Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Guarda assinala "hora do planeta"

por Correio da Guarda, em 23.03.13

     A Câmara Municipal da Guarda vai aderir à “Hora do Planeta”, iniciativa que terá lugar hoje, entre as 20h30 e 21h30.

     Assim, na Guarda, vão ser desligadas as luzes da encosta norte da muralha da cidade.

     Para a autarquia guardense, “as alterações climáticas são atualmente uma questão incontornável para a qual é importante que as consciências dos decisores políticos e dos cidadãos em geral continuem despertas”.

     Neste contexto defende a necessidade de se tomarem “decisões e a adotar procedimentos que, em conjunto, contribuam para reduzir estas mesmas alterações”.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:07

A propósito do Dia Mundial da Tuberculose

por Correio da Guarda, em 22.03.13

 

     No próximo domingo é assinalado o Dia Mundial da Tuberculose, data que se assume como alerta para uma realidade mundial e outrossim para a necessidade de reforço dos procedimentos adequados à eliminação desta doença.

     Apesar de os casos de tuberculose, a nível mundial, terem registado – desde 1990 – uma redução de 40%, a OMS lembra que persistem ainda muitos e sérios problemas.

    De acordo com a Organização Mundial de Saúde, calcula-se que em 2011 ocorreram 8,7 milhões de novos casos de tuberculose, tendo sido vitimadas, por esta doença, 1,4 milhões de pessoas; a tuberculose está entre as três principais causas de morte de mulheres com idades compreendidas entre os 15 e os 44 anos; em 2011 meio milhão de crianças foram atingidas por esta doença, registando-se 64 000 casos de morte.

    Como tem sido sublinhado em anos anteriores, é importante continuar a “inspirar a inovação na pesquisa e nos cuidados aos doentes, reforçando a atenção na vertente social, mediante um esforço organizacional entre todos os agentes da saúde e da sociedade civil centrado no doente e nas populações afetadas”.

    Em Portugal, e face aos dados disponíveis, a tuberculose continua a diminuir; contudo, constitui ainda um sério problema de saúde pública, em especial perante a ameaça da TB multirresistente.

    A data de 24 de Março recorda o dia do ano de 1882 em que Robert Koch anunciou à comunidade científica, da época, que havia descoberto a causa da tuberculose, o bacilo a que ficaria associado o seu nome; foi o primeiro passo para diagnosticar e curar a tuberculose.

    A nossa cidade viria a ser um dos principais centros de tratamento da tuberculose, em Portugal, ombreando com outras destacadas estâncias sanatoriais da Europa. A designação de “Cidade da Saúde”, atribuída à Guarda, em muito se fica a dever a uma instituição que a marcou indelevelmente, ao longo de sete décadas, no século passado.

     Embora a situação geográfica e as especificidades climatéricas associadas tenham granjeado à cidade esse epíteto, a construção do Sanatório Sousa Martins certificou e rentabilizou as condições naturais da cidade para o tratamento da tuberculose, doença que vitimou, em Portugal, largos milhares de pessoas.

     A Guarda foi, nessa época, uma das cidades mais procuradas de Portugal, afluência que deixou inúmeros reflexos na sua vida económica, social e cultural; a sua apologia como localidade “eficaz no tratamento da doença” foi feita por distintas figuras da época, pois era “a montanha mágica” junto à Serra.

     A poucos dias da comemoração do Dia Mundial da Tuberculose, será oportuno recordar que a Guarda é um expressivo capítulo da história da luta e tratamento da tuberculose em Portugal. E é fundamental que não se apague a memória, sobretudo quando está em risco o desaparecimento dos antigos pavilhões do Sanatório e a completa descaracterização de um espaço onde sobrevivem árvores centenárias; algumas consideradas mesmo das mais altas do país.

    Embora o diagnóstico há muito esteja feito, tarda o tratamento da “doença” que vai minando um original ex-libris da Cidade da Saúde.

    Um dia talvez seja tarde demais...

 

    Helder Sequeira

 

     in "O Interior", 21-3-2013

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:50

Novas metodologias para ensinar

por Correio da Guarda, em 21.03.13

 

     O Centro de Estudos Ibéricos promove, a partir de hoje até sábado (23 de Março) e 6 ainda de Abril, o nível intermédio do Curso “Novas metodologias para ensinar e aprender: outdoor learning”.

     Destinado, sobretudo, a professores e educadores, o curso tem como objectivo a compreensão dos pressupostos e princípios pedagógicos da metodologia de “outdoor learning” (educação em espaços abertos), através do conhecimento de processos de ensino e aprendizagem integradores e transdisciplinares.

     Nos quatro dias de formação, os participantes assistirão a sessões teóricas, que decorrerão na Biblioteca Municipal Eduardo Lourenço, na Guarda, e participarão em três saídas de campo – uma visita prospetiva ao Museu e Parque Arqueológico do Vale do Côa, uma visita de exploração ao Castelo e Museu do Sabugal e às Termas do Cró e uma atividade de pedestrianismo em Manteigas - onde se pretende uma aplicação prática dos conhecimentos adquiridos.

    Coordenado por Carlos Reis, Director da Escola Superior de Educação, Comunicação e Desporto do Instituto Politécnico da Guarda e membro da Comissão Executiva do CEI, o curso conta com a participação de professores da Universidade de Coimbra, da Universidade de Salamanca e do Instituto Politécnico da Guarda, sendo creditado pelo Conselho Científico Pedagógico de Formação Contínua.

     O Curso decorrerá na Sala Tempo e Poesia da Biblioteca Municipal Eduardo Lourenço (Guarda).

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:18

Jornadas sobre Psicologia do Desporto

por Correio da Guarda, em 20.03.13

 

     No Instituto Politécnico da Guarda vão realizar-se, no próximo dia 15 de Abril, as V Jornadas de Desporto, subordinadas ao tema “Psicologia do Desporto”.

     Esta iniciativa tem por objectivos, entre outros, formar e reciclar conhecimentos dos profissionais de desporto e promover uma formação atualizada que vise a aquisição de competências.

     As  jornadas vão decorrer no Auditório dos Serviços Centrais do Instituto Politécnico da Guarda. Os interessados podem obter mais informações em www.ipg.pt/gfcd

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:55

"A Queda dos Anjos" na Guarda

por Correio da Guarda, em 20.03.13

 

     Na Galeria de Arte do TMG vai ser inaugurada, no próximo sábado (23 de Março) a exposição “A Queda dos Anjos”, do artista plástico Ambrósio Ferreira.

    A abertura desta exposição está marcada para as 18h00 e vai contar com a presença do autor.

     António Manuel Ambrósio da Silva Ferreira, pintor, desenhador e calígrafo, nasceu em 1951 em Castelo Branco. Licenciou-se em pintura na Escola Superior de Belas Artes de Lisboa.

     Actualmente vive e trabalha em Lisboa. Os seus trabalhos estenderam-se às artes cénicas (cenografia e costumes para teatro e bailado) no conjunto predomina a pintura, divulgada em exposições colectivas e individuais, e o desenho publicado em livros de poesia e prosa.

     O conjunto de obras, expostas em “A Queda dos Anjos”, é parte de uma produção temática mais vasta pintada nos finais do século XX onde o artista reinventou o rosto da crise do mundo contemporâneo.

     A sua obra incorpora as estéticas orientais e é marcada por uma expressão de pincelada espontânea, onde ideia e forma constituem uma simbiose que sugere mas não representa, opção que confere uma realidade aberta às suas criações.

    “A queda dos anjos” tem entrada livre e ficará patente na Galeria de Arte até 19 de Maio; pode ser visitada de terça a sexta das 16h às 19h e das 21h00 às 23h00, aos sábados das 15h00 às 19h00 e das 21h00 às 23h00 e aos domingos das 15h às 19h.

 

     Fonte: TMG

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:01

Fotografia no Paço da Cultura

por Correio da Guarda, em 19.03.13

      

     Na Galeria de Arte do Paço da Cultura terá lugar na próxima sexta-feira, 22 de Março, a inauguração das exposições de fotografia “Há horas que são de todos” de Fernando Marques e “Imaginário” de António Paes Cardoso.

     Fernando Marques, “O Formidável”, foi um fotógrafo de Coimbra, cidade onde nasceu a 20 de setembro de 1911 e onde morreu a 17 de dezembro de 1996. A sua mulher era natural de Almeida, tendo nos últimos anos da sua vida visitado a cidade da Guarda com muita frequência, para visitar os netos e bisnetas, que se radicaram na cidade.

     “Há horas que são de todos”, uma exposição documental, gentilmente cedida pela Imagoteca Municipal de Coimbra, abarca um período de relevantes empenhamentos e vigorosos confrontos que possibilitaram um pilar essencial da Democracia – a LIBERDADE. O conjunto de fotografias, de Fernando Marques, proporciona-nos essa viagem pelo 25 de Abril de 74, mostrando-nos o envolvimento e o sentir da população que ansiava pela mudança democrática.

     António Paes Cardoso, natural da Guarda, é licenciado em Medicina pela Universidade do Porto. Tem participado em inúmeras exposições de fotografia, quer individuais, quer coletivas.

     A exposição – IMAGINÁRIO – evidencia, baseada numa sucessão de imagens sacras, a “vantagem” visual de fixar os rostos das imagens expostas nas igrejas, nos templos ou nos museus, dando especial atenção aos olhares e expressões dos seus rostos que, normalmente, passam despercebidos perdendo-se grande parte do componente espiritual que elas transmitem.

     O acto inaugural está agendado para as 18 horas.

     As exposições estarão patentes na Galeria de Arte do Paço da Cultura até dia11 de maio, podendo ser vistas de terça a sábado, entre as 14h00 às 19h00.

 

     Fonte: CMG

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:02

Catástrofes e Situações de Excepção

por Correio da Guarda, em 18.03.13

     

      Na Escola Superior de Saúde da Guarda/IPG vai decorrer, no próximo dia 22 de Março, um seminário subordinado ao tema “Catástrofes e Situações de Excepção”.

     Este evento, com início pelas 9h30, é aberto a todos os interessados. As inscrições, gratuitas, podem ser feitas através de correio electrónico (ess.geral@ipg.pt)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:22

Concerto de António Zambujo na Guarda

por Correio da Guarda, em 17.03.13

 

 

     No Teatro Municipal da Guarda (TMG) terá lugar no próximo sábado, 23 de Março, um concerto de António Zambujo.

     Este músico, que mistura de forma única e arrojada a música brasileira, a música tradicional portuguesa e o fado, apresentará no TMG o seu quinto disco de originais intitulado “Quinto”.

     O disco, editado em 2012 pela Universal, foi eleito pela revista Blitz como o melhor álbum português do ano.

    António Zambujo cresceu a ouvir o cante alentejano. A harmonia das vozes, a cadência das frases e o tempo de cada andamento foram para sempre uma influência.

      Aos 8 anos começou a estudar clarinete no Conservatório Regional do Baixo Alentejo; é ainda pequeno que se apaixona pelo fado e pelas vozes de Amália Rodrigues, Maria Teresa de Noronha, Alfredo Marceneiro, João Ferreira Rosa, Max entre muitos outros. Estava habituado a cantar em família e entre amigos, e aos 16 anos chegou mesmo a ganhar um concurso de fado. Mais tarde rumou a Lisboa; em 2002 gravou o seu primeiro disco, “O mesmo fado” com alguns fados originais da sua autoria.

    Seguiu-se, em 2004, o segundo disco “Por meu cante”. Dois anos depois ganhou o prémio “Amália Rodrigues” atribuído pela Fundação Amália Rodrigues na categoria de Melhor Interprete Masculino. Em 2008 editou um novo disco, “Outro sentido” e em 2010,“Guia”. A revista britânica Songlines escolheu “Guia” como Top of the World Album.

     António Zambujo é nome frequente dos principais festivais das Músicas do Mundo na Europa, Ásia e também na América

 

     Fonte: TMG

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:33

Jornadas Nacionais sobre Tecnologia e Saúde

por Correio da Guarda, em 16.03.13

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:17

Concurso de Fotografia

por Correio da Guarda, em 15.03.13

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 01:20



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.




Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D

Contacto:

correiodaguarda@sapo.pt correio.da.guarda@gmail.com



Google +