Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Simulacro de explosão

por Correio da Guarda, em 30.09.17

 

     Um morto e uma dezena de feridos foi o balanço da explosão (simulada) ocorrida ontem, pouco depois das 17 horas, no campus do Instituto Politécnico da Guarda.

    Tratou-se de um Simulacro integrado no programa do III Congresso da VMER Guarda, iniciado sexta-feira e que terminou hoje no Auditório dos Serviços Centrais do IPG.

    O simulacro pretendeu testar a operacionalidade dos serviços de socorro a partir de uma explosão ocorrida numa sala de aula.

Simulacro no IPG - foto HSequeira.jpg

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:17

Memória da Rádio...

por Correio da Guarda, em 21.09.17

 

     Durante décadas, Emílio Aragonez foi uma das vozes mais populares das emissões radiofónicas feitas, em onda média, a partir da cidade mais alta de Portugal.

    Emílio Aragonez, uma figura com profundas ligações à Rádio Altitude, nasceu em 21 de Setembro de 1934, em Portalegre; veio para a Guarda com cinco anos. Posteriormente, face às contingências resultantes da atividade profissional do pai, foi viver para Cascais, Pinhel, Peniche e Seia, após o que ocorreu o regresso definitivo à cidade da Guarda, onde começou a trabalhar aos onze anos, na Ourivesaria Correia.

    Aos dezoito anos abriu o seu primeiro estabelecimento comercial, na Rua 31 de Janeiro. Três anos depois mudou-se para a Rua do Campo, instalando-se no antigo espaço da Espingardaria Sport, que pertencera a um antigo chefe da Polícia; iniciava-se um ciclo de atividades na área da relojoaria e ótica; contudo, circunstâncias diversas contribuíram, muitos anos depois, para o abandono da vida comercial e empresarial. Ficou, deste modo, aberto o caminho para uma dedicação total ao jornalismo e à rádio.

    Desde os dezanove anos que mantinha, aliás, uma permanente paixão pela Rádio Altitude, onde começou a colaborar no início da década de cinquenta.

    Pessoa de improviso fácil, e anotações rápidas, Emílio Aragonez assegurava os diretos da rádio de uma forma atrativa, suscitando o interesse informativo, curiosidade e audição atenta. A Rádio foi, sem reservas, uma grande afeição da sua vida, feita de trabalhos, desencontros, incompreensões silêncios, amarguras e felicidade; vida simultaneamente enraizada em convicções e em princípios, passando ao lado, de eventuais críticas ou atitudes injustificadas.

    Ao longo de décadas, deu voz à notícia, trouxe à luz da ribalta questões tantas vezes ignoradas; desencadeou o confronto de opiniões, denunciou injustiças, foi porta-voz de múltiplas aspirações de terras e gentes. Emílio Aragonez assumiu o jornalismo e a rádio sem nunca esquecer a função social subjacente; o que, aliás, foi sempre reconhecido pelos ouvintes, a quem nunca negou a sua presença, e voz, mesmo em situações nas quais motivos de ordem pessoal, o cansaço ou a doença aconselhavam repouso.

    A sua voz aquecia as noites guardenses, esbatia a solidão, aumentava progressivamente o auditório, despertando incontidas manifestações de simpatia.

Emílio ARAGONEZ - foto HS.jpg

     A Rádio representa para Emílio Aragonez “praticamente uma vida toda. Uma pessoa que entra para ali aos 19 anos e fica lá até aos 68 obviamente que representa tudo”, disse-nos há algum tempo. Emílio Aragonez é um memória viva da Guarda – das suas estórias e tradições – igual a si próprio, referência de um tempo cúmplice das ondas hertzianas, quais laços de solidariedade com a cidade e uma vasta região.

    É  mais do que justificado um reconhecimento público a este homem da Rádio e do Jornalismo; a este homem da Guarda que não esquecemos e felicitamos.

                                                                                                                                                     (Helder Sequeira)

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:38

Jornadas de Fotografia na Guarda

por Correio da Guarda, em 21.09.17

 

     Na Guarda vão decorrer, no próximo dia 14 de Outubro, as I Jornadas de Fotografia da Guarda, organizadas pelo Instituto Politécnico da Guarda (IPG) e pelo Fotoclube da Guarda (FCG).

    Estas jornadas pretendem evidenciar o papel da fotografia na sociedade contemporânea, divulgar trabalhos fotográficos incidentes sobre várias áreas, proporcionar um debate entre fotógrafos de vários níveis e todos quantos se dedicam à fotografia.

   A referida iniciativa, se por um lado se pretende afirmar como um eminente contributo formativo (e pedagógico), por outro procura estabelecer/consolidar ligações com pessoas ligadas ao mundo da fotografia (profissionais e amadores).

   O programa, a iniciar pelas 9h30, contempla temas como Fotografia da Natureza”, “Fotografia e Imprensa Regional”, “Quando as pétalas começam a cair"- Projeto de artes plásticas e multimédia”, “Fotografia de Paisagem”, Pedro Carvalho, “Microfotografia”, “O Papel da fotografia na promoção da candidatura da Estrela a Geopark Mundial da UNESCCO”, “A Revelação de Negativos Digitais”, “Fotografia de Viagem” e “A fotografia como meio de registo e análise da atividade dos bombeiros portugueses".

   As jornadas vão realizar-se no Instituto Politécnico da Guarda e serão complementadas com uma exposição de fotografia.

   As inscrições – a efetuar até 10 de Outubro – são gratuitas (mas obrigatórias e limitadas à capacidade do Auditório), podendo ser feitas aqui.  Outras informações podem ser solicitadas para as contas de correio eletrónico gic@ipg.pt ou fotoclubedaguarda@gmail.com.

Cortejo.jpg

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:01

Calafrio abre Festival Internacional de Teatro

por Correio da Guarda, em 20.09.17

 

     O Teatro do CalaFrio (Guarda) vai abrir o Festival Internacional de Teatro da Póvoa do Varzim, dia 22 de Setembro, com a apresentação  da sua mais recente produção teatral "OssO", de Rui Zink.

    A encenação é de Américo Rodrigues e a peça conta com a interpretação de Luciano Amarelo e Valdemar Santos. A sessão realiza-se no Cine-Teatro Garrett. Trata-se de um espectáculo tragicómico sobre um tema muito actual, o terrorismo.

    No dia 23 de Setembro, Calafrio apresenta "Contos e trovões, rezas e galináceos" no âmbito da Festa de Outono organizada pela Fundação de Serralves (Porto).

    O espectáculo tem por base canções e contos da tradição popular e é interpretado por César Prata, Américo Rodrigues e Solange Monteiro.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:02

Conferência sobre Carolina Beatriz Ângelo

por Correio da Guarda, em 19.09.17

Carolina.jpg

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:08

Teatro Municipal da Guarda

por Correio da Guarda, em 18.09.17

 

     O Teatro Municipal da Guarda tem em agenda, de Setembro a Dezembro, mais de 60 sessões de espetáculos, exposições e atividades do Serviço Educativo.

    Portugal, Espanha, Escócia, França, EUA, Itália, Inglaterra, Suécia são os países representado nesta nova programação de onde se destacam, na música: a primeira edição do Festival Internacional One Man Band nos dias 22 e 23 de setembro com Thee Rag N Bone (Escócia), Casuar, Edith Crash ( França/EUA) Belly Hole Freak (Itália), O Gajo e Dollar Bill (Inglaterra) e ainda Jay-Jay Johanson (Suécia) a 13 de outubro, Teresa Salgueiro a 28 de outubro, o novo disco dos Campânula a 24 de novembro e Pedro Abrunhosa a 27 de novembro, 818º aniversário da cidade mais alta.

    No teatro merecem destaque “Jardim Zoológico de Vidro” dos Artistas Unidos a 4 de novembro e La otra Mano de Cervantes pela Fundición Produciones (Espanha) a 22 de novembro as ainda as novas criações do Teatro das Beiras com “Rua da Alegria” a 21 de outubro; do Aquilo com “Poetas & Etecetera” dias 9 e 10 de novembro e do Teatro do Calafrio que apresenta “O Homem que não tinha inimigos e outras fábulas fantásticas” de 13 a 16 de dezembro.

    Entre o fado e o improviso está o espetáculo dos Improváveis que regressam ao TMG para arrancar gargalhadas no dia 20 de setembro, com o espetáculo “Improfado”.

    A Dança Contemporânea também marca presença nesta nova agenda. A Companhia de Dança Contemporânea de Évora apresenta In Shell-Side a 30 de setembro e a guardense Sara Vaz estará em Residência Artística no TMG entre 4 a 15 de setembro com a criação da sua autoria “Merci, a estreia”, no âmbito da Rede de Teatros 5 Sentidos.

   A Galeria de arte do TMG vai receber as exposições “Escura” da artista plástica Adriana Molder entre 7 de outubro e 26 de novembro e a exposição de fotografia “Transversalidades” do Centro de Estudos Ibéricos que ficará patente entre 2 de dezembro e 28 de janeiro de 2018.

 

   Fonte: TMG

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:44

"Por amor" na BMEL

por Correio da Guarda, em 16.09.17

 

     No próximo dia 23 de setembro,pelas q6 horads, será apresentada na Biblioteca Municipal Eduardo Lourenço (Guarda) a obra "Por Amor".

    Trata-se de uma trabalho de coautoria de Susana Barbosa, Cláudia Pedreira, Dina Coelho, Filipa Carvalho e Alexandra Santiago; elas ouvem, mas partilham a sua história de como é viver com aqueles que não ouvem.

    "Por Amor" é o relato de cinco experiências na primeira pessoa de um amor mágico, de uma partilha de como se pode ser feliz no mundo do silêncio.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:14

Fernando Paulouro recebe Prémio Eduardo Lourenço

por Correio da Guarda, em 08.09.17

 

Fernando Paulouro.jpg

    Na Guarda vai decorrer hoje, pelas 17 horas, a sessão pública de entrega do Prémio Eduardo Lourenço ao jornalista Fernando Paulouro. O referido ato terá lugar na Biblioteca Municipal Eduardo Lourenço.

    Este prémio, instituído pelo Centro de Estudos Ibéricos, destina-se a premiar personalidades ou instituições com intervenção relevante no âmbito da cultura, cidadania e cooperação ibéricas.

    De recordar, e como então noticiámos, que o Júri reconheceu a “projeção cultural e ibérica do jornalista, escritor e cronista e a sua notória vocação cultural e cívica”, desenvolvida ao longo dos últimos 50 anos, no Jornal do Fundão, órgão de referência na história da imprensa nacional, onde foi jornalista, Chefe de Redação e Diretor.

   “Protagonista de um jornalismo fortemente literário, que tantas vezes lhe permitiu contornar a censura pela finura da escrita, Fernando Paulouro das Neves representa muito bem a ligação entre os dois lados da raia ibérica, vividos e defendidos ao longo de uma vida de resistência. Regional, mas sempre com relevância global, mostra que o mundo precisa da reflexão vinda dos pequenos lugares. Partilha as beiras agrestes e a perspetiva que elas transmitem, com o próprio Eduardo Lourenço; em ambos o pensamento não se imagina sem o vento da raia, e a vivência dos locais que o futuro ameaça abandonar, mas que ambos acreditam que se manterão relevantes e até indispensáveis”.

 

    Fonte: CEI

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:58

Livro sobre o concelho do Sabugal

por Correio da Guarda, em 06.09.17

LIVRO-Terras-do-Sabugal-Patrimonio.jpg

     "Terras do Sabugal - Património" é o título do livro, da autoria de José Barradas, que será apresentado no próximo dia 15 de Setembro, pelas 16 horas, no salão nobre da Câmara Municipal do Sabugal.

    “A ideia de criar uma obra onde constasse algum do mais relevante património do concelho nasceu em 2015, parti então para o terreno para fazer milhares de registos fotográficos do património edificado de toda a região”, referiu, a propósito deste livro, o seu autor.

    Segundo José Barradas, a escolha recaiu em 378 fotografias finais constantes no livro. Após esta escolha “todas as fotografias passaram por um minucioso processo de tratamento e manipulação digital, não com o objetivo de alterar ou descaracterizar qualquer monumento ou local, mas apenas para melhorar o resultado visual final de cada fotografia, para isso houve a necessidade de remover elementos que por vezes provocavam algum ruído visual, tais como cabos elétricos, sinaléticas diversas ou os habituais megafones instalados nos campanários das igrejas e capelas. Elementos tão essenciais na sociedade atual, mas que ofuscam a estética do local e dos monumentos, retirando beleza visual ao resultado final que se pretende numa obra cujo principais conteúdos são as fotografias em si e os monumentos que nelas constam.”

    O autor desta publicação acrescentou que o livro “Terras do Sabugal – Património” não tem como propósito ser um guia exaustivo do património do concelho. “O propósito principal é sobretudo que este livro sirva de ponto inicial para que cada um parta à descoberta não apenas do património edificado mas também das paisagens, das gentes, das tradições e dos muitos recantos que este concelho ímpar tem para oferecer”.

    José Barradas nasceu em Lisboa em Junho de 1973. A sua ligação ao concelho do Sabugal é por via materna. Com formação nas áreas da fotografia, vídeo e multimédia, foi sobretudo na área do jornalismo que desenvolveu a sua carreira ao longo de perto de 20 anos. Como fotojornalista passou por diversos órgãos de comunicação social nacionais, entre os quais, o jornal Record, o jornal Correio da Manhã, o jornal Diário de Notícias, o jornal O Jogo, a revista Focus, entre muitos outros. Colaborou também com diversos órgãos de comunicação social e agências fotográficas internacionais, sobretudo em Espanha, Inglaterra e Alemanha.

   Foi co-autor do primeiro website de fotojornalismo em Portugal e é atualmente autor de um website dedicado ao mundo da fotografia, o Fotografiatotal.com, onde escreve regularmente. Nos últimos anos o seu trabalho tem sido também voltado para a área da imagem. Fotografia, vídeo e multimédia são três áreas às quais se dedica atualmente, sobretudo ligado a entidades institucionais, empresariais e editoriais.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:01

Jornadas de Fotografia na Guarda

por Correio da Guarda, em 05.09.17

 

     No Instituto Politécnico da Guarda (IPG) vão realizar-se no próximo dia 14 de Outubro as I Jornadas de Fotografia da Guarda, organizadas pelo IPG e pelo Fotoclube da Guarda (FCG).

    Estas jornadas pretendem evidenciar o papel da fotografia na sociedade contemporânea, divulgar trabalhos fotográficos incidentes sobre várias áreas, proporcionar um debate entre fotógrafos de vários níveis e todos quantos se dedicam à fotografia.

    A referida iniciativa, se por um lado se pretende afirmar como um eminente contributo formativo (e pedagógico), por outro procura estabelecer/consolidar ligações com pessoas ligadas ao mundo da fotografia (profissionais e amadores).

   O programa contempla temas como Fotografia de Natureza, Paisagem, Microfotografia, A revelação de negativos digitais,  Fotografia de Paisagem e Fotografia e Imprensa, entre outros.

   As jornadas vão realizar-se no Auditório da ESTG/ Instituto Politécnico da Guarda e serão complementadas com uma exposição de fotografia.

    As inscrições – a efetuar até 10 de Outubro – são gratuitas (mas obrigatórias e limitadas à capacidade do Auditório), podendo ser efetuadas aqui.

    Outras informações podem ser solicitadas para as contas de correio eletrónico gic@ipg.pt ou fotoclubedaguarda@gmail.com.

Jornadas de Fotografia - GUARDA.png

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:54

Pág. 1/2



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.




Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D

Contacto:

correiodaguarda@sapo.pt correio.da.guarda@gmail.com



Google +


Referenciar citações

Protected by Copyscape Website Copyright Protection