

Exposição fotográfica.jpg

 

    “Singular do Plural” é a designação da exposição fotográfica que vai estar patente no Centro Cultural de Celorico da Beira, entre 31 de Janeiro e 28 de Fevereiro.
    A exposição “Singular do Plural”, da autoria de Maria José Vicente e Sérgio Aires é promovida pela EAPN Portugal – Rede Europeia Anti-Pobreza em colaboração com a Rede Social de Celorico da Beira e o NLI, é composta por quarenta fotografias, que têm percorrido o país, de norte a sul, estando inserida na campanha nacional “A discriminação é falta de educação”

     Antes da cerimónia inaugural, a partir das 10H00, terá lugar a tertúlia “Singular do Plural: estórias das nossas vidas”, direcionada para a comunidade cigana. Os mentores do projeto visam, essencialmente, sensibilizar a população para a problemática das comunidades ciganas, combater a discriminação e exclusão social, desconstruir estereótipos e alterar a imagem social (negativa) destas comunidades na sociedade.  Promover o conhecimento sobre esta comunidade (plural), a sua cultura e tradições, influencia positivamente a imagem social destas pessoas, fomenta a inclusão social, a aceitação positiva e impulsionadora do enriquecimento social, económico e cultural e contribui para a construção de uma sociedade mais justa, inclusiva e solidária.

 

    Fonte: CMCelorico da Beira 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:15

Empreender e Crescer nas Beiras

por Correio da Guarda, em 26.01.19

 

   No Instituto Politécnico da Guarda terá lugar na próxima quarta-feira, dia 30 de Janeiro, a conferência final do projeto Empreender e Crescer nas Beiras.

    O projeto Empreender e Crescer nas Beiras nasceu da perceção partilhada pelos seus promotores da necessidade de melhorar a articulação e cooperação entre os diversos agentes de estímulo e apoio ao empreendedorismo e captação de investimento da Região Beiras e Serra da Estrela, de modo a potenciar a criação de novas empresas, tendo como estratégia o desenvolvimento de um ecossistema regional de apoio ao empreendedor, de suporte à emergência, desenvolvimento e consolidação de projetos empresariais inovadores e de valor acrescentado para a região.

   Nesta conferência, que decorrerá no auditório dos Serviços Centrais do IPG (a partir das 14 horas), serão apresentados os principais resultados do projeto e será formalizada a Rede de Apoio ao Empreendedorismo das Beiras e Serra da Estrela (REBSE), através de um ato simbólico de assinatura do protocolo de entendimento e colaboração com as entidades que compõem a rede.

   Esta rede integra os diversos agentes que compõem o ecossistema da região (municípios; Comunidade Intermunicipal das Beiras e Serra da Estrela; estabelecimentos do ensino superior; grupos de ação local; associações empresariais, etc.), procurando capitalizar as valências e as competências de cada um deles, de forma a acrescentar valor à oferta de serviços de apoio ao empreendedorismo, articular as suas intervenções, criando sinergias que potenciem a relevância da sua missão no domínio do empreendedorismo e atração de investimento para a região.

   Empreender e Crescer nas Beiras é um projeto da Comunidade Intermunicipal das Beiras e Serra da Estrela, realizado em parceria com o Núcleo Empresarial da Guarda, Universidade da Beira Interior e Instituto Politécnico da Guarda, apoiado pelo Portugal 2020, no âmbito do Centro 2020 - Sistema de Apoio a Ações Coletivas - Promoção do Espírito Empresarial e pelo Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:02

Estudo sobre escolha de futebolistas para seleções

por Correio da Guarda, em 25.01.19

 

     A escolha de futebolistas para as seleções jovens portuguesas encontra-se fortemente influenciada pelo mês do seu nascimento, de acordo com um estudo efetuado por estudantes da licenciatura em Desporto do Instituto Politécnico da Guarda (IPG).

    Os resultados deste trabalho académico indicam uma forte tendência para os futebolistas nascidos no primeiro semestre do ano dominarem as convocatórias para as seleções jovens, especialmente entre os 15 e 19 anos. Por exemplo, na seleção de sub16 verifica-se que 88% dos atletas selecionados para os torneios oficiais que tiveram lugar durante 2018 nasceram num dos meses correspondentes ao primeiro semestre do ano, sendo que apenas 12% nasceram no segundo semestre.

    Questionado se isto significa que os atletas nascidos no primeiro semestre são especialmente talentosos, Pedro Esteves (docente do IPG), coordenador deste projeto de investigação, referiu que “o efeito da idade relativa tem sido detetado em diversas modalidades e níveis competitivos sendo que a explicação para uma maior representatividade dos atletas nascidos nos primeiros meses do ano prende-se com a vantagem temporal associada a um maior desenvolvimento antropométrico (ex: altura, peso), físico (ex: força, velocidade), entre outros.”

Desporto - Futebol.jpg

    Exemplificando, Pedro Esteves acrescentou que “um atleta nascido a 3 de janeiro face a um outro nascido a 20 de dezembro possui um avanço temporal de praticamente um ano. Este fenómeno é especialmente crítico durante a fase da adolescência onde os ritmos de desenvolvimento “corporal” são especialmente variáveis para atletas da mesma idade, que acabam por competir no mesmo escalão. Importa realçar que esta é uma vantagem temporária já que após a adolescência os níveis diferenciados de desenvolvimento tendem a ser esbatidos.”

    Instado a pronunciar-se sobre as consequências práticas poderão advir deste efeito de idade relativa, o referido investigador assinalou que “em primeiro lugar, os atletas com avanço no processo de desenvolvimento podem estar a ser erroneamente identificados pelos treinadores como mais talentosos quando, na verdade, esta vantagem tende a ser temporária. Por outro lado, se estes atletas mais desenvolvidos forem consistentemente selecionados para as seleções pode-se criar um ciclo difícil de reverter dado que estes terão acesso a mais e melhores contextos de prática (ex: condições de treino, qualidade dos treinadores, experiências competitivas) que reforçam a sua vantagem face aos atletas com desenvolvimento mais “atrasado”. Isso não significa que os atletas nascidos no segundo semestre do ano fiquem irremediavelmente afastados das oportunidades de recrutamento; contudo, terão pela frente um grande desafio para superar os constrangimentos atrás mencionados. Importa assim questionar, quantos talentos poderão estar a passar entre os “dedos” dos agentes responsáveis pelo recrutamento”

    Relativamente ao impacto deste estudo pode no processo de seleção de atletas com talento, Pedro Esteve disse que “os resultados por encontrados sugerem que o efeito de idade relativa nas seleções nacionais de futebol masculino parece diminuir a partir dos 19 anos, o que deverá merecer da parte dos investigadores, bem como dos responsáveis federativos, uma reflexão em tornos dos fatores que poderão contribuir para esta situação. Provavelmente, nestas idades, os atletas nascidos no segundo semestre do ano, pela combinação de características intrínsecas e de oportunidades de desenvolvimento externas conseguem superar a desvantagem acumulada e penetrar na rede de recrutamento”.

   Este docente do Instituto Politécnico da Guarda acrescentou ainda que “de um ponto de vista prático existem diversas organizações desportivas a nível mundial que têm vindo a refletir sobre a temática da idade relativa e, neste sentido, criar medidas de compensação no sentido de minorar este efeito, como é o caso do bio-banding. Parece-nos assim importante, com este estudo, colocar na agenda mediática o tópico da idade relativa no sentido de estimular a discussão, a nível dos clubes e das seleções, sobre como potenciar o processo de identificação e seleção de talento no desporto, e no futebol em particular”.

   O Presidente do Instituto Politécnico da Guarda, Joaquim Brigas, comentou que este estudo “é mais uma prova, objetiva, da investigação que é feita no IPG, e neste caso vertente na área do desporto”. Congratulando-se com a realização deste trabalho, Joaquim Brigas evidenciou o “prestígio do curso de Desporto do IPG, a qualidade do ensino ministrado e o alto nível do corpo docente”.

   O estudo científico que suporta estes resultados será apresentado no congresso CIDESD2019, a 1 e 2 de fevereiro.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:48

Trabalhos arqueológicos no Sabugal

por Correio da Guarda, em 24.01.19

 

     No âmbito do Plano de Ação de Regeneração Urbana (PARU) têm vindo a ser realizados no Sabugal, nos últimos meses, trabalhos arqueológicos.

   O PARU propõe a requalificação de algumas áreas localizadas no centro histórico da cidade e, como medidas de minimização, definiu-se previamente uma fase de sondagens arqueológicas nas áreas em risco de afetação histórica e patrimonial.

Escavações arqueológicas - Sabugal.jpg

    As escavações, agora concluídas  -  e conduzidas peloas arqueólogos Marcos Osório, Paulo Pernadas  e Inês Soares  -  revelaram dois níveis de ocupação. De uma fase mais recente, materiais do séc. XII/XIII, quando o Sabugal ainda pertencia a Leão e Castela; e de uma fase mais antiga, uma grande estrutura habitacional, com quase 3000 anos, da qual se conservaram os barros de cabana, o pavimento, buracos de poste, um sulco de fundação, a lareira, os troncos carbonizados, assim como materiais do uso quotidiano e ainda cereais carbonizados que compunham a alimentação, mas também os hábitos de cultivo destas populações.

 

     Fonte e Foto: CMSabugal

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:26

Prémio Inovação, Investigação e Território

por Correio da Guarda, em 22.01.19

CEI - investigação.jpg

     Até ao próximo dia 31 de Maio, estão abertas as candidaturas à segunda edição do Prémio CEI-IIT Investigação, Inovação e Território.

    Esta iniciativa visa distinguir trabalhos, projetos de investigação e outras iniciativas que revistam uma dimensão inovadora, contribuam para divulgar estudos, experiências e boas práticas que concorram para reforçar a coesão, a cooperação e a competitividade dos territórios fronteiriços e de baixa densidade.

     O regulamento pode ser consultado aqui.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:05

Arte na feira...

por Correio da Guarda, em 21.01.19

arte insta HS.jpg

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:02

Vale da Teixeira: na rota das tradições e dos sabores

por Correio da Guarda, em 20.01.19

Azeitona - fotoHS2019.jpg

     Valorizar as populações locais e os seus recursos endógenos no contexto territorial é o objetivo da ação comunitária que está a ser implementada, a escassos quilómetros da cidade da Guarda, através do projeto “Sabores e Tradições do Vale da Teixeira – Azeite”.

    Um projeto que tem rostos e constitui um bom exemplo de como se podem articular sinergias locais e valorizar o património olivícola e agrícola das nossas terras; no caso vertente das freguesias de Benespera, João Antão e Ramela.

    Julgamos ser oportuno, pela importância e alcance do referido projeto, anotar aqui os seus principais objetivos: afirmar o azeite do Vale da Teixeira como um produto de singular qualidade e importância local, regional e nacional; comprometer os agentes e atores locais no processo de valorização dos seus territórios, considerando a sua identidade cultural e fomentando a participação; valorizar o território através do olivoturismo; divulgar o património cultural existente; desenvolver rotas e itinerários de valorização do património, cultural e imaterial; reativar e dar a conhecer memórias e práticas seculares do Vale da Teixeira; capacitar as gerações mais jovens de conhecimentos que lhe permitam valorizar, respeitar e transmitir a identidade dos territórios rurais.

    Enquadradas por estas ideias, as dinamizadoras do projeto – que souberam despertar sensibilidades, equacionar linhas de desenvolvimento, reunir contributos, demonstrar o alcance de uma iniciativa com uma matriz muito específica, afirmar uma inquestionável determinação e capacidade de trabalho – delinearam um conjunto de atividades (algumas já realizadas ao longo dos últimos meses e outras nas últimas semanas, como é o caso da mesa redonda sobre “A Importância do Azeite na Economia Local”) que balizaram os rumos a seguir.

Bola de Azeite - foto HS .jpg

     Como evidenciaram, “a valorização do património, através da atividade turística, pode constituir-se como um mecanismo de afirmação e legitimação da identidade de determinados grupos e subgrupos sociais.

    Existe ainda um vasto espólio patrimonial, relacionado com a cultura da terra, nomeadamente moinhos de água, que ainda são utilizados no fabrico do pão, para além de outras mais valias patrimoniais, culturais e construídas”.

    Esta construção de um futuro promissor para as terras e gentes do Vale da Teixeira merece o apoio das comunidades locais e regionais, das suas instituições mais representativas, que se pode traduzir numa interação permanente com este tipo de projetos, numa objetiva atitude de defesa e salvaguarda da identidade desta zona.

   Ações desta natureza incrementam a (re)descoberta de especificidades beirãs que não temem confrontos com outras realidades geográficas, antes assinalam potencialidades e alternativas conducentes a novas vivências, experiências e, como é o caso, a novas sensações e sabores.(H.S)

Torradas com azeite - .jpg

     Fotos: Helder Sequeira

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:01

Pág. 1/2



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.




Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D

Contacto:

correiodaguarda@sapo.pt correio.da.guarda@gmail.com



Google +


Referenciar citações

Protected by Copyscape Website Copyright Protection