Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Intensivismo e stress pós-traumático

por Correio da Guarda, em 22.04.10

    

     “Intensivismo e Stress Pós-Traumático” é o tema da conferência que terá lugar amanhã na Guarda, organizada pelo Centro de Estudos Ibéricos (CEI) e integrada no ciclo “Saúde sem fronteiras 2010”.

     A referida conferência decorrerá, a partir das 9h30 na sala da Assembleia Municipal da Guarda. Esta iniciativa contará com intervenções de Juan Jose Marín Salazar – (Faculdade de Medicina da Universidade de Salamanca) e Paulo Martins – (Serviço de Medicina Intensiva – Hospital da Universidade de Coimbra).

     À semelhança de edições anteriores, a coordenação científica desta iniciativa está a cargo das Faculdades de Medicina das Universidades de Coimbra e de Salamanca, contando-se ainda com a colaboração da Escola Superior de Saúde da Guarda.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:48

CEI assina protocolo com Fundação Duques de Soria

por Correio da Guarda, em 20.04.10

    

     O Centro de Estudos Ibéricos (CEI) e a Fundação Duques de Soria (Espanha) assinaram ontem, na Guarda, um protocolo de cooperação.

     Através deste documento pretende estabelecer-se um quadro de cooperação entre as duas instituições, que vai passar pelo desenvolvimento de acções conjuntas tendo em vista o estudo, conservação, valorização e divulgação do património cultural, material e imaterial, dos territórios de ambos lados da fronteira entre Portugal e Espanha.

     De salientar que as duas instituições, sem fins lucrativos, prosseguem objectivos e finalidades similares no âmbito da promoção do estudo e investigação das realidades portuguesa e espanhola, procurando contribuir para a difusão da cultura ibérica e para o desenvolvimento dos territórios de fronteira.

     A Fundação Duques de Soria é uma instituição cultural, criada em 1989, por iniciativa e sob a presidência honorária da Infanta Margarita de Borbón e de D. Carlos Zurita, Duques de Soria.

     No que respeita ao relacionamento com Portugal, a Fundação criou, em 1994, a Cátedra Don Juan de Borbón, Conde de Barcelona, sob o patrocínio conjunto do Presidente da República Portuguesa e do Rei de Espanha.

     A referida cátedra promove e incentiva o intercâmbio e o conhecimento das realidades culturais e socioeconómicas de Portugal e de Espanha, principalmente através da organização de encontros luso-espanhóis.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:02

Castelo Rodrigo

por Correio da Guarda, em 20.04.10

    

     A aldeia histórica de Castelo Rodrigo recebeu no passado ano 47 731 visitantes, o que corresponde a um aumento de 3 000 pessoas, relativamente ao ano de 2008.

     De acordo com os indicadores facultados pela Comissão de Coordenação da Região Centro, estes números dizem respeito apenas aos visitantes que contactaram o Posto de Turismo daquela aldeia do concelho de Figueira de Castelo Rodrigo.

     A maior percentagem de turistas é oriunda do território nacional, num total de 33 432, enquanto os restantes visitantes são provenientes de países como Espanha, França, Alemanha e Inglaterra.

 

Vista sobre Castelo Rodrigo - Foto HS

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:53

Aprolínguas promove Congresso Internacional

por Correio da Guarda, em 16.04.10

   

   “Línguas 2010: pontes, portas, janelas, espelhos e redes” é o tema do congresso internacional que decorrerá na Guarda, nos dias 23 e 24 de Abril.

     Organizado pela Associação de Centros de Línguas do Ensino Superior em Portugal e Associação Portuguesa de Professores de Línguas Estrangeiras do Ensino Superior este congresso irá debater, entre outras, temáticas como a inovação didáctica para a aprendizagem das línguas estrangeiras, políticas educativas nas áreas das línguas, cidadania linguístico-cultural, interculturalidade e plurilinguismo, línguas na comunidade e propostas para o fomento de laços entre os diferentes níveis educativos.

     Os trabalhos vão decorrer no Instituto Politécnico da Guarda.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:23

Jornadas sobre o Cabeço da Fráguas

por Correio da Guarda, em 13.04.10

   

   Porcom, Oilam, Taurom. Cabeço das Fráguas: o santuário no seu contexto” é o tema da jornada que vai decorrer no Museu da Guarda, no próximo dia 23 de Abril, sobre a investigação que foi desenvolvida naquela estação arqueológica, localizada a escassos quilómetros desta cidade.

     Esta iniciativa, promovida pelo Instituto Arqueológico Alemão de Madrid, em colaboração com o Museu da Guarda e o Centro de Estudos Ibéricos, pretende analisar este espaço de santuário em função dos novos dados obtidos e enquadrá-lo no seu contexto regional, cronológico e temático.

     De referir que este encontro, de carácter interdisciplinar, coincide com a exposição que está patente no museu guardense, até 31 de Maio.

     Organizada pelo Instituto Arqueológico Alemão e pelo Museu da Guarda, esta mostra apresenta pela primeira vez ao público o molde da inscrição rupestre em língua lusitana identificada no local, que salvaguarda esse importante texto epigráfico e facilita o seu acesso, até agora difícil, a investigadores e eruditos.

     De acordo com alguns investigadores, a primeira referência a esta inscrição remonta ao século XVIII. O pároco de Pousafoles do Bispo anotou a existência, no Cabeço das Fráguas, de uma lage com caracteres indecifráveis. Estes descrevem a oferenda de vários animais a diversas divindades, conjugando no mesmo texto o alfabeto latino e a chamada língua lusitana, falada na época pré-romana em quase todo o território do ocidente hispânico.

     Com o processo de moldagem que foi concretizado no passado ano, os trabalhos arqueológicos em curso desde 2006 no Cabeço das Fráguas (localizado nas proximidades da freguesia de Benespera, Guarda) entraram numa nova fase e deixaram um eminente contributo para um maior conhecimento da referida inscrição rupestre divulgada, pela primeira vez, em 1943 pelo General João de Almeida e publicada, em 1956, pelo arqueólogo guardense Adriano Vasco Rodrigues, a quem se deve, aliás, o despertar da curiosidade por parte da comunidade científica.

     As prospecções que ali decorreram, resultaram, precisamente, da existência de referida invocação às divindades e do interesse em esclarecer o contexto arqueológico no qual terá decorrido o aludido acto religioso.

     De acordo com informação do Museu da Guarda, tratou-se da “primeira vez que esta inscrição, já famosa no meio científico europeu, foi reproduzida fielmente à escala natural com recurso à avançada tecnologia de LaserScan, levada a cabo no terreno por uma empresa especializada portuguesa”.

     O projecto, impulsionado pelo Instituto Arqueológico Alemão de Madrid, foi desenvolvido com a colaboração do Museu da Guarda e da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa. O referido molde, processado por especialistas da Universidade Técnica de Berlim, passa a integrar a exposição permanente do Museu da Guarda.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:11

Encontro interdisciplinar sobre Tecnologia e Saúde

por Correio da Guarda, em 05.04.10

    

     Organizadas pelo Instituto Politécnico da Guarda vão decorrer nesta cidade, no dia 30 de Abril, as III Jornadas sobre Tecnologia e Saúde.

     “Avaliação e predição de risco e estado cardiovascularé um dos temas a abordar, por Jorge Oliveira Henriques (Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra), no decorrer desta iniciativa que vais juntar conferencistas de vários pontos e instituições do país.

     Durante o período da manhã falar-se-á dos “Riscos para a saúde humana da exposição ambiental ao Radão – Projecto SOS Radão Guarda”, através de uma comunicação a apresentar por Alina Louro (ESAA e Laboratório de Instrumentação e Física Experimental de Partículas, Lisboa) enquanto Albertino Chaves (Unidade Local de Saúde da Guarda) intervirá com o tema “Ecografia 3D em Obstetrícia”.

     Catarina Pereira (Pulsoft, Coimbra) terá a seu cargo uma comunicação subordinada ao tema “Look4MyHealth – Plataforma de Monitorização de Sinais Vitais”, antecedendo a apresentação “Micro-fabricação de dispositivos para aplicações biomédicas”, por Fernando Cruz (Escola Superior de Tecnologia de Setúbal).

     “Nanotecnologia na saúde: os nanotubos” será o tema da comunicação de Jorge Fonseca Trindade (Escola Superior de Tecnologia e Gestão / Instituto Politécnico da Guarda) e Maximiano Ribeiro (Centro de Investigação em Ciências da Saúde da Universidade da Beira Interior) e Paula Coutinho (UDI/IPG), vão falar do “Desenvolvimento de Biomateriais para a Regeneração da Pele”.

Ainda durante a manhã o programa das jornadas inclui uma outra comunicação sobre “Optimização e informação do planeamento de cirurgias electivas”, a proferir por Inês Marques (Centro de Investigação Operacional / Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa).

     No período da tarde os trabalhos recomeçam pelas 14h30 com a apresentação do tema “As Novas Tecnologias ao serviço da Reabilitação Cognitiva de pacientes com lesão cerebral adquirida”, por Artemisa Rocha (Escola Superior de Tecnologia da Saúde do Porto / Instituto de Ciências Biomédicas de Abel Salazar), seguindo-se a intervenção de António Figueira Mendes sobre “TIC no Serviço de Pediatria da Unidade Local de Saúde da Guarda”.

     Gonçalo Pena (Universidade de Coimbra) apresentará uma comunicação intitulada “Hemodinâmica: uma abordagem Matemática”, e depois Judite Neves (INFARMED / Autoridade Nacional do Medicamento e Produtos da Saúde) dissertará sobre “A importância da discussão regulamentar no desenvolvimento de novos projectos na área da tecnologia da saúde”.

José Martinez de Oliveira (Faculdade de Ciências da Saúde da Universidade da Beira Interior) e Pedro Araújo (UBI) vão falar do  “Desenvolvimento e ensaio de um sistema de medição de longa duração da temperatura corporal central na cavidade vaginal”. 

     “Enquadramento da implementação de sistemas de informação em saúde nos principais referenciais metodológicos”, por Paulo Adriano Teixeira (Instituto Politécnico do Cávado e Ave) e “Tecnologias de Apoio na Atrite Reumatóide: impacto na qualidade de vida”, por Sónia Tavares da Silva, são outras das comunicações agendadas.

 

Tecnologia e Saúde - jornadas na Guarda

     “Telemedicina e suas aplicações”, “As Tecnologias de Informação e de Comunicação na Enfermagem”, “Tecnologia Assistiva”, “Dispositivos Médicos Implantáveis – Dispositivos Médicos de Diagnóstico”, “Sistemas automatizados na Farmácia Hospitalar”, “Do Flutter® ao Cough Assist®”, “Inovação Tecnológica em Cardiologia: PocketECG”, “Tecnologias de Automatização em Farmácia Hospitalar”, “Desenvolvimento de um interface ubíquo de acesso a utilizadores”, “Sistema de Informação Integrada e Modular – Alert®ERP”, “As Tecnologias de Informação e os Adolescentes com perturbações mentais”, “O impacto social das tecnologias de Apoio nos Acidentes Vasculares Cerebrais”, “Células Estaminais: Biotecnologia e Saúde”, “O Sistema Nacional de Vigilância de Dispositivos Médicos”e “O iDOG Guardando Doentes de Alzheimer” constituem alguns dos temas dos “posters” que vão ser apresentados nestas III Jornadas sobre Tecnologia e Saúde.

     Esta iniciativa do Instituto Politécnico da Guarda (IPG), em colaboração com a Escola Superior de Saúde e a Escola Superior de Tecnologia e Gestão, pretende dar a conhecer os mais recentes projectos na área da tecnologia aplicada à saúde e aprofundar o diálogo entre investigadores e profissionais/estruturas de saúde (médicos, enfermeiros, técnicos, profissionais e estudantes das áreas da saúde e da tecnologia).

     No decorrer deste evento, e em termos de divulgação/acompanhamento das várias comunicações, vai funcionar, na área adjacente ao auditório onde vão ter kugar os trabalhos, uma Plataforma de Difusão de Informação através de Bluetooth, promovida pela empresa Care4IT.

     Os participantes nestas Jornadas, que activem o Bluetooth do seu telemóvel, podem receber informações sobre as temáticas em debate, horários das intervenções e outras indicações úteis.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:58

Cadeira de rodas conduzida com o olhar

por Correio da Guarda, em 03.04.10

    

     Uma cadeira de rodas eléctrica que pode ser conduzida apenas com o olhar é a mais recente novidade no âmbito do Projecto Magic Key, desenvolvido na Escola Superior de Tecnologia e Gestão do Instituto Politécnico da Guarda.

 

     Este trabalho, que constitui uma inovação a nível mundial, como diz o Prof. Luis Figueiredo – mentor deste projecto – surge na sequência de outras aplicações anteriores “já amplamente utilizados por pessoas com graves limitações físicas”.

“Mais do que uma ideia ou um mero protótipo, esta cadeira já foi testada recentemente, com sucesso, no Pólo Tecnológico de Lisboa, por um utilizador real”, adiantou o investigador, e docente, responsável pela “Magic Wheelchair”, assim de denomina a nova aplicação apresentada na Guarda.

     Em Lisboa, o teste efectuado foi protagonizado pelo Dr. Pedro Monteiro, Presidente da Associação Portuguesa de Esclerose Lateral Amiotrófica, “cuja doença o impede de utilizar qualquer movimento voluntário do seu corpo sendo a única excepção a capacidade de movimentar os seus olhos”.

 

     Um olhar que nos guia

 

     A “Magic Wheelchair”, cadeira de rodas eléctrica controlada pelo olhar, utiliza 10 sonares para aumentar as condições de segurança do seu utilizador e constitui uma inovadora solução para pessoas que não têm a possibilidade de usar o tradicional “joystick” de controlo, nomeadamente as pessoas tetraplégicas com boa capacidade de dicção.

 

Guarda - Cadeira conduzida pelo olhar - foto Helder Sequeira

     Nesta aplicação as palavras de comando podem ser transmitidas em português ou inglês; assim, após o utilizador desencadear o comando inicial “liga cadeira”, pode controlá-la pronunciando as palavras “anda”, “pára”, “recua”, “acelera”, “desacelera”, “esquerda” e “direita”.

     No caso de utilizador ordenar “desliga cadeira” esta, de imediato, deixará de aceitar as palavras de comando anteriormente indicadas e só activará essas instruções quando for dada a ordem “liga cadeira”; isto permite que o utente possa desenvolver uma conversação normal com outras pessoas sem ter qualquer preocupação em dizer as palavras de controlo deste equipamento.

     “Para quem não tem qualquer tipo de mobilidade isto é extremamente importante”, comentou-nos Luis Figueiredo que admite a introdução de alguns aperfeiçoamentos. “Contudo a cadeira está pronta para ser utilizada por qualquer pessoa”.

     De salientar, e como nos foi referido, que a tecnologia desenvolvida na “Magic Wheelchair” permite a sua adaptação a qualquer tipo de cadeira eléctrica já existente no mercado, inclusive os modelos que não têm uma interface digital para ligação ao computador.

     A mesma interface de voz pode ser usada para interagir com outros sistemas: controlo de luzes, abertura de portas e janelas ou activação/desactivação de qualquer dispositivo que funcione com infravermelhos.

     O Magic key é uma aplicação nacional que começou a ser desenvolvida, há cinco anos atrás, pelo Prof. Luís Figueiredo, docente da da Escola Superior de Gestão e Tecnologia/IPG; actualmente engloba os módulos Magickey, Magicjoystick, Magiceye, MagicPhone, Magickeyboard, Magichome, Magickeyboard e Magicwheelchair. (...)"

 

in Diário As BEIRAS - 1.4.2010

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:58

Inovação no Turismo

por Correio da Guarda, em 01.04.10

    

     Em Seia vai realizar-se nos dias 1 e 2 de Junho o International Syposium on Innovation in Tourism and Hospitality (ISITH), organizado pela Escola Superior de Turismo e Hotelaria do Instituto Politécnico da Guarda.

     Propiciar o debate e reflexão sobre as dinâmicas actuais associadas ao turismo, hotelaria e restauração é um dos principais objectivos deste evento.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:42


Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.




Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D

Contacto:

correiodaguarda@sapo.pt correio.da.guarda@gmail.com



Google +


Referenciar citações

Protected by Copyscape Website Copyright Protection




Error running style: Style code didn't finish running in a timely fashion. Possible causes: