Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Pop Dell’Arte e Nihil Aut Mors na Guarda

por Correio da Guarda, em 30.06.11

 

    Os Pop dell’Arte, que recentemente editaram um novo disco, vão estar amanhã no palco do Grande Auditório do Teatro Municipal da Guarda, a partir das 21h30.

    Este grupo apresentará no TMG o seu último disco, “Contra Mundum” (2010), uma edição que marcou a celebração dos 25 anos de carreira. Para além da formação actual, João Peste, Zé Pedro Moura, Paulo Monteiro, Eduardo Vinhas e Nuno Castedo, pelo grupo passaram nomes como Paulo Salgado, Ondina Pires, Sapo, Rafael Toral, Luís San Payo, Pedro Alvim, J.P. Simões e Tiago Miranda, entre outros. "Contra Mundum" foi considerado o melhor álbum de 2010 pela Rádio Universitária de Coimbra, o 2º melhor do ano para o Diário de Notícias e o 6º para a revista Blitz.

 

   

    De referir que na primeira parte do espectáculo vai actuar a banda guardense Nihil Aut Mors, que aceitou o desafio proposto pelo TMG e voltou a reunir-se após quase duas décadas.

   Os Nihil Aut Mors existiram entre 1987 e 1994 e tinham a particularidade de criar temas que cantavam quase exclusivamente em Latim. Actuaram em diversos concertos com bandas como Bastardos do Cardeal, Pop Dell 'Arte, Major Alvega, Tina and The Top Ten, Censurados, É M'as Foice, K4 Quadrado Azul, John Holmes Underground, Sérgio and Those, Gabardine 12, Sitiados, A Kausa, entre outros.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:08

Educação em debate na Guarda

por Correio da Guarda, em 29.06.11

 

     No Instituto Politécnico da Guarda (IPG) vai decorrer a  partir de amanhã,  30 de Junho, e até  2 de Julho o XI Congresso da Sociedade Portuguesa de Ciências da Educação.

     O programa deste congresso, subordinado ao tema “Investigar, Inovar e Desenvolver: desafios das ciências da Educação", integra uma conferência de abertura (pelas 11 horas) a proferir por Licínio Lima, enquanto que a comunicação de encerramento (12h30, do dia 2 de Julho) ficará a cargo de Rui Costa (cientista na área da neurociência da Fundação Champalimaud, e natural da Guarda) que irá abordar o tema “O que é que o estudo do cérebro nos pode dizer sobre a aprendizagem e a educação?”.

    De referir a realização de quatro mesas redondas com especialistas nacionais e estrangeiros, sobre temas como “Desafios e Mudanças no Ensino Superior”, “Políticas e Dilemas da Formação”, “Trabalho Docente, Para onde vão as Ciências da Educação” e “Investigação: Agendas e Financiamentos”.

 

   

      A sessão de abertura terá lugar amanhã, dia 30 de Junho, a partir das 10 horas, no Auditório dos Serviços Centrais do Instituto Politécnico da Guarda, decorrendo os painéis de comunicações na Escola Superior de Educação, Comunicação e Desporto/IPG.

   “Este congresso é promovido anualmente pela Sociedade Portuguesa das Ciências da Educação (SPCE) que encarrega uma instituição de ensino superior – universitária ou politécnica – de organizar localmente um encontro de dimensão nacional. O XI Congresso da SPCE decorrerá no Instituto Politécnico da Guarda na sequência de uma candidatura apresentada à SPCE por altura do X Congresso que teve lugar em Bragança”, referiu o Director da Escola Superior de Educação, Comunicação e Desporto do IPG, Prof. Carlos Reis.

   De acordo com aquele responsável, este evento “aglutina todos os que trabalham, lecionam e investigam a Educação e as Ciências da Educação.

   Mais informação disponível em: http://www.ipg.pt/11congresso-spce/

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:13

Fernando Tordo actua na Guarda

por Correio da Guarda, em 25.06.11

 

     Fernando Tordo actua hoje, a partir das 21h30, no Grande Auditório do TMG, integrando a animação da Feira de São João.

     O cantautor português encerrará a iniciativa da Culturguarda em parceria com a Câmara da Guarda apresentando um espectáculo com temas novos do seu próximo disco.

     O músico português que fez recentemente 46 anos de carreira promete também interpretar alguns dos clássicos conhecidos do público como “Adeus Tristeza”, “Cavalo à solta”, “Tourada”, “Se digo meu amor”, ”Balada para os nossos filhos”, “Estrela da Tarde”, entre outras canções.

    Fernando Tordo, que para além de compositor, cantor e intérprete também se dedica à escrita e à pintura, nasceu em Lisboa a 29 de Março de 1948. Iniciou a sua carreira profissional na música em 1965 no grupo "Os Deltons". Em 1967 substitui Carlos Mendes nos Sheiks, com funções de cantor e guitarrista de acompanhamento.

    Aí permaneceu até à sua primeira participação no Festival RTP da Canção (1968/9). É a partir desta altura que trabalha pela primeira vez com José Carlos Ary dos Santos, formando assim uma das mais importantes parcerias portuguesas ligadas à música.

    Muitas das centenas de obras produzidas destinaram-se a outros grandes intérpretes como Carlos do Carmo, Paulo de Carvalho, Tonicha, Beatriz da Conceição, Simone de Oliveira e tantos outros que têm no seu repertório temas destes dois criadores.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:22

Na Guarda das tradições

por Correio da Guarda, em 24.06.11

 

     Ao longo das últimas décadas as tradicionais festividades, e animações, em homenagem a São João têm perdido, na Guarda, o brilho e a movimentação de outrora, sobretudo em torno da feira que tem aquele santo popular como padroeiro.

     Nos finais do século dezanove esta cidade recebia, muitos dias antes, “grande quantidade de forasteiros”, e não faltavam, pelas principais artérias as “costumadas fogueiras com danças e cantos”.

 

 

     O teatro, os concursos de gado e as touradas constituíam alguns dos pontos de atracção do cartaz citadino, nesse período de enorme agitação festiva e de muitas transacções comerciais.

    A viagem de comboio até à Guarda era incentivada com significativas reduções nos preços, oportunidade aproveitada por numerosas pessoas, que engrossavam a multidão de visitantes espalhados por todos os cantos da cidade.

    Este quadro, festivo, comercial e religioso – componente que também não faltava – repetiu-se, com mais ou menos cambiantes, durante largos anos, deixando um inquestionável impacto na vida da cidade.

    Aliás, a própria Câmara Municipal da Guarda deliberou, em Julho de 1954, solicitar ao Governo (“nos termos do número quatro do decreto número trinta e oito mil quinhentos e noventa e seis, de quatro de Janeiro de mil novecentos e cinquenta e dois”) a “necessária autorização para considerar como feriado municipal no concelho da Guarda o dia 24 de Junho de cada ano”.

    O executivo municipal, de então, argumentava que os festejos de São João “desde tempos imemoriais atingem proporções de relevo”, sendo por isso considerado “dia festivo em toda a região”.

    Por outro lado, a Câmara Municipal aduzia a realização da “importante feira anual de S. João, reputada a de maior expansão e amplitude da região por a ela acorrerem com os seus produtos e gados as populações de toda a região beirã e até transmontana”; as estas razões, acrescentava-se, ainda, a intenção de o dia passar a figurar no período das “futuras Festas da Cidade” da Guarda.

    Se é certo que na sociedade hodierna as motivações dos consumidores são de longe bem diferentes, mercê de múltiplos factores, também é verdade que a Feira de São João – criada em 1255 - poderia ter reconquistado (à semelhança de outras congéneres) uma nova afirmação no contexto regional, aplicadas que fossem as adequadas fórmulas e os apoios inerentes a uma realização com estas características.

   Claro está que para isso tem de haver uma especial sensibilidade e empenho, uma estratégia adequada, um planeamento atempado, um espaço atractivo e uma eficaz promoção junto dos sectores potencialmente interessados num certame desta natureza.

    Na Guarda das tradições há, entretanto, que sublinhar a iniciativa de recriar esta feira (partindo das especificidades que detinha nos finais do século XIX e primórdios do seguinte) em pleno centro da cidade, projecto que tem alcançado assinalável êxito e constituído um momento de aproximação entre o passado e o presente, proporcionando a muitos dos residentes e visitantes o confronto entre épocas e vivências.

    Para além disso, esta actividade promovida pela Culturguarda impulsiona uma verdadeira e popular animação citadina, com todas as vantagens daí decorrentes, numa terra que se deseja mais aberta, solidária, moderna, inovadora, identificada com a sua história e património. (H.S.)

 

In "O Interior"

23/6/2011

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:49

Animação e recriação na Guarda

por Correio da Guarda, em 23.06.11

 

     A Culturguarda, em parceria com a Câmara Municipal da Guarda, está a promover até sábado, 25 de Junho, a Feira de São João, uma evocação da feira do início do século XX.

    À troca de produtos juntou-se ainda um programa de animação que inclui teatro, música e um baile de São João no qual não faltam corridinhos e outros temas populares tocados ao acordeão e ainda a tradicional fogueira com os rosmaninhos e a queima da boneca.

    Um evento a não perder.

 

   

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:47

Feira de S. João na Guarda

por Correio da Guarda, em 22.06.11

 

 

   

     A Culturguarda, em parceria com a Câmara Municipal da Guarda, vai promover a partir de amanhã, e até ao próximo sábado, 25 de Junho, a Feira de São João, uma evocação da feira do início do século XX.

    A feira, que se realizava anualmente, era considerada de grande importância económica e juntava na cidade mais alta feirantes e populares de toda a região do interior do país. No recinto, transaccionavam-se, sobretudo, produtos hortícolas, animais e produtos artesanais.

    Este é o quarto ano consecutivo que a Culturguarda organiza, em parceria com a CMG, esta recriação.

    À troca de produtos juntou-se ainda um programa de animação que inclui teatro, música e um baile de São João no qual não faltam corridinhos e outros temas populares tocados ao acordeão e ainda a tradicional fogueira com os rosmaninhos e a queima da boneca.

 

     (Fonte: TMG)

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:22

Simpósio de Farmácia na Guarda

por Correio da Guarda, em 21.06.11

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:30

Sé Catedral da Guarda

por Correio da Guarda, em 19.06.11

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:47

Congresso do SPCE realiza-se na Guarda

por Correio da Guarda, em 17.06.11

 

     No Instituto Politécnico da Guarda (IPG) vai decorrer nos dias 30 de junho e 1 e 2 de julho o XI Congresso da Sociedade Portuguesa de Ciências da Educação.

     O programa deste congresso, subordinado ao tema “Investigar, Inovar e Desenvolver: desafios das ciências da Educação, integra uma conferência de abertura (pelas 11 horas) a proferir por Licínio Lima, enquanto que a comunicação de encerramento (12h30, do dia 2 de julho) ficará a cargo de Rui Costa (cientista na área da neurociência da Fundação Champalimaud, e natural da Guarda) que irá abordar o tema “O que é que o estudo do cérebro nos pode dizer sobre a aprendizagem e a educação?”.

     De referir a realização de quatro mesas redondas com especialistas nacionais e estrangeiros, sobre temas como “Desafios e Mudanças no Ensino Superior”, “Políticas e Dilemas da Formação”, “Trabalho Docente, Para onde vão as Ciências da Educação” e “Investigação: Agendas e Financiamentos”.

      A sessão de abertura terá lugar no dia 30 de junho, a partir das 10 horas, no Auditório dos Serviços Centrais do Instituto Politécnico da Guarda, decorrendo os painéis de comunicações na Escola Superior de Educação, Comunicação e Desporto/IPG.

    “Este congresso é promovido anualmente pela Sociedade Portuguesa das Ciências da Educação (SPCE) que encarrega uma instituição de ensino superior – universitária ou politécnica – de organizar localmente um encontro de dimensão nacional. O XI Congresso da SPCE decorrerá no Instituto Politécnico da Guarda na sequência de uma candidatura apresentada à SPCE por altura do X Congresso que teve lugar em Bragança”, referiu o Diretor da Escola Superior de Educação, Comunicação e Desporto do IPG, Carlos Reis.

    De acordo com aquele responsável, este evento “aglutina todos os que trabalham, lecionam e investigam a Educação e as Ciências da Educação.

    O Congresso consubstancia o objetivo da Sociedade Portuguesa das Ciências de Educação de contribuir para o levantamento e resolução de problemas educativos através do desenvolvimento da investigação e do ensino, bem como facilitar a cooperação entre os diversos intervenientes nesta área”

    Foram submetidos para apresentação ao congresso 274 trabalhos, correspondendo a 435 autores de cinco países – Portugal, Espanha, Brasil, Cabo Verde e Estados Unidos da América.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:18

A Maldição de Poe na Guarda

por Correio da Guarda, em 16.06.11

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:22

Pág. 1/3



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.




Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D

Contacto:

correiodaguarda@sapo.pt correio.da.guarda@gmail.com



Google +


Referenciar citações

Protected by Copyscape Website Copyright Protection