Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



IPG promove debate sobre Toponímia

por Correio da Guarda, em 31.07.16

 

     Incrementar o estudo/divulgação através de diversificadas e distintas perspetivas que, globalmente, propiciem a Guarda da memória e um melhor conhecimento da toponímia, é o objetivo do V Fórum do Toponímia, a realizar no dia 28 de Outubro, na Guarda.

    Trata-se de uma iniciativa do Instituto Politécnico da Guarda que decorrerá, a partir das 9h30, no Auditório dos Serviços Centrais.

   A submissão de comunicações pode ser feita até ao próximo dia 20 de Agosto, no sítio do Fórum na internet, em http://www.ipg.pt/toponimia/, onde os interessados em participar devem fazer a sua inscrição (gratuita mas obrigatória).

 

 

.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:58

O dia da Rádio Altitude...

por Correio da Guarda, em 29.07.16

Rádio AL.jpg

     Hoje é dia da Rádio, da Rádio Altitude, de uma estação emissora muito particular originada no seio das experiências radiofónicas que ocorreram no Sanatório Sousa Martins, cerca de 1946. Nessa altura, as rudimentares emissões circunscreviam-se ao pavilhão onde estava concentrado o grupo de doentes pioneiros deste projeto; apenas com a construção de novo emissor foi ganhando dimensão a aventura radiofónica.

    No ano seguinte, Ladislau Patrício (cunhado do poeta Augusto Gil), diretor do Sanatório, assinou, a 21 de Outubro, o primeiro regulamento desta emissora, onde estavam definidas orientações muito objetivas sobre o seu funcionamento. Em finais de 1947 as suas emissões já eram escutadas na malha urbana da Guarda, que seguiu, com particular entusiasmo, o início oficial das emissões regulares, assinalado a 29 de Julho de 1948; um ano depois foi-lhe atribuído o indicativo CSB 21, identidade difundida por várias décadas, a partir do alto da serra, “eterna como o sol que alumia o mundo”,  na expressão Nuno de Montemor. Este escritor, diga-se, fez parte do grupo inicial de ouvintes da rádio. Sobre a rádio deixou, aliás, as suas impressões nas páginas de outro pilar informativo do Sanatório: o jornal Bola de Neve.

    A propriedade do primeiro emissor pertenceu, inicialmente, à Caixa Recreativa do Internados no Sanatório Sousa Martins e, mais tarde, com a sua extinção, ao Centro Educacional e Recuperador da unidade hospitalar vocacionada para o tratamento da tuberculose. Com a criação do Centro Educacional e Recuperador dos Internados no Sanatório Sousa Martins (CERISSM) pretendeu-se auxiliar os doentes, especialmente no que dizia respeito “à sua promoção social e ocupação dos tempos livres”.

   Aliás, foi no seio dos sanatórios que surgiram interessantes projetos radiofónicos – como seja a Rádio Pólo Norte, no Sanatório do Caramulo, e a Rádio Pinóquio, no Sanatório das Penhas da Saúde, Covilhã, para referirmos os mais próximos.

    O CERISSM foi uma autêntica instituição de solidariedade; para além de viabilizar a afirmação e implantação da Rádio Altitude desenvolveu uma vasta obra assistencial, sob o impulso do médico Martins de Queirós, o quarto e último diretor do Sanatório da Guarda.

     Em 1961, mediante autorização oficial, o RA passou a ter como suporte económico-financeiro as receitas publicitárias que em muito contribuiriam para o auxílio dos doentes mais carenciados. As emissões evoluíram, ao longo das primeiras décadas em função das disponibilidades técnicas, dos recursos humanos e financeiros mas encontrando sempre no, crescente auditório, uma grande simpatia e um apoio incondicional.

    Até 1980 o Rádio Altitude emitiu na frequência de 1495 Khz, em onda média (abrangendo não só o distrito da Guarda mas igualmente os distritos de Viseu e Castelo Branco e algumas das suas áreas limítrofes), altura em que a sua sintonia passou a ser feita no quadrante dos 1584 khz.

Edifício da RA - década de 80.JPG

      Após 1986, e com a liberalização do espectro radioelétrico passou também a desenvolver as suas emissões em frequência modulada, em 107.7 Mhz, a qual foi alterada, em 1991, para os 90.9 Mhz.

     Em 1998,e depois de ter sido determinada a extinção do Centro Educacional e Recuperador dos Internados no Sanatório Sousa Martins, foi decidida a realização de uma consulta pública, com vista à “transmissão da universalidade designada Rádio Altitude”, considerada a “única estrutura em funcionamento do ex-CERISSM”.

    A estação emissora entrou assim, com a sua aquisição por parte da Radialtitude–Sociedade de Comunicação da Guarda, num capítulo novo da sua existência, mantendo a ligação física ao antigo espaço sanatorial.

Helder.jpg

      Como dissemos, esta é uma rádio muito particular, de afetos, de memórias, vivências, amizades, dedicação, de serviço público, de criatividade, de formação, do interior das Beiras, hoje rádio global, de futuro.

    Parabéns, Rádio Altitude! Parabéns a todos quantos fizeram e fazem a Rádio! 

Estúdio.jpg

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:28

O Dever da Memória

por Correio da Guarda, em 28.07.16

Capa do DEVER DA MEMÓRIA.jpg

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:05

Consulta de Genética Médica na ULS da Guarda

por Correio da Guarda, em 25.07.16

 

     A Unidade Local de Saúde (ULS) da Guarda passou a disponibilizar aos seus utentes, a partir de hoje, uma Consulta de Genética Médica.

     Esta consulta é efetuada nas instalações da Consulta Externa de Pediatria, no Pavilhão 5, resultando de um protocolo estabelecido, no passado mês de Janeiro, entre a ULS da Guarda e o Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra (CHUC); será garantida por dois médicos especialistas do Serviço de Genética Médica do CHUC e terá, inicialmente, uma periocidade mensal.  

    A referida consulta, para além de permitir o diagnóstico de patologia relacionada com o foro genético, viabilizará também o estudo e aconselhamento genético.

 

           

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:24

(Re)Encontro com a História

por Correio da Guarda, em 24.07.16

 

     Em 24 de Julho de 1810 ocorreu no local do Cabeço Negro (Almeida), junto às margens do Côa, um dos combates mais violentos da terceira invasão francesa.

    As tropas anglo-lusas lutaram abnegadamente contra as forças do exército francês do Marechal Michel Ney, numa batalha que antecedeu a queda da fortaleza de Almeida e a sua ocupação pelas tropas que entraram em Portugal sob o comando do Marechal André Massena.

    Este foi o primeiro combate travado no contexto da terceira invasão francesa que colocou frente a frente as forças militares portuguesas e inglesas, comandadas pelo Brigadeiro-General Robert Craufurd, com o 6º Corpo do exército francês que se deteve na margem leste do rio Côa com o objetivo de cercar a praça-forte de Almeida.

     Após a conquista de Ciudad Rodrigo (Espanha), em 10 de Junho de 1810, pelas tropas francesas o objetivo do exército invasor era o domínio da praça portuguesa, que teria cerca de 2000 habitantes e estava guarnecida com 5 000 soldados e 115 peças de artilharia.

     Com a aproximação das forças francesas, o comando do exército anglo-luso apelou aos habitantes para abandonarem as suas casas e levarem os seus haveres.

    Nos primeiros dias de Agosto de 1810 o Marechal Massena mandou avançar o Oitavo Corpo do exército francês, sob o comando de Junot, dando início ao cerco de Almeida, a 10 de Agosto, cuja guarnição militar era chefiada pelo coronel inglês Guilherme Cox, sendo Tenente-Rei o almeidense Francisco Bernardo da Costa.

    O cerco decorria há 17 dias quando, ao cair da noite, uma granada francesa provocou uma explosão em cadeia que destruiu o paiol principal, onde estavam armazenadas 75 toneladas de pólvora; centenas de mortos e enormes danos no interior da fortaleza foi o balanço imediato da tragédia.

    Na manhã seguinte, 27 de Agosto de 1810, o Marechal Massena exigiu do comandante inglês a rendição imediata da praça, o que acabou por suceder nessa noite.

    A importância desta fortaleza era há muito conhecida; após o primeiro de Dezembro de 1640, o rei D. João IV ordenou a sua reparação, face aos momentos e às difíceis contendas que se avizinhavam. Desde logo ficou percetível o papel preponderante que Almeida ia ter no processo bélico de manutenção da independência. A vila foi transformada em sede do quartel-general do Governador de Armas da Beira, constituindo-se na mais importante praça do reino português. Álvaro de Abranches, um dos conjurados da Revolução de 1640 e membro do Conselho de Guerra de D. João IV, foi o primeiro Governador de Armas de Almeida, empenhando-se, de imediato no seu eficaz guarnecimento, rentabilizado o sistema de fortificações de que estava dotada.

    Ao evocarmos esta efeméride, e para além importância histórica do ato associado que constitui uma página da nossa História, gostaríamos de sublinhar a importância que assume um mais amplo conhecimento da região – num quadro articulado de estudo interdisciplinar – que propicie a sua valorização e aproveitamento das suas potencialidades em várias vertentes, desde logo no plano do turismo cultural; igualmente ao nível do património paisagístico e ambiental.

     Paisagem beirã onde o Côa vai vencendo obstáculos antes de chegar ao seu destino; rio de encantos vários, o Côa (um dos poucos a correr de sul para norte) é um guardião milenar de espólios arqueológicos e históricos, que bem merece uma maior atenção. Seguir o seu percurso é como viajar através de algumas páginas da nossa história e reencontrar expressivos testemunhos do passado, com diversificadas marcas humanas que moldaram o perfil destas terras. Recordemos que até 1297 o Côa foi o limite da fronteira entre os territórios dos reinos de Portugal e Castela; com a assinatura do Tratado de Alcanices, por D. Fernando de Castela e D. Dinis de Portugal, o castelo de Almeida – entre outras fortalezas – passou para o domínio da coroa portuguesa; esta zona teve uma grande importância estratégica, do ponto de vista militar; aqui se travaram, ao longo dos séculos, várias batalhas.

    Como foi o caso da que ocorreu a 24 de Julho de 1810. É importante que a união dos portugueses não seja apenas em função de acontecimentos isolados (mais ou menos mediatizados) ou conjunturais mas em torno do conhecimento e respeito pela História...

H.S.

 

In O Interior, 21 Julho 2016

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:01

Horizontes...

por Correio da Guarda, em 23.07.16

Horizontes.jpg

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:35

Cuidados com as temperaturas elevadas

por Correio da Guarda, em 22.07.16

 

     Com a previsão do tempo quente, e de temperaturas muito elevadas, os Serviços de Saúde aconselham cuidados redobrados com idosos e criança.

    A ULS da Guarda, em nota distribuída à comunicação social, relembram que se deve ter em conta a manutenção do corpo hidratado e fresco com ingestão de líquidos,  evitando a  exposição solar em especial entre as 11h e as 16h.

    Por outro lado, é aconselhável a utilização de protetor solar com fator superior a 30 e o uso de vestuário adequado, (peças de roupa leves, de preferência de algodão, e de cor clara, uma vez que estas refletem o calor e a luz solar e ajudam o corpo a manter as temperaturas normais).

   O uso de chapéu e óculos de sol e a redução de atividades ao ar livre, em especial  as que exijam esforço físico intenso, tais como desportos, durante os períodos em que as temperaturas estão mais elevadas (11 ás 16 horas), fazem parte do conjunto de recomendações.

    É, igualmente, aconselhado redobrar a atenção ás crianças, idosos, doentes acamados e dependentes oferecendo líquidos com frequência (água e sumos naturais sem açúcar). Em caso de necessidade deve ligar para  a Linha Saúde 24 (808 24 24 24).

Temperaturas elevadas.jpg

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:48

Folk e Blues em Figueira de Castelo Rodrigo

por Correio da Guarda, em 21.07.16

 

     O II Festival Internacional de Folk e Blues de Figueira de Castelo Rodrigo vai decorrer nos próximos dias 29 e 30 de Julho, promovido pela Câmara Municipal.

    Esta segunda edição decorrerá, à semelhança do passado ano, na aldeia histórica de Castelo Rodrigo, no espaço do Palácio de Cristóvão de Moura.

    Mais informação aqui.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:45

Acesso ao ensino superior

por Correio da Guarda, em 20.07.16

 

     A primeira fase do concurso nacional de acesso ao ensino superior público vai decorrer a partir de amanhã e até ao dia 10 de Agosto.

    Como tem acontecido nos anos anteriores, candidatura é apresentada através do sistema online, no sítio da Direção-Geral do Ensino Superior (DGES) na Internet, que pode ser consultado aqui
    Os candidatos,para acedere ao sistema de candidatura, podem utilizar a autenticação com o cartão de cidadão. 
   De referir que para o ano letivo 2016-2017, através do concurso nacional de acesso, as instituições de ensino superior públicas disponibilizam 506881 vagas para ingresso nos seus ciclos de estudo: 28310 (55,9%) no ensino universitário e 22378 (44,1%) no ensino politécnico.
    A partir de 22 de julho, e com atualização diária, é apresentada a evolução de novas candidaturas submetidas através do sítio na Internet da Direcção Geral do Ensino Superior.
     Os resultados da 1.ª fase do concurso nacional de acesso são divulgados no dia 12 de setembro no sítio na Internet da DGES.

Candidaturas e Acesso.jpg

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:35

Ar da Guarda...

por Correio da Guarda, em 19.07.16

Ar Puro da Guarda  fot Helder Sequeira.JPG

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:42

Pág. 1/3



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.




Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D

Contacto:

correiodaguarda@sapo.pt correio.da.guarda@gmail.com



Google +


Referenciar citações

Protected by Copyscape Website Copyright Protection