Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Cabeço das Fráguas

por Correio da Guarda, em 20.07.12

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 07:40

Região na Travel TV

por Correio da Guarda, em 19.07.12
 
 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 02:12

Transblues: concertos com entrada livre

por Correio da Guarda, em 18.07.12

 

      Prossegue amanhã, no Café Concerto do TMG (22h), a quarta edição do Transblues - Festival de Blues Béjar / Guarda.

     A proposta para amanhã é do projecto português Indiana Blues Band. Trata-se do projecto do músico André Indiana que incorpora toda a estética dos Blues e de uma “Blues Band”. Apresentam o seu primeiro disco intitulado “bloodline” com 7 temas originais e algumas versões de temas muito conhecidos como “Love Me 2 Times” (Doc Pomus) ou “Hoochie Coochie Man” (Willie Dixon).

     Na sexta, dia 20, já no palco do Jardim José de Lemos, às 21h30, actuam os Spikedrivers (Reino Unido). Inspirados no legado musical norte-americano, as músicas, as harmonias vocais e as suas composições instrumentais fazem do som deste grupo um blues emocionante. A crítica especializada considera a banda como uma das mais inovadoras e originais da actualidade. A atmosfera criada pelos Spikedrivers ao vivo transporta-nos pelas estradas secundárias americanas, numa autêntica banda sonora que se movimenta entre os alpendres ao fim de tarde das casas do Sul da Carolina, e os enormes espaços abertos, sacudidos pelo vento e pela erosão, com as linhas-férreas a desaparecerem no horizonte.

 

 

     Na noite seguinte, dia 21 (sábado), é a norte-americana Sharrie Williams, acompanhada em palco pelos The Wise Guys, que promete aquecer a noite no Jardim José de Lemos. O concerto está marcado para as 21h30.

     Desde a sua última actuação em 2002 no The Blues Estafette na Hollanda, Sharrie Williams despertou as atenções na Europa. Os seus concertos são incríveis. Sharrie impressiona pelas suas poderosas performances cheias de alma; tem como influências e referências as vozes de grandes vocalistas como Koko Taylor, Aretha Franklin, Tina Turner ou Etta James. A cantora norte-americana é apaixonada por gospel, soul, blues e rock. Nos EUA ela é apelidada de “Princesa do Rockin’ Gospel Blues”, um nome que lhe assenta que nem uma luva. O seu novo disco “I’m Here To Stay” foi gravado em Ann Arbor (Michigan, EUA), produzido e remisturado por Michael Freeman que afirma que a música de Sharrie vai directamente ao coração do público. O disco tem sido muito badalado pela crítica da especialidade e foi nomeado a vários prémios nos EUA.

    O Transblues termina no Domingo, dia 22 de Julho, com o concerto do grupo espanhol Guitar Not So Slim.

    O grupo espanhol vem mostrar, no palco do Jardim José de Lemos (às 21h30), as canções do seu último disco “Bailout”. Uma viagem musical que passa pela denominada Roots Music, pelo Ragtime e os Blues dos anos 20/30.“Guitar not so slim” é uma banda que mistura o melhor de dois mundos, o velho e o novo, no que a música e a continentes diz respeito. Neste disco, a banda regressa ao verdadeiro âmago dos Blues, que sempre se destacaram pela sua componente de alerta social e de protesto. As canções são uma mistura eclética e as críticas vão desde o resgate financeiro e a crise europeia à cirurgia estética, tudo isto com sons tribais. A banda editou até ao momento dois discos, ambos com muito sucesso nos meandros dos Blues e muito elogiados pela crítica especializada.

    Todos os concertos do Transblues têm entrada livre.

 

    Fonte: TMG

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:37

Blues na Guarda

por Correio da Guarda, em 17.07.12

 

     Frankie Chavez abre amanhã, na Guarda, o TRANSBLUES. O espectáculo (com entrada livre) terá lugar, pelas 22 horas, no Café Concerto do TMG.

     Frankie Chavez é um dos mais promissores talentos da nova música portuguesa, tendo vindo a ser referido como a mais recente revelação blues do Sul da Europa.

     A sua música conjuga diferentes tipos de sonoridades, resultando num Blues/Folk composto por ambientes limpos e por outros mais crus e psicadélicos.

     Apesar de se identificarem diferentes influências musicais (Robert Johnson, Jimi Hendrix, Kelly Joe Phelps, Ry Cooder), é difícil encontrar um único termo para definir a sua música, o que lhe garante um estilo único e inconfundível.

     Além de abordar instrumentos tão típicos dos blues como o Lap Slide Guitar, uma das características únicas da sua sonoridade é o facto de ter reinventado a abordagem da Guitarra Portuguesa.

     Esta é a quarta edição do TRANSBLUES - FESTIVAL DE BLUES BÉJAR| GUARDA, uma iniciativa que arrancou pela primeira vez em 2009 e que o Teatro Municipal da Guarda e a Junta de Castilla y León promovem com o apoio da Câmara Municipal da Guarda e do Ayuntamiento de Béjar, no âmbito do Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional (FEDER) e do Programa de Cooperação Transfronteiriça Espanha-Portugal (POCTEP).

     O TRANSBLUES decorrerá entre 18 e 22 de Julho. Veja aqui o programa.

 

     Fonte: TMG

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:36

Incêndios

por Correio da Guarda, em 16.07.12

 

     Os incêndios regressaram. Hoje, no distrito foram particularmente atingidas as zonas de Porto da Carne e Alvendre (Guarda) e Freixial (Trancoso).

     Também em plena cidade deflagrou um foco de incêndio na encosta do Bairro do Pinheiro, numa área próxima de habitações, o que não deixa de ser mais um alerta para a falta de cuidado de alguns e para o estado de limpeza dos terrenos envolventes…

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:43

Memórias da Rádio

por Correio da Guarda, em 15.07.12

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:05

Romagem teatral ao Cabeço das Fráguas

por Correio da Guarda, em 14.07.12

 

 

     Iniciou-se hoje, na Guarda, a romagem teatral ao Cabeços das Fráguas, no âmbito da iniciativa “Passos à Volta da Memória”, um produção da Culturguarda para a autarquia guardense.

     “A montanha sobe-se e os vales, antes caminhos, tornam-se horizontes aos olhos de todos. O Cabeço das Fráguas será transformado nesta migração de sensações. Da História à lenda. Do Teatro ao mito. Das palavras rigorosas às oníricas fantasias. As personagens históricas e contemporâneas, divinas ou humanas, misturam-se nesta caminhada, serra acima, até à inscrição lusitana com caracteres latinos, a célebre “Laje da Moura”. Aí, a 1015 metros, terá lugar o ritual de oferenda aos deuses que será partilhado por todos, actores e público, numa comunhão de memórias.” Refere a sinopse divulgada pela Culturguarda.

     Esta produção tem coordenação geral de Américo Rodrigues e encenação de João Neca (igualmente autor do texto), com interpretação de António Rebelo, David Ribeiro, João Neca, João Pereira, Luís Teixeira, Marco Cruz, Nuno Rebelo e Pedro Sousa (actores do grupo de teatro “Gambozinos e Peobardos”, da Vela).

     O Cabeço das Fráguas, sítio arqueológico de grande importância, referente a um antigo local de culto a divindades lusitanas, datado do séc. V a.C., é o destino desta romagem teatral.

     No topo do cabeço encontra-se uma escavação arqueológica que prova a existência de algumas edificações lusitanas possivelmente destinadas ao culto. A consubstanciar essa mesma ideia está a existência de uma das únicas inscrições em língua lusitana escrita com caracteres latinos. Nas imediações do cabeço foram encontradas 20 aras religiosas contemporâneas dos lusitanos, o que se reveste da maior importância já que, por comparação, em toda a província vizinha de Salamanca, Espanha, apenas existem 18 aras.

     O Cabeço das Fráguas Localiza-se junto da Quinta de S. Domingos, na zona este da freguesia de Benespera, no concelho da Guarda. A altitude do cabeço é de 1015 metros; no seu topo existe um planalto onde estavam implantadas as edificações religiosas. Em todas as portelas existem vestígios de muralhas.

    O acesso só é possível a pé mas esta visita é perfeitamente compensada pelo reencontro com o passado, com um património ímpar, com um bela e inebriante paisagem.

     Uma interessante e original proposta a não perder, todos os sábados (até 22 de Setembro).

           HS/ (Fonte: TMG)

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:46

À descoberta das levadas

por Correio da Guarda, em 12.07.12

 

     Na aldeia de Cabeça (Seia) vai realizar-se, no próximo sábado, uma caminhada pelas Levadas da Cabeça, uma iniciativa que apela ao encontro com a natureza e com a identidade da comunidade local, estando associada ao plano de animação da Rede de Aldeias de Montanha.

     Num percurso de 7,5 km, e ao longo de três horas, propõe-se aos caminhantes que partam à descoberta das paisagens que circundam a aldeia, ladeando a ribeira de Loriga e depois ao longo daquela que é a maior levada comunitária do concelho.

     Partindo do largo da Malhada, pelas 9:00h, por entre as ruas estreitas da aldeia com o seu casario de xisto, desce-se o vale, numa caminhada até ao poço da broca do Serapitel, na direção de Loriga, onde os participantes são convidados para uma “bucha e pinga”, uma oferta da junta de freguesia local.

    Seguindo o itinerário, sempre pela levada comunitária e ao som da água que corre funda na ribeira, é visível a paisagem entrecortada por courelas, palheiras, cortes para o gado e velhos moinhos, testemunhos que refletem a imagem duma comunidade solidária, vergada a uma agricultura de subsistência com séculos de história.

    De regresso à aldeia, os aventureiros poderão deliciar-se com uma refeição de feijocas, tradição daquela localidade.

 

    Fonte: CMS

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:52

Memória da presença judaica

por Correio da Guarda, em 11.07.12

 

 

 in Agenda Guarda

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:31

"Uma Bizarra Salada" no TMG

por Correio da Guarda, em 11.07.12

 

      No próximo dia 13 de Julho, sexta-feira, o TMG apresenta no Grande Auditório (às 21h30), o divertido espectáculo “Uma Bizarra Salada” que junta em palco o humorista e actor Bruno Nogueira, a actriz Luísa Cruz e a Orquestra Metropolitana de Lisboa, numa co-produção do Festival de Almada, Metropolitana e São Luiz Teatro Municipal. “Uma Bizarra Salada” é para maiores de 12 anos . O espectáculo tem a direcção musical de Cesário Costa, direcção e espaço cénico de Beatriz Batarda, desenho de luz de Nuno Meira.

 

     Trata-se de um espectáculo com música, teatro e muito humor que reúne textos de Karl Valentim. O autor «aproveita a metáfora da orquestra – corpo social complexo, mais problemático do que parece quando visto de fora – para questionar o mundo e as suas perplexidades. Um concerto onde as palavras irrompem? Um espectáculo de teatro em que a personagem principal é uma orquestra? Um recital absurdo onde dois comediantes improváveis estilhaçam a ideia simples de construir um espectáculo didáctico? Ninguém sabe. É Uma Bizarra Salada!», refere José Luís Ferreira no texto de apresentação desta singular salada musical.

 

     Os textos reunidos, «reflectem o período de crise financeira profunda vivida na Europa antes da Segunda Grande Guerra. Infelizmente, muito a propósito do momento que vivemos actualmente, surgiu-nos como uma oportunidade pertinente voltar a trazer Karl Valentin à cena e juntar a Orquestra Metropolitana ao teatro do absurdo através da participação de Bruno Nogueira e Luísa Cruz. O humor e a sátira adoptaram as formas mais diversas dependendo dos seus autores e épocas, podendo ser triste, solitário, poético, feérico, filosófico, critico, absurdo ou surrealista. Neste espectáculo vivem-se momentos absurdos e podemos reconhecer a frustração do boicote provocado pelos outros ou por nós próprios», explica por seu turno a encenadora, Beatriz Batarda.

 

      Fonte: TMG

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:11



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.




Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D

Contacto:

correiodaguarda@sapo.pt correio.da.guarda@gmail.com



Google +